dez 23

Neste final de 2017, o Centro de Museologia, Arqueologia e Antropologia/ CEMAARQ da FCT/Unesp desenvolveu uma série de atividades e eventos culturais, sempre acompanhados por pesquisadores e docentes. A pré-história foi o primeiro assunto que mereceu atenção especial a começar pela pedra lascada e polida, de pedra lascada, urnas funerárias e outros artefatos de pedra, como parte da Arqueologia. Em seguida, a Etnologia com abordagem dos aspectos da cultura indígena contemporânea, seguida da Paleontologia com fósseis de dinossauros, crocodilianos e quelônios da região de Presidente Prudente.

Pelas informações que nos foram prestadas, o número de visitantes deste ano chegou a 3.273, provenientes de diversas cidades da região. Dentre as quais, Adamantina, Álvares Machado, Anhumas, Assis, Bataguassu (MS), Dracena, Emilianópolis, Martinópolis, Mirante do Paranapanema, Narandiba, Regente Feijó, Sandovalina, Presidente Epitácio, Presidente Prudente, Presidente Venceslau, Pirapozinho, Primavera e Teodoro Sampaio.

Tabela 1: Ref. visitantes no CEMAARQ

Mês Número de turmas Número de Alunos
Fevereiro 3 84
Março 4 182
Abril 18 640
Maio 6 233
Junho 19 537
Julho 1 40
Agosto 10 318
Setembro 2 59
Outubro 12 364
Novembro 22 599
Dezembro 7 217
Total 104 3273

 

Semana do Índio

Com o objetivo de mostrar a cultura indígena, foi promovida entre 17 a 20 de Abril no CEMAARQ a Semana do Índio. O público efetivo registrado no período alcançou 434 visitantes, dentre os quais, 397 inscritos por escolas públicas e particulares de Presidente Prudente e região. Os demais visitantes: 6 estudantes da comunidade, 23 professores de educação básica e 8 alunos de graduação,

A participação das crianças nessa excursão foi muito interessante, porque todas elas foram convidadas a pintar o rosto e utilizar cocares simbólicos confeccionados em cartolina como característica indígena. Enfeites e pinturas corporais também fizeram parte dessa ornamentação.

Outro aspecto importante foi representado pela montagem de maquete simbolizando uma aldeia indígena, onde as crianças puderam compreender como é o dia-a-dia do índio. O que ele (o índio) faz para garantir sua sobrevivência, condições de vida, ambiente de convivência, ocupação, caça, pesca etc.

Alunos do curso de Geografia da FCT/Unesp atuaram como Monitores, o que lhes deu também a oportunidade de conhecer a vivência comunitária dos índios que habitaram esta região do Estado.
Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Semana do Índio: todos os anos a afluência de alunos das Escolas públicas ou particulares é sempre elevada. Basta um contato telefônico, um e-mail ou um recado confirmando presença e a Adriana ou Nikele prontamente confirmam a participação em data e horários adequados. Sempre são reservadas surpresas para os visitantes.

Semana Nacional de Museus

A Semana Nacional de Museus acontece anualmente para comemorar o Dia Internacional de Museus (18 de maio) foi realizada a Semana Nacional de Museus. Tudo em função de uma programação de âmbito federal onde os museus são convidados pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) para desenvolverem uma programação especial para essa data. Em 2017 foi proposto a realização de eventos em torno do tema “Museus e histórias controversas – dizer o indizível em museus”.

Esta semana temática realizou-se de 15 a 19 de maio de 2017 no CEMAARQ. O evento contou com três exposições: Arqueologia, Etnografia e Paleontologia. O público foi de 58 visitantes.

Semana do Meio Ambiente

O evento deste ano foi destinado principalmente aos estudantes da Rede Pública e Particular de Ensino Fundamental e Médio da cidade de Presidente Prudente e toda Região do Oeste Paulista. Com a ampla divulgação foram atendidas pessoas da comunidade em geral, e também a unespiana, como Professores, Funcionários e Graduandos dos cursos da Faculdade de Ciências e Tecnologia e outras instituições.

Assim, ao findar os dias de atividades da Semana do Meio Ambiente foram contabilizados 546 visitantes, sendo: 321 alunos de escolas públicas e particulares de Presidente Prudente e região; 16 professores da educação básica; 1 funcionário e 2 professores da FCT; 3 da comunidade em geral; 103 alunos da instituição Fundação Mirim e 100 alunos da graduação da FCT/UNESP.

As turmas das escolas agendaram as atividades de acordo com o que queriam assistir. As atividades de cada período duraram em torno de 2 horas, sendo: 1 hora para as exposições monitoradas no Boulevard e 1 hora para assistir à apresentação do setor no Auditório.

Escola do Bairro Ana Jacinta

Afastando-se do Câmpus da Unesp em Presidente Prudente, o Bairro escolhido para receber palestra sobre índios ministrada por Professores e Monitores da Faculdade de Ciências e Tecnologia (curso de Geografia), foi o “Ana Jacinta”. Trata-se da Escola “Oracy Matricardi”, que no dia 21 de Agosto teve a oportunidade de conviver simbolicamente com materiais indígenas do Centro de Museologia, Arqueologia e Antropologia/CEMAARQ. Os materiais trazidos para essa demonstração foram constituídos por colares, cocares, instrumentos musicais, arco e flexa. O atendimento foi extensivo a 9 turmas do 6º ano e ainda: uma Tuma de alunos do ensino médio. Ao todo, 310 alunos aproximadamente. Com essa exposição – fora dos domínios do Câmpus – o nº de atendimentos chega a 4.129 estudantes.

Pela 1ª vez, estudantes da periferia tiveram a oportunidade de receber uma exposição atualizada sobre hábitos, costumes, objetos contemporâneos e de uso pessoal ou coletivo de uma comunidade indígena. Uma seleção de peças, desde a pedra lascada, polida ou de cerâmica confeccionadas por populações pré-históricas que conviveram com nossa região. Na Paleontologia, fósseis de animais e vegetais: crocodilianos, sáurios, quelônios, madeira fossilizada no período mesozóico. Tudo com painéis explicativos que contam sobre um passado remoto de vida em nosso planeta.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Centro de Museologia, Arqueologia e Antropologia/CEMAARQ tem atendimento permanente, mesmo fora dos períodos determinados para exposições ou desenvolvimento da programação de eventos. Suas portas estão abertas no horário do expediente de 2ª a 6ª feira e as pessoas interessadas terão a melhor acolhida possível.

