ago 15

A Seção de Pós-Graduação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – registrou em Agosto/2018, a primeira dissertação de Mestrado/Programa de Matemática Aplicada e Computacional. Foi no dia 02 no Anfiteatro VII com a presença do candidato Laison Junio da Silva Furlan, tendo como Orientadora a Profª.Drª.Analice Costacurta Brandi, do Deptº de Matemática e Computação da FCT/Unesp.

Integrando a Comissão Examinadora – além da Orientadora acima citada – a Profª.Drª. Gilcilene Sanchez de Paulo, do Deptº de Matemática e Computação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – e o Prof.Dr.Márcio Teixeira Mendonça, da Divisão de Propulsão Aeronáutica, do Instituto de Aeronáutica e Espaço.

O tema desenvolvido pelo Mestrando versou sobre: “Simulação numérica de Transmissão de escoamentos de fluídos viscoelásticos”.

Clique para ampliar!
Ao concluir sua defesa de Mestrado na FCT/Unesp, o candidato Laison Junio da Silva Furlan (Programa de Matemática Aplicada e Computacional), foi fotografado ao lado dos integrantes da Comissão Examinadora.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

ago 09

No decorrer do mês de Julho de 2018, a Seção de Pós-Graduação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – registrou cinco teses de Doutorado. Foram três teses desenvolvidas pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia e duas na área de Educação. Foram três sessões no Anfiteatro VII e duas nos Anfiteatros I e II, respectivamente.

No dia 05/Julho, a candidata Rita de Cássia Gregório de Andrade,do Programa de Pós-Graduação em Geografia fez sua defesa publica de tese de Doutorado. Orientadora: Profª. Drª. Maria Encarnação Beltrão Sposito, do Departamento de Geografia da FCT/Unesp. Tema: Estruturação urbana e espaços comerciais em Cuzco – Peru – “Em los terrenos Del Seminário San Antonio de Abad, mas um estraño se nos cerca”.

Integrando a Comissão Examinadora – além da Orientadora já citada – atuaram os seguintes membros: Profª.Drª. Doralice Sátyro Maia, do Deptº de Geociências da Universidade Federal da Paraiba; Prof.Dr.Sérgio Moreno Redon, do Instituto de Estudos em Desenvolvimento Agrário e Regional, da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará; Prof.Dr.Arthur Magon Whitacker e Profª.Drª.Eda Maria Goes, ambos do Deptº de Geografia da FCT/Unesp – Presidente Prudente – SP.

A tese seguinte – defendida no dia 26/Julho – teve como Orientador, o Prof.Dr.Irineu Aliprando Tuim Viotto Filho – do Deptº de Educação da FCT/Unesp – Presidente Prudente – SP. A Doutoranda, Tatiana da Silva Pires, do Programa de Pós-Graduação em Educação desenvolveu sua tese no Anfiteatro VII versando sobre: “O desenvolvimento das emoções e sentimentos da criança na construção da sua personalidade: as atividades artísticas como mediadoras desse processo na escola”.

Atuando como membros da Comissão Examinadora, os seguintes docentes: Drª.Carolina Pichetti Nascimento, do Deptº de Metodologia do Ensino do Centro de Ciências da Educação, da Universidade Federal de Santa Catarina; Dr.Armando Marino Filho, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/UFMS; Drª.Flávia Gonçalves da Silva, do Deptº de Educação Física, do Deptº de Educação Física, da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e Drª. Cláudia Maria de Lima, do Deptº de Educação da Unesp/São José do Rio Preto-SP.

No dia 30/Julho, o candidato Flávio de Arruda Saron, do Programa de Pós-Graduação em Geografia defendeu tese de Doutorado,sob o tema: “A expansão do setor sucroenergético no Oeste do Estado de São Paulo e seus impactos sobre a agricultura familiar no Pontal do Paranapanema e Noroeste Paulista”. O Orientador foi o Prof.Dr.Antonio Nivaldo Hespanhol, do Deptº de Geografia da FCT/Unesp – Presidente Prudente – SP.

Fazendo parte da Comissão Examinadora – além do Orientador acima citado – os seguintes membros: Prof.Dr.John Christopher Brown, da University of Kansas/UK – EUA; Prof.Dr.Eduardo Paulon Girardi, do Deptº de Geografia da FCT/Unesp – Presidente Prudente – SP; Prof.Dr.Celso Donizete Locatel, do Deptº de Geografia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN e Prof.Dr. Luís Antonio Barone, do Deptº de Planejamento, Urbanismo e Ambiente da FCT/Unesp – Presidente Prudente –SP.