Semana do Folclore

O evento foi realizado no período de 22 a 25 de agosto de 2017 e o Museu – CEMAARQ – apresentou aos visitantes três exposições: Arqueologia, Antropologia e Paleontologia. Os visitantes puderam perceber que o Acervo é grande, principalmente acerca do tema indígena, pois há muitas peças arqueológicas, resultantes dos trabalhos de escavações na nossa região, mas também uma grande quantidade de peças indígenas do Brasil contemporâneo; além disso, fósseis paleontológicos de dinossauros, crocodilianos e quelônios, muitos dos quais foram encontrados também na nossa região.

Além das exposições, o tema “folclore” foi abordado, explicitando a importância de se manter a nossa cultura, inserindo no diálogo os personagens folclóricos, relembrando as lendas, histórias da cultura folclórica, e exposição de personagens confeccionados em isopor, para que os visitantes relembrem os principais personagens folclóricos, como Saci, Iara, Mula-Sem-Cabeça, Curupira, Bumba-Meu-Boi e Boto; foram realizadas também atividades como pular corda, amarelinha, adivinhações, trava-línguas e peteca.

As exposições fora monitoradas por três alunos do curso de geografia, voluntários. A importância de envolver alunos monitores neste tipo de evento é que eles, além do aprendizado sobre o folclore, motivam os visitantes a manterem a cultura tradicional ativa. Isso ocorre num momento em que personagens de Folclore Exógenos começam a ser divulgados. Como exemplo: o Halloween. Neste evento tivemos 293 visitantes.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Na Semana do Folclore, a Faculdade de Ciências e Tecnologia – através do CEMAARQ – se coloca à disposição de todos os visitantes, que ali poderão conhecer detalhadamente o funcionamento do Acervo folclórico, com seus personagens típicos. Desde a “mula sem cabeça”, Curupira, Bumba meu boi, Boto e outros. Ao ar livre: Atividades Lúdicas e outras atrações.

A Semana de Primavera em Museus

O CEMAARQ participa do evento Primavera de Museus que o IBRAM – Instituto Brasileiro de Museus – promove todos os anos em meados de Setembro. Este evento envolve os museus nacionais, em que cada um desenvolve atividades em torno do tema. Neste ano “Museus e suas memórias”. O evento cultural e científico foi realizado entre os dias: 18 a 22 de Setembro de 2017. Neste ano tivemos apenas uma turma de estudantes que visitou o Museu no período do evento, No total foram 46 visitantes nessa semana temática. Esperamos que em 2018 haja maior participação com delegações não só de Presidente Prudente, mas de todas as localidades vizinhas, inclusive dos Estados do Paraná e Mato Grosso do Sul.

Em Outubro: Dia do saci

O Evento “Dia do Saci” foi realizado no Centro de Museologia, Antropologia e Arqueologia/CEMAARQ da FCT/UNESP no dia 31 de outubro de 2017, das 08:00 às 17:00 hrs. O público efetivo do Dia do Saci foi de 73 visitantes, sendo: 23 alunos de uma escola pública, 2 professores da educação básica; 43 alunos da Fundação Mirim de Presidente Prudente, 5 alunos e 1 professor da FCT. Durante o evento foram realizadas as atividades como: visita ao museu.

Os visitantes puderam observar e ouvir explicações relativas às três exposições: Arqueologia, Antropologia e Paleontologia. Após a apresentação do Museu, foi abordado o tema “Dia do Saci”, explicando a importância de se manter a nossa cultura. Falou-se das histórias do “Saci”, um personagem que é muito conhecido no folclore brasileiro. E ainda: realizaram-se as brincadeiras populares como: “pula corda, amarelinha e peteca” Venha nos prestigiar nos próximos eventos que já estão sendo elaborados, com a principal finalidade de promover cultura e maior nível de conhecimentos perante a comunidade.

Clique para ampliar!
Em 31 de Outubro é festejado o “Dia do Saci”, aquele moleque de uma perna só que faz misérias em toda a parte. A garotada se diverte com as peripécias desse personagem de nosso folclore. Quem quiser conhecer melhor é só comparecer ao Câmpus da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp, em Presidente Prudente.O acesso é livre, mas é bom fazer a reserva antecipada.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

dez 07

No período de 20 a 24 de Novembro de 2017, a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – sediou importantes eventos, organizados e promovidos pelo curso de Graduação em Geografia: o IV Seminário Nacional de integração da Graduação e Pós-Graduação em Geografia, a XVIII Semana da Geografia e o XIII Encontro de Estudantes de Licenciatura em Geografia. O tema escolhido para o evento neste ano foi “Geografias marginais: cultura e diversidade”.

A Geografia contemporânea abre-se a consideração da diversidade sociopolítica e cultural. Uma abertura que se impõe à nossa disciplina, sob pena dela ficar de fora dos principais debates políticos e científicos da atualidade. Seja porque não há como compreender o mundo da globalização sem considerar as culturas que viajam e os lugares como espaços atravessados por inúmeras referências transterritoriais; seja porque, pelo menos desde a década de 1960, uma série de movimentos sociais têm reivindicado visibilidade diante da ciência, como os movimentos feminista, negro, LGBTI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais, Transgêneros, Travestis e Intersexos) e pós-colonial.

Das inúmeras implicações desta abertura, duas merecem ser colocadas em discussão: o repertório teórico, conceitual e metodológico da Geografia, para considerar seriamente a diversidade, precisa ser reimaginado; e, a incorporação de novas temáticas, acompanhadas de mudanças no repertório da disciplina, acaba por reposicionar a Geografia no cenário dos debates políticos progressistas contemporâneos – questão urgente, dada a sequência de retrocessos que vemos desfilar diante de nossos olhos.

Visando contemplar a temática apresentada para o evento, as mesas foram montadas buscando trazer reflexões a cerca dos pontos elencados para a discussão, onde tivemos a presença de docentes, representantes de coletivos e alunos que puderam trazer ao debate ideias para prosseguirmos neste debate de suma importância diante da caracterização atual da sociedade contemporânea:

Programação extensa

A conferência de abertura foi proferida pelo Prof. Dr. Renato Emerson Nascimento dos Santos, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, que foi Diretor da ABG, biênio 2006 – 2008 e presidente da Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB), biênio 2012 – 2014. No dia seguinte, realizou-se Mesa redonda sobre Questões Ambientais, com atuação da Profa. Dra. Juliana Grasiéli Bueno Mota, da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), com experiência nas temáticas: Geografia e povos indígenas, geografia agrária, movimentos sociais, conflitos no campo, território, territorialidade, cultura e identidade. No mesmo dia, atuação do Prof. Dr. José Mariano Caccia Gouveia, Professor Assistente Doutor pela Faculdade de Ciência e Tecnologia – Universidade Estadual Paulista (FCT/UNESP) – Campus de Presidente Prudente/SP.

Na sequência, apresentou-se o Prof. Dr. Antonio Thomaz Junior, Docente Titular pela Faculdade de Ciência e Tecnologia – Universidade Estadual Paulista (FCT/UNESP) – Campus de Presidente Prudente/SP. Com uma fala voltada para a questão do trabalho, o Prof. Dr. Thomaz Junior buscou trazer ao debate os processos de perda de direitos que o trabalhador brasileiro tem vivido atualmente. Nessa mesma discussão, o palestrante demonstrou o processo de degradação que o solo do Estado de São Paulo tem enfrentado nos últimos anos devido ao processo de expansão da cana de açúcar no Estado, além da ocorrência de doenças, poluição das águas, mecanização do trabalho etc.

Mesas Redondas

No dia 22 de Novembro/2017, registrou-se outra importante Mesa redonda que contou com a presença e participação da Profa. Msc. Larissa Araújo Coutinho de Paula – Doutoranda em Geografia pelo Programa de Pós – Graduação em Geografia da Faculdade de Ciências e Tecnologia – Universidade Estadual Paulista (FCT/UNESP) – Campus de Presidente Prudente/SP.

A Profa. Msc. Larissa buscou evidenciar a dificuldade de se debater o papel da mulher na sociedade, em específico, a mulher camponesa. A seguir, Walleria Suri Zafalon – Ativista do movimento LGBT – Cofundadora do Grupo Somos de Presidente Prudente/SP. Estudante de Direito do Centro Universitário Antônio Eufrásio de Toledo de Presidente Prudente/SP. Walleria trouxe relatos de sua vivência como mulher transexual, onde destacou sua militância em prol de combater as injustiças sociais do seu cotidiano.

O Prof. Dr. Raul Borges Guimarães, trouxe as pesquisas que tem realizado no âmbito da sua atuação em vários grupos de pesquisa da Faculdade de Ciências e Tecnologia – Universidade Estadual Paulista (FCT/UNESP) – Campus de Presidente Prudente/SP, na área da Geografia da Saúde, onde apresentou pesquisas voltadas para a mulher negra, gays, transexuais e travestis, como forma de apresentar a importância dessas minorias para a pesquisa geográfica.

Outras atividades

No dia 23 de novembro, o evento teve outras atividades que envolveram todos os participantes. Para a Mesa redonda, contamos com a presença do Centro Acadêmico de Geografia (CAGEO) da FCT/Unesp, com representantes do Coletivo “Mãos Negras” e do “Levante Popular da Juventude”. Nesta mesa foi destacada a presença destes no âmbito da FCT/UNESP, demonstrando a atuação deles na busca da valorização dos direitos dos alunos da universidade.

Na Sexta – feira (24/11), realizou–se Conferência de Encerramento, com atuação do Prof. Dr. Juarez Tadeu de Paula Xavier – Graduação em Comunicação Social Jornalismo pela Pontifica Universidade Católica de São Paulo (PUC – SP) – 1990 mestrado (2000) e doutorado (2004) pelo Programa de Pós – Graduação em Integração da América Latina pela Universidade de São Paulo PROLAM/USP.

Em seu pronunciamento, o Prof. Dr. Juarez apresentou o histórico de atuação do Movimento Negro no Brasil, com suas dificuldades, suas lutas através dos anos, buscando combater o preconceito racial, existente nas universidades brasileira e na sociedade brasileira. Destacou a importância das “Geografias marginais”, como temática descentralizada de uma sociedade conservadora, homofóbica e cada vez mais racista.

Justa homenagem

No encerramento dos eventos realizados no Anfiteatro I da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – que envolveram grande número de participantes foram tributadas homenagens a duas destacadas personalidades: a Professora Emérita, Ruth Künzli e a Assistente Administrativa, Aparecida Tamae Otsuka. Desde longa data, ambas vem prestando inestimáveis serviços que beneficiam diretamente toda a comunidade universitária.

Clique para ampliar!

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
No Anfiteatro I da FCT/Unesp foram desenvolvidos todos os eventos previamente programados pelos seus organizadores.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Os temas previamente programados foram cumpridos à risca por todos os convidados presentes no local determinado.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A platéia que compareceu desde o 1º dia se manteve fiel ao esquema previamente traçado, prestigiando a promoção.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Na etapa final – no dia 24 de Novembro – um convidado muito especial: Prof.Dr.Juarez Tadeu de Paula Xavier e homenagens especiais.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Professora Emérita da FCT/Unesp, Ruth Künzli e a Assistente Administrativa, Aparecida Tamae Otsuka receberam homenagens.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Em destaque as duas homenageadas da noite de encerramento dos eventos da Geografia, especialmente dos Licenciandos.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Cada uma das homenageadas fez questão de transmitir suas palavras, como forma de agradecimento e pelo reconhecimento.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

nov 21

O evento realizado desde 2002 já é uma tradição que se consolida anualmente.

Em ato presidido pelo Prof.Dr.Marcelo Messias foi aberta oficialmente na noite de 20 de Novembro de 2017, a XVI Semana de Computação de Computação da Faculdade de Ciências e Tecnologia – UNESP – Câmpus de Presidente Prudente. Neste ano, o evento alcança sua 16ª.Edição e conta com o apoio do Conselho do Curso de Bacharelado em Ciência da Computação – do Deptº de Matemática e Computação – da Pró-Reitoria de Extensão Universitária (da FCT), além dos docentes e alunos do curso.

A exemplo dos eventos anteriores serão oferecidos minicursos, palestras e mesa redonda visando complementar a formação acadêmica dos alunos do curso atual. Como também, alunos de outros cursos da área de Exatas e Tecnologia. E mais: alunos de Pós-Graduação, do Ensino médio e profissionais da área de Informática que atuam no mercado de trabalho. No cerimonial de abertura, formação da mesa com a chamada nominal de todos os seus integrantes e canto do Hino Nacional Brasileiro. O 1º orador foi o Diretor da FCT/Unesp que se congratulou com todos os participantes do evento e elogiou o trabalho desenvolvido por docentes e discentes, diretamente ligados às atividades acadêmicas, científicas e culturais.