A 2ª tese do dia 30/Julho defendida no Anfiteatro II pelo Doutorando Vinícius Carmello (do Programa de Pós-Graduação em Geografia), teve como Orientador o Prof.Dr.João Lima Sant’anna Neto, do Deptº de Geografia da FCT/Unesp – Presidente Prudente – SP. Tema desenvolvido: “Variabilidade pluviométrica e produção de soja: Análise comparativa entre regiões produtoras do Brasil, Estados Unidos e Índia”.

Integrantes da Comissão Examinadora – além do Orientador que citamos acima – os seguintes membros: Prof.Dr.Edilson Ferreira Flores, do Deptº de Estatística da FCT/Unesp – Presidente Prudente – SP; Prof.Dr.Leandro Zandonadi, do CCH da Universidade Estadual de Maringá/UEM/PR; Profª.Drª.Daniela da Silva Fuzzo, do Deptº de Coordenadoria de Curso de Geografia, da Unesp – Ourinhos – SP – e Prof.Dr.JoséTadeu Tommaselli, do Deptº de Geografia da FCT/Unesp – Presidente Prudente – SP.

No fechamento do mês, Mestrado Profissional defendido no Anfiteatro VII pela candidata Elena Campo Fioretti, do Programa de Pós-Graduação em Educação. Orientadora: Profª. Drª.Célia Maria Guimarães, do Deptº de Educação da FCT/ Unesp – Presidente Prudente – SP. Tema desenvolvido: “Desafios e possibilidades de formação continuada de professores de crianças de 4 e 5 anos para a literácia científica no município de Amajari, Roraima”.

Membros integrantes da Comissão Examinadora (além da Orientadora acima citada): Profª.Drª.Ivanise Maria Rizatti, do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, da Universidade Estadual de Roraima/UER; Prof.Dr.Cássio Costa Laranjeiras, do Instituto de Física da Universidade de Brasília/UnB; Profª.Drª.Rute Cristina Domingos da Palma, do Instituto de Educação da Universidade Federal de Mato Grosso/UFMT e Profª. Drª. Elieuza Aparecida de Lima, do Deptº de Didática e Programa de Pos-Graduação em Educação/Faculdade de Filosofia,Ciências e Letras da Unesp – Marília – SP.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A candidata ao Doutorado/Geografia, Rita de Cássia Gregório de Andrade foi a 1ª do mês de Julho a defender sua tese de Doutorado, sob orientação da Profª.Drª. Maria Encarnação Beltrão Spósito, da FCT/Unesp.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Tatiana da Silva Pires, do Programa de Pós-Graduação se apresentou perante a Comissão Examinadora para sua defesa de tese, tendo como Orientador o Prof.Dr.Irineu Aliprando Tuim Viotto Fº, da FCT/Unesp.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O candidato Flávio de Arruda Saron, do Programa de Pós-Graduação em Geografia, fez sua defesa de tese de Doutorado na FCT/Unesp, tendo como Orientador o Prof.Dr.Antonio Nivaldo Hespanhol.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Com orientação do Prof.Dr.João Lima Sant’anna Neto, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente, Vinícius Carmelo (Programa de Pós-Graduação/Geografia), fez sua defesa pública de tese de Doutorado.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Mestrado Profissional/Educação foi defendido pela candidata Aline Campo Fioretti, sob orientação da Profª.Drª.Célia Maria Guimarães, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – SP.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

ago 02

A Seção de Pós-Graduação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – registrou durante o mês de Julho/2018 nada menos que sete dissertações de Mestrado. O Programa de Pós-Graduação em Geografia – incluindo Mestrado Profissional – liderou o índice de defesas públicas com um total de quatro dissertações, seguidas por Fisioterapia com duas defesas desenvolvidas durante o período de 03 a 30 de Julho.

No dia 03/Julho, a candidata Daniel dos Santos Marques, do Programa de Pós-Graduação em Geografia fez sua defesa pública no Anfiteatro II sob orientação do Prof.Dr. Antonio Cezar Leal, do Deptº de Geografia da FCT/Unesp. Tema desenvolvido: “Análise do plano de gestão integrada dos resíduos sólidos do município de Paranapanema – São Paulo – Brasil”.