OUTROS PRONUNCIAMENTOS

O Chefe do Departamento de Matemática e Computação da FCT/Unesp, Prof.Dr. Rogério Eduardo Garcia foi o 2º orador da noite, seguido pelos Profs.Drs: Celso Olivete Junior – Coordenador do curso de Bacharelado em Ciência da Computação – Discente Matheus Palmeira Gonçalves dos Santos – Presidente da EJCOMP e Prof.Dr.Danilo Medeiros Eler – Docente e Coordenador do Evento. O último a se pronunciar foi o discente Matheus Palmeira Gonçalves dos Santos. Com os membros da mesa coordenadora retornando para tomar assento na platéia, foi anunciada a palestra (1ª), proferida pelo docente convidado, Prof.Dr.Arnaldo Murasaki.

O Palestrante Murasaki é graduado em Matemática e Computação; Especialista em People Management pela Universidade de Miami e atualmente é Presidente do Grupo Mura e membro de Conselho de Empresas. Já atuou como Diretor Executivo da DELL Computador. Foi Vice-Presidente da HP do Brasil; Presidente da Compuware do Brasil, em Detroit/EUA. Ele foi também, Diretor Executivo da NEC do Brasil, Presidente da RMS (Brasil, México e Portugal), e Diretor do BCN.

EXCELENTES OPORTUNIDADES PARA O APRENDIZADO

O Coordenador do evento e Docente Danilo Medeiros Eler, em seu pronunciamento durante a abertura da XVI SECOMPP 2017 revelou que gosta de participar do curso (Ciência da Computação) e admitiu que esse é um ótimo momento para aprender. “Os minicursos são excelentes oportunidades para um pontapé inicial. É possível avançar muito rápido e não sofrer com as dificuldades iniciais que comumente ocorrem no aprendizado de alguma nova tecnologia. As palestras são diversas e trazem conceitos que não são profundamente abordados no curso de graduação”.

Como destaque especial, Medeiros especificou alguns números da SECOMPP 2017: 5 dias de atividades; 120 registros no sistema; 4 palestras: Inovação e Startup – com Arnaldo Murasaki (Distinct) Ciência de Dados e Machine Learning – Suemar Everton (Data Science Academy); Visualização de Informação: Cases da Indústria – Vagner Santana (IBM/São Paulo); Computação Distribuída – Rogério Iope (Núcleo de Computação Científica/Unesp).

Mesa redonda – Na programação da XVI Semana de Computação da Faculdade de Ciências e Tecnologia – UNESP – Câmpus de Presidente Prudente: Rafael Santos – Pós-Graduação – Matheus Palmeira – EJCOMP; Carlos Silva – Centro Acadêmico – Matheus Ribeiro – Experiência de mercado de trabalho e Empresário (em definição). Além disso, estão programados durante o evento nada menos que 10 minicursos, com 11 ministrantes, 4 alunos de graduação, 5 ex-alunos e 2 professores.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Abertura oficial da XVI SECOMPP 2017 verificou-se na noite de 20/Novº pelo Diretor da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp, Prof.Dr.Marcelo Messias.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O evento terá 120 registros no sistema, 10 minicursos, 4 palestras e uma mesa redonda. Participação do Prof.Dr. Rogério Eduardo Garcia, Chefe do Deptº de Matemática e Computação.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O cerimonial de abertura da XVI Semana de Computação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp/Pres.Prudente, verificou-se no Auditório/Discente V.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O evento que começou com minicursos e palestras terá a duração de 5 dias. No encerramento 6ª feira (24/Novº) haverá mesa redonda, envolvendo alunos de graduação, professores e egressos.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
a 1ª palestra previamente programada, desenvolveu-se na noite de 2ª feira no Auditório/Discente V, tendo como palestrante o Prof.Dr.Arnaldo Murasaki e versou sobre: “Inovação e Startup”.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

nov 01

EVENTO TRADICIONAL: XII SMAT

Evento Comentários desativados

Sua realização verificou-se de 25 a 27 de Outubro/2017 no Auditório/Discente V da FCT/Unesp.

Como vem acontecendo há 12 anos, o Departamento de Matemática e Computação (DMC) e Conselho do Curso de Licenciatura em Matemática da FCT/Unesp promoveu o XII Simpósio de Matemática, com excelente aproveitamento. Minicursos, Palestras, Oficinas e Mesa Redonda fizeram parte da programação, tendo a presença e participação de convidados especiais que abordaram temas os mais diversificados. Abertura pelo Prof.Dr.Marcelo Messias, Diretor da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente. Também integrando a mesa que presidiu os trabalhos, o Prof.Dr.Rogério Eduardo Garcia, Diretor eleito para o próximo quatriênio.

A programação elaborada especialmente, destacou logo após a abertura e pronunciamento de integrantes da mesa diretora, a palestra proferida pela Profª.Drª.Cleonice Fátima Braciali relacionada com as “Frações contínuas e a construção de calendários”. A palestra que tornou-se a 1ª realizada na noite de 4ª feira (25/Outº), foi muito interessante e prendeu a atenção da platéia presente. No dia seguinte (26/Outº), o palestrante foi o Prof.Dr.José Claudinei Ferreira e o tema versou sobre: “Completude do conjunto de números reais e decomposição de operadores em valores singulares”.

No dia 27 o XII SMAT realizou uma Exposição de trabalhos no “Boulevard Messias Meneguette Junior” e registrou outra importante palestra que ocorreu a partir das 14hs no Anfiteatro 4/Discente V e foi pronunciada pelo Prof.Dr.Marcos Tadeu Oliveira Pimenta. Tema: “O espaço das funções de variação limitada e aplicações às EDP’s elípticas”. A palestra teve por objetivo introduzir e motivar o estudo do espaço das funções de variação limitada. Bem como, apresentar algumas aplicações à resolução de equações diferenciais parciais quasilineares do tipo elíptico.

A palestra que marcou o encerramento do evento, ocorreu a partir das 19hs do dia 27/Outº no Auditório/Discente V, tendo como convidada a Profª.Drª.Sueli Liberatti Javaroni, que desenvolveu o tema: “Aula de Matemática e Tecnologias Digitais: um retrato de escolas públicas paulistas”. A Comissão Organizadora do XII Simpósio de Matemática foi constituída pelos seguintes Docentes: Prof.Dr.José Carlos Rodrigues; Prof.Dr.Aylton Pagamisse; Profª.Drª.Gilcilene Sanchez de Paulo; Prof.Dr.José Roberto Nogueira; Prof.Dr.Suetônio de Almeida Meira e Profª.Drª. Maria Raquel Miotto Morelatti.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Simpósio de Matemática da FCT/Unesp que chega à sua 12ª.Edição é realizado todos os anos no Câmpus de Presidente Prudente.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Na Abertura do evento, pronunciamentos do Diretor, Prof.Dr.Marcelo Messias; do Diretor eleito p/o próximo quatriênio, Prof.Dr.Rogério Eduardo Garcia e Coordenadores.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O evento deste ano foi marcado pela abordagem de temas atuais durante as palestras; e contou ainda com Mini-cursos, Oficinas Exposição de trabalhos e Mesa redonda.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Em sua palestra sobre Calendários, a Profª.Drª.Cleonice F.Braciali disse que “o calendário gregoriano que é usado até hoje, omite 3 anos bissextos em 400 anos; e nem todos os anos múltiplos de 4 são bissextos”.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

out 05

Em comemoração ao “Centenário” de Pres.Prudente, houve lançamentos simultâneos do Museu de Arqueologia Regional da FCT/Unesp.

Foi uma surpresa das mais agradáveis para quem esteve no Centro Cultural Matarazzo, na noite de abertura do 8º Salão do Livro em Presidente Prudente. Dois títulos dos mais sugestivos foram mostrados aos primeiros visitantes, marcando assim o lançamento simbólico de novos livros que constituem importante subsídio para o ensino da História, Geografia e Sociologia do Ensino Médio.

Um desses lançamentos – Paisagens culturais do Estado de São Paulo (Coleção – Os primeiros que chegaram), tem 335 páginas e segundo a autora, Profª.Drª.Neide Barrocá de Faccio “é produto de esforço acadêmico do Laboratório de Arqueologia Guarani e Estudos da Paisagem da UNESP (LAG-FCT/Unesp) e do Museu de Arqueologia Guarani e Estudos da Paisagem que atende a distintos objetivos. Em primeiro lugar, contempla a necessária atividade de divulgação científica, na medida em que expressa e exterioriza o resultado de estudos realizados pelos pesquisadores do LAG e do MAR em diferentes projetos. Formatados, constituem o 3º volume da Coleção “Os primeiros que chegaram”.

A Professora Neide explica que os 13 capítulos do livro, foram organizados de forma a manter certa independência, o que facilita o fim didático. Mesmo assim, ”Paisagens Culturais do Estado de São Paulo” – Coleção os primeiros que chegaram –busca claramente apresentar o estado da arte da pesquisa arqueológica – com especial ênfase nas regiões norte e oeste paulista. Tudo a partir da produção e reflexão do Grupo de Pesquisas, sediado no LAG e no Museu MAR da FCT/Unesp.

Em termos de avaliação, nesse sentido, são apresentados temas como: estudo da paisagem da área de sítios arqueológicos Guarani, lídicos lascados de grupos de caçadores-coletores e outros animais, envolvendo grupos de caça provenientes do norte de São Paulo e do Vale do Paranapanema Paulista. Em termos de assentamentos pré-coloniais, Etnohistória Kaingang no Estado de São Paulo, traz importante subsídio com reflexões sobre a Arqueologia Regional.

Panorama do Norte paranaense

O Livro: Cultura, Arqueologia e Etno-história nos mostra um panorama daquela faixa de terras com ênfase especial nos “Primeiros” que chegaram, atendendo a distintos objetivos. Em 1º lugar contempla a necessária atividade de divulgação científica na medida em que expressa e exterioriza o resultado nas áreas de: Arqueologia, Étnohistória e Patrimônio em parte do Estado do Paraná. Matérias constantes: trabalho paradidático em 2º lugar. Disciplinas: História, Geografia e Sociologia do Ensino Fundamental e Médio.

Outras explicações dadas pela Curadora e Organizadora do evento que incluiu o lançamento de livros: 1º capítulo – de Lúcio Tadeu Mota apresenta a Etnohistória do Vale do Paranapanema (região de Paranavaí), com pesquisas arqueológicas. O 2º capítulo – de Luiz Antonio Barone, Juliana Aparecida Rocha Luz, Paula Gabriel de Lima e Neide Barrocá de Faccio – trata de um inventário preliminar de bens materiais. O 3º capítulo, de Juliana Aparecida Rocha Luz, Danilo Alexandre Galhardo e Neide Barrocá de Faccio aborda os Grupos caçadores, coletores do Baixo Paranapanema com domicilio na microrregião de Paranavaí/PR, revelando aspectos da cultura desses grupos indígenas. O 4º capítulo de Lucio Tadeu Mota evidencia dados ref.sabotadores no Vale do Paranapanema com destaque p/a microrregião de Paranavaí, onde se sobressai a cultura indígena. No 5º capitulo: André Felipe Alves e Neide Barrocá de Faccio apresentam uma introdução ao estudo de Arte Rupestre.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Livro “Paisagens culturais do Estado de São Paulo” está sendo lançado pela Profª.Drª.Neide Barrocá de Faccio no 8º Salão do Livro, em sua 2ª Edição.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Neste evento que marca a comemoração do Centenário de Presidente Prudente, outro lançamento de destaque foi representado por este novo Livro.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

out 03

Ampla Exposição promovida pelo Museu de Arqueologia Regional da FCT/Unesp e Acervo Educacional de Ciências Naturais  da Unoeste.

Desde a Abertura no dia 29 de Setembro, o IBC – Centro de Eventos – está sediando o 8º Salão do Livro, um dos maiores eventos culturais da região de Presidente Prudente envolvendo toda a comunidade regional. O Museu de Arqueologia Regional/MAR da FCT/Unesp participa do evento juntamente com o Acervo Educacional de Ciências Naturais/AECIN da Unoeste, através de uma Exposição que desperta a atenção de todos os visitantes.  Trata-se da Educação Ambiental e Patrimonial: Paisagens do passado, sob a coordenação da Profª.Drª.Neide Barrocá Faccio (curadora e organizadora).

A Exposição Itinerante que vai até o dia 08 de Outubro, tem por objetivo levar o visitante ao período anterior à fundação da cidade de Presidente Prudente, quando o Oeste Paulista era ocupado por grupos indígenas. Isso se dá por meio da apresentação de assentamentos indígenas pré-coloniais, utilizando peças arqueológicas, espécies da flora e da fauna silvestres. Simbolizando a espécie animal foram trazidos para o Stand amostras significativas de animais, aves, répteis e primatas.

O Museu de Arqueologia Regional/MAR, juntamente com o Laboratório de Arqueologia Guarani e Estudos da Paisagem/LAG – ambos da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”/UNESP – Câmpus de Presidente Prudente – desenvolvem pesquisas nas áreas de Patrimônio Arqueológico, Educação Patrimonial, Musealização, Curadoria e Restauro de Acervos. São cerca de 37 mil peças arqueológicas dos grupos indígenas: Guarani, Kaingang e Kayapó do Oeste.