Outra defesa ocorreu no dia 05/Julho, sob o tema: “Estimativa de escoamento superficial no Pontal do Paranapanema/S.Paulo e sua relação com a cobertura e uso da terra” por Aline Aparecida dos Santos, do Programa de Pós-Graduação em Geografia. Orientador: Prof.Dr.Paulo César Rocha, do Deptº de Geografia da FCT/Unesp.

O tema seguinte (dia 06/Julho), versou sobre “Efeitos da fototerapia associado a um treinamento de sprints e agachamento no comportamento da modulação autonômica da freqüência cardíaca: um ensaio clínico randomizado por amostra estratificada, placebo controlado”. Defesa desenvolvida por Altair Custódio Junior, do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia da FCT/Unesp, tendo como Orientador, o Prof.Dr.Carlos Marcelo Pastre, do Deptº de Fisioterapia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Presidente Prudente.

Também no dia 06/Julho, a candidata Carolina Rodrigues Bortolatto se apresentou perante à Comissão Examinadora para sua defesa de dissertação de Mestrado do Programa de Ciências da Motricidade, sob orientação da Profª.Drª.Jamile Sanches Condogno, do Deptº de Educação Física da FCT/Unesp. Tema desenvolvido: “Impacto da inatividade física e obesidade abdominal sobre custos com saúde, entre hipertensos atendidos na atenção primária do SUS”.

No dia 10/Julho, a defesa pública de dissertação de Mestrado se destinou ao candidato do Programa de Pós-Graduação em Geografia, Vinícius Bonafim Stoqui, tendo como Orientadora, a Profª.Drª.Isabel Cristina Moroz Caccia Gouveia, do Deptº de Geografia da FCT/Unesp. Tema defendido: “Fragilidade ambiental da bacia hidrográfica do Córrego da Cascata – Presidente prudente- SP”.

A defesa seguinte ocorreu no dia 13/Julho, quando a candidata do Programa de Pós-Graduação em Geografia, Eliana D’Arce Ropelli Junqueira se apresentou perante à Comissão Examinadora para sua defesa de dissertação de Mestrado. O tema que ela desenvolveu versou sobre: “Percepção ambiental de atores da Unidade de Gerenciamento de Recursos Hídricos do Pontal do Paranapanema – UGRHI 22 – São Paulo – Brasil”. Orientadora: Profª.Drª.Renata Ribeiro de Araujo, do Deptº de Planejamento, Urbanismo e Ambiente, da FCT/Unesp.

A última defesa pública de dissertação de Mestrado no mês de Julho/2018 foi desenvolvida pela candidata Tatiana Machado de Mattos Damato, do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia. Atuou como Orientador, o Prof.Dr.Rafael Zambelli de Almeida Pinto, do Deptº de Fisioterapia da Universidade Federal de Minas Gerais/UFMG. Tema: “Quais os fatores relacionados ao reconhecimento de atividade física e ao adequado tempo sedentário em pacientes com dor lombar crônica?“.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A última dissertação de Mestrado do mês de Julho/2018 foi defendida pela candidata Tatiana Machado de Mattos Damato, do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia. Orientação do Prof.Dr.Rafael Zambelli de Almeida Pinto, da UFMG.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jul 05

A Seção de Pós-Graduação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – programou para a 2ª quinzena de Junho/2018, seis dissertações de Mestrado. No dia 21, a candidata Kyle Robinson Lynch se apresentou perante a Comissão Examinadora, tendo como Orientador o Prof.Dr.Rômulo Araújo Fernandes, do Deptº de Educação Física da FCT/Unesp. Ciência da motricidade teve como tema: “Impact organized sports on risk of bone fractury among adolescents: ABCD – Growt Study”.

No dia seguinte no Anfiteatro II, a candidata Eliane D’Arce Ropelli, do Programa de Pós-Graduação em Geografia fez sua defesa pública no Anfiteatro II sob orientação da Profª.Drª. Renata Ribeiro de Araujo, do Deptª de Planejamento, da FCT/Unesp. Tema desenvolvido: “Percepção ambiental de Atores do Comitê da Bacia Hidrográfica do Pontal do Paranapanema/SP – Brasil”.

Também no dia 22/Junho a Mestranda Nádia Horye Ferreira, do Programa de Pós-Graduação/Geografia, fez sua defesa pública perante à mesa, presidida pelo seu Orientador, Prof.Dr.Édson Luís Pirolli. O tema escolhido foi “Identificação dos impactos ambientais causados pelo cultivo da cana-de-açúcar e propostas de PCE e PCX com o auxílio das Geotecnologias”.