O Museu de Arqueologia Regional/MAR, que funciona junto ao Núcleo Morumbi/Unesp oferece gratuitamente visitas monitoradas. Além de oficinas de pintura Guarani, em cerâmica, de arte rupestre, de produção de cerâmica Gurani e de Lascamento em pedra.  Simultaneamente estão sendo lançados dois novos livros: “Paisagens culturais do Estado de São Paulo –  Coleção – Os primeiros que chegaram” e “Cultura, Arqueologia e Etno-História: um panorama do norte do Estado do Paraná”, ambos, pela Editora Canal 6, de Bauru/SP.

Já o Acervo Educacional de Ciências Naturais – AECIN – da Universidade do Oeste Paulista/Unoeste, consiste de um espaço interdisciplinar destinado ao desenvolvimento de atividades científicas, educativas, culturais e de extensão à comunidade de Presidente Prudente e região. Trata-se de um Museu local com características de um Museu Ambiental, embora exiba também uma vertente arqueológica, geológica e histórica.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Profª.Drª.Neide Barrocá Faccio e seus assessores foram os primeiros a chegar ao IBC – Centro de Eventos.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O público foi chegando devagarinho desde a 1ª noite e o stand reservado para a Exposição é um dos mais visitados.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Aqui se vê um retrato fiel do passado, quando a região foi habitada pela população indígena: Guarani, Kaingangs e Kayapó.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Museu de Arqueologia Regional – MAR – da FCT/Unesp trouxe para o local de Exposição no IBC, inúmeras peças do Acervo indígena.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

set 28

Durante sua realização na FCT/Unesp, foram apresentados 289 trabalhos.

Nos dias 21 e 22 de Setembro, a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – sediou o XXIX Congresso de Iniciação Científica, que reuniu grande número de participantes. O ato de abertura foi presidido pelo Prof.Dr.Marcelo Messias (Diretor), tendo excelente receptividade não só entre os docentes, mas também os discentes. A seguir, assumiu o comando do evento, o Prof.Dr.Hélio Hirao, do Deptº de Planejamento, Urbanismo e Ambiente da FCT/Unesp.

Com o Auditório lotado, a programação foi desenvolvida inicialmente pela Profª.Drª. Kátia Kodama e se estendeu a outros participantes do evento, durante sua realização. No 1º dia, o que mais chamou a atenção foi o elevado número de trabalhos apresentados no Boulevard “Messias Meneguette Junior” – ao lado do Auditório/Discente V. No total foram apurados 289 trabalhos, de categorias as mais diversificadas, resultantes do desempenho dos candidatos inscritos ao Congresso de Iniciação Científica, em sua 1ª.fase, realizada em Presidente Prudente.

Os trabalhos em Exposição permaneceram até às 12hs do dia seguinte (22/Setº). A 2ª.fase do Congresso de Iniciação Científica/CIC vai acontecer em Bauru/SP. No último dia dedicado ao XXIX CIC, foram abertos espaços no Auditório/Discente V para as palestras proferidas pelos Profs.Drs.: Carlos José Leopoldo Constantino (Prof.Casé), com abordagem do tema: “Por que fazer Iniciação Científica?” e Márcio José Catelen – “Pesquisa Científica”. Essas palestras foram desenvolvidas entre 14 e 17hs, seguindo-se com Intervenção Cultural para avaliação dos trabalhos desenvolvidos durante o período e no encerramento do conclave.

Classificação geral

Concluída a realização da 1ª. fase do XXIX Congresso de Iniciação Científica, foram selecionados os alunos aprovados em número de 31 para a 2ª.fase, sendo assim representados:

EXATAS

1. CAROLINE MAZINI RODRIGUES
2. DOUGLAS HENRIQUE VIEIRA
3. EMILLY SILVA GERVAZONI
4. HENRY SEITIRO KAVAZOI
5. IGOR RODRIGUES PRESSOTO
6. JANAINA OLIVEIRA DA SILVA
7. JESSICA CRIVELARO PACHECO
8. JOSÉ VITOR FRIZARIN DOS SANTOS
9. LETICIA FERRARI CASTANHEIRO
10. MARCELA DONAIRE MIYAMOTO
11. VICTOR VINICIUS SILVA DE MORAES

HUMANAS

1. BÁRBARA POZZA SCUDELLER
2. GABRIEL VITOR NASCIMENTO FERREIRA
3. JOÃO MARCOS DO NASCIMENTO CARDOSO
4. LEANDRO BUZZO MOURÃO GUIMARÃES
5. MARCELA ALMEIDA ALVES
6. MARIANA LOPES NICHIZIMA
7. MARIANA SOUZA BRANCO
8. MARIELE FERNANDES DE OLIVEIRA
9. PALOMA ARIEL RODRIGUES FREITAS
10. ROBSON GUIMARÃES DE FARIA
11. VINÍCIUS VEDOVOTTO
12. YGOR SANTOS MELO

BIOLÓGICAS

1. ALLICE SANTOS CRUZVERAS
2. GABRIELA MARÇON
3. LILIAM BARBUGLIO DEL PRIORE
4. MARIA CAROLINA RODRIGUES SALINI
5. MIRELLA HORVATTE PACITTI
6. NATANAEL PEREIRA BATISTA
7. PEDRO VICTOR FELISBERTO DA SILVA
8. YASMIN CAROLINI DOS SANTOS PRADO

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Abertura do XXIX Congresso de Iniciação Científica na FCT/Unesp foi feita pelo Prof.Dr.Marcelo Messias,ao lado do Prof.Dr.Hélio Hirao, do Deptº de Planejamento, Urbanismo e Ambiente.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Comitê de recepção teve sua atuação desde as primeiras horas do dia 21 de Setembro, junto ao Auditório/Discente V da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Pres.Prudente.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
No Auditório, as primeiras atividades envolvendo docentes e discentes, enquanto se preparava o Boulevard “Messias Meneguette Jr”, para acolher os trabalhos produzidos especialmente para o evento.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Os trabalhos desenvolvidos por estudantes da FCT/Unesp foram chegando um a um; e horas depois já era constatado um número impressionante: 289 (ao todo), sob temas dos mais diversificados.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Desse total surpreendente (289), 31 trabalhos passaram pela seleção final com aprovação atribuída aos alunos dos cursos de graduação, que terão nova chance de premiação na 2ª etapa, em Bauru.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

set 27

Durante o mês de Setembro foram desenvolvidos na FCT/Unesp diversos eventos de repercussão regional e até estadual. Um dos mais significativos foi o I Seminário de Avaliação do PIBID – Subprojetos do Câmpus de Presidente Prudente, desenvolvido nos dias: 19 e 20 de Setembro, no Auditório/Discente V. O Diretor, Prof.Dr.Marcelo Messias presidiu o ato de abertura no período matinal, seguindo-se uma extensa programação. Coube à Professora Maria Valéria Barbosa, do Departamento de Sociologia e Antropologia da FFC/Unesp-Marília- ministrar a 1ª Conferência. Tema:”Compreensão, resistência e desafios frente ao processo de perda de direitos dos trabalhadores e precarização do trabalho docente”.

A Profª.Drª.Maria Raquel Miotto Morelatti destacou o Programa PIBID. Teceu considerações com ampla explanação. A partir daí, houve apresentação de Subprojetos desenvolvidos na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp. No período da tarde, outras apresentações, com grupos de trabalho envolvendo todos os participantes e supervisão de Coordenadores de Área. Uma plenária marcou o fechamento do 1º dia de atividades envolvendo a participação de todos os grupos participantes.
No dia 20 de Setembro, as atividades começaram às 08h30 e só terminaram após às 12h00. Coordenadores de Áreas discutiram os resultados da Plenária do dia anterior e iniciaram a sistematização do Relatório a ser enviado para a Coordenação do PIBID. Os cursos de Literatura envolvidos nos subprojetos foram: Educação Física, Geografia, Física, Matemática, Pedagogia e Química. A 2ª fase do Seminário vai acontecer nos dias: 20 e 21 de Novembro e a cidade escolhida para sediar esse evento será em Bauru/SP.

Falando sobre o Programa PIBID, a Profª.Drª.Maria Valéria Barbosa – da Unesp/Marília – chamou a atenção de todos para o tema abordado em sua conferência. Especialmente a questão da compreensão e perda dos direitos de trabalho por parte dos trabalhadores. Os participantes do Seminário tiveram a oportunidade de fazer uma avaliação do programa, destacando suas principais contribuições para a formação docente, assim como as dificuldades a serem enfrentadas.

Efeitos positivos

Junto ao Departamento de Física, Química e Biologia da FCT/Unesp, falamos com o Professor Celso Xavier Cardoso, a fim de auscultar os efeitos positivos desse evento em seus momentos finais. Ele confirmou que o PIBID teve a participação efetiva dos Coordenadores de Área, Professores, Supervisores de escolas parceiras e bolsistas de iniciação à docência.
Finalizando nossa conversa, disse o Professor Celso: “Contamos com a presença de Diretores, Vice-Diretores, Coordenadores Pedagógicos e representantes da Diretoria Regional de Ensino de Presidente Prudente. Verificamos a importância da ação avaliativa de todos os envolvidos no Programa PIBID. Destacamos a percepção da riqueza e diversidade de ações desenvolvidas nos subprojetos, considerando as diferentes áreas de conhecimento das licenciaturas existentes na Unidade” – concluiu.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A abertura do I Seminário de avaliação do PIBID foi feita no Auditório/Discente V pelo Diretor da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp, Prof.Dr.Marcelo Messias.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O evento recebeu boa participação da comunidade universitária da cidade e região, tendo participação efetiva dos Coordenadores de Áreas e outros membros.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A 1ª Conferência foi ministrada pela Profª.Drª.Maria Valéria Barbosa, convidada especialmente. Ela representou o Departº de Sociologia e Antropologia da Unesp/Marília.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Durante dois dias, o evento reuniu inúmeros convidados que vieram especialmente para participar desse importante encontro, que acontece todos os anos na FCT/Unesp.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Na etapa final, tornou-se possível fazer uma avaliação sobre os resultados alcançados neste ano, ficando estabelecido que a 2ª fase já está prevista para 20 e 21/Novº em Bauru/SP.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

set 04

Agrupar importantes realizações foi o ponto de partida dos organizadores: Cristina Maria Perissinotto Baron e Evandro Fiorin.

O lançamento do livro 100 ANOS – Presidente Prudente –Arquitetura e Urbanismo verificou-se na noite de 1º de Setembro de 2017 na Galeria Takeo Sawada, no Centro Cultural Matarazzo e foi prestigiado por grande número de docentes da FCT/Unesp e outras Instituições. Os Organizadores do evento; e por tabela os mais procurados para a a seção de autógrafos, no local de lançamento. O livro em sua 1ª Edição (de excelente aspecto gráfico) contém 193 páginas e é uma produção do Instituto de Arquitetos do Brasil, representado por Cristiana Alexandre Pasquini, Presidente do IAB-Núcleo de Presidente Prudente/SP. Produção do Canal 6/Editora, sediada em Bauru/SP.

Na apresentação desta nova obra, um testemunho da representante do Núcleo: “Um livro que guarda a história de conquistas da nossa cidade, que tenta estabelecer um elo entre os diversos períodos do desenvolvimento; 100 anos de arquitetura e urbanismo em Presidente Prudente, sob a ótica dos arquitetos urbanistas. Parabéns Presidente Prudente! Obrigado IAB pelo aprendizado”. Na contracapa: “Este livro em seus diversos capítulos, compõe um panorama dos 100 anos da cidade de Presidente Prudente, através de estudos sobre sua Paisagem e Patrimônio Histórico: Urbanismo, Espaços Públicos e Coletivos; Arquitetura e Habitação”.

O texto é complementado pelo testemunho dos organizadores do livro: Cristina Maria Perissinotto Baron e Evandro Fiorin (graduados em Arquitetura e Urbanismo), com a seguinte mensagem: “Os Arquitetos, Professores e Pesquisadores reunidos aqui pelo Instituto de Arquitetos d Brasil – Núcleo de Presidente Prudente – buscam, assim, revelar alguns traços marcantes deste município a Oeste de São Paulo, no âmbito da Arquitetura e Urbanismo, no ano de seu Centenário”.

Começando pelo Prefácio – com três páginas – o conteúdo do Livro foi desdobrado em três partes: 1) – Paisagem e patrimônio histórico – considerações sobre a paisagem e ferrovia em Presidente Prudente. Por Elizabeth Mie Arakaki e Rafael Antônio Cunha Perrone. Patrimônio e paisagem urbana de Presidente Prudente – formação do núcleo original, urbanização e suas transformações. Por Arlete Maria Francisco e Evandro Fiorin. Cenário e Atmosfera das Vilas Goulart e Marcondes – a paisagem de Presidente Prudente 2017 – 100 anos. Por Hélio Hirao.

Na parte 2) – Urbanismo, Espaços públicos e Coletivos. O Planejamento e os projetos urbanos em Presidente Prudente. Por Maria Cristina Perissinotto Baron. A produção da arquitetura moderna em Presidente Prudente nas décadas de 1960, 1970 e 1980. Por Cristiana Alexandre Pasquini. O Projeto modernista paulista em Presidente Prudente – um espaço fora do lugar. Por Hélio Hirao.

Na parte 3) – Arquitetura e Habitação – As Vilas Ferroviárias de Presidente Prudente – SP e as moradias dos trabalhadores. Por Erivelton Rossini de Souza e Cristina Maria Perissinotto Baron. Arquitetura Pioneira: a trajetória de Kazuo Maezano. Por Ana Carolina de Almeida e Marcos Vinicius Vincenzi de Agostinho. Duas Arquiteturas residenciais em Presidente Prudente – Por Marcos Faccioli Gabriel. POSFÁCIO – Por Rogério Penna Quintanilha. Projeto gráfico, capa e Diagramação – Por Esdras Veloso Santos.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Na Galeria Takeo Sawada, do Centro Cultural Matarazzo foi feito o lançamento editorial do novo livro: 100 ANOS – Presidente Prudente – Arquitetura e Urbanismo. A obra foi desdobrada em 3 partes e 9 capítulos.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Os Organizadores e autores desta nova obra dedicada ao Centenário de Presidente Prudente – recepcionaram os convidados e demais pessoas interessadas. Coordenação de Cristina M.P.Barion e Evandro Fiorin.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O livro foi concebido como um desafio: agrupar importantes realizações em Arquitetura e Urbanismo, as quais pudessem corroborar para ajudar a contar a história dos 100 anos da maior cidade do Oeste Paulista.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A 1ª parte deste livro foi organizada de modo a compreender a formação da cidade de Presidente Prudente e a relevância do seu patrimônio histórico e de suas paisagens. Prefácio assinado por Cristina M.P.Baron.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O livro traz uma reprodução de gráficos e ilustrações diversas, em cores. Entre as quais, obras arrojadas e projetos que dignificam a Arquitetura e o Urbanismo na cidade “Centenária” de Presidente Prudente.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

set 02

AS CRECHES SOB AVALIAÇÃO

Evento Comentários desativados

Na FCT/Unesp: um curso de formação para professores, profissionais, cuidadores e demais interessados.

Durante os dias 24 a 26 de Agosto, no Auditório/Discente V da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – foi desenvolvido um curso de formação para Professores de Creches. O evento foi organizado pelo Fórum Regional Permanente de Educação da Infância (0 a 12 anos); Grupo de Estudo e Pesquisa sobre a Primeira Infância e Departamento de Educação da FCT/Unesp. O público alvo – além dos Docentes – foi também extensivo aos profissionais, cuidadores de crianças pequenas e outros participantes. Representando a Diretoria da FCT/Unesp, a Profª.Drª.Maria do Carmo Monteiro Kobayashi e o Dr.Belmiro D’Arce.

O objetivo do curso, foi o de proporcionar aos educadores da 1ª infância, uma reflexão sobre o desenvolvimento saudável, seguro e natural dos bebês e crianças pequenas – segundo abordagem de Emmil Pikler. O grupo formado em Presidente Prudente foi constituído por 200 profissionais, que representaram os seguintes municípios: Cândido Mota, Pirapozinho, Alvares Machado, Sandovalina, Bauru, Alfredo Marcondes, Narandiba, Nova Guataporanga, Regente Feijó, Andradina, Araçatuba, Tarumã, Martinópolis, Tupi Paulista, Rio Brilhante, Dourados, Franca, Emiianópolis, Oscar Bressane, Presidente Venceslau, Taciba, Santo Expedito, Santo Anastácio, Presidente Prudente e São Paulo.

Liberdade para os bebês

“Liberdade para os bebês” – foi o primeiro tema em debate durante o encontro que contou com a participação de vários convidados. Entre os quais, Patrícia Couto Gimael, (com formação junguiana e Antroposófica), Psicóloga formada pela UNESP/Bauru e Universidade São Marcos de São Paulo/SP. Foram 20 horas presenciais e 10 horas à distância. A Professora Assistente Doutora, Cinthia Magda Fernandes Ariosi – do Deptº de Educação da FCT/Unesp – lembrou que a Creche (que atende escolas de 0 a 3 anos), é um segmento da escolaridade básica, que não desperta o interesse de muitos pesquisadores acadêmicos.

A Professora Regiane Moreira Sobral – que veio de Andradina/SP – falou sobre os fundamentos de uma verdadeira autonomia e citou como fatores importantes: a Pseudoajuda para desenvolve a autonomia da criança, com o uso de Andador (pedir braço e apoio para sentar). Acrescentou que a “a verdadeira busca da autonomia ocorre quando conhecemos os bebês; e acreditamos que cada um deles tenha seu tempo,suas possibilidades e potencialidades. Sugestão de Professor: Propor desafios e condições possíveis que permitam à criança o conhecimento de si e do mundo, com confiança num processo que ocorre. Do nascimento até a morte” – disse.

Em continuidade às atividades que foram desenvolvidas durante três dias no Bloco/Discente, incluindo debate em várias salas de aulas, a Profª.Drª.Cinthia Magda Fernandes Ariosi ressaltou que “muitas pessoas acham que as crianças na Creche não aprendem nada. Outras pessoas acham que é preciso desenvolver uma série de atividades previamente programadas com as crianças. Mas é preciso reconfigurar o conceito e a natureza de ensinar na Creche”. E para finalizar: acentuou: “Ensinar na creche é diferente de ensinar em outros segmentos de educação básica. A Creche deve desenvolver a autonomia e identidade da criança. Outras experiências, nem sempre serão produtivas nessa faixa etária”- concluiu.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Entre 24 e 26 de Agosto, a FCT/Unesp sediou no Bloco do Discente V, importante evento dedicado à formação de Professores e Profissionais de Creches, bem como cuidadores de crianças pequenas.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O evento foi bastante prestigiado, tendo inclusive a participação da Psicóloga Patrícia Couto Gimael, que realiza projetos de formação continuada para Professores,com base na Pedagogia Waldorf.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Dinâmica de trabalho envolveu centenas de participantes que tomaram parte na programação previamente elaborada com 20 horas presenciais ou 10 horas à distância.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Auditório/Discente V recebeu não só Professores, mas também Profissionais dedicados ao acolhimento de bebês em creches, recebendo orientação sobre práticas e reflexões compartilhadas.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O evento foi marcante – sob todos os aspectos – uma verdadeira busca da autonomia e apoio pelo adulto que passa a se dedicar a um trabalho assistencial mais avançado e eficiente.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP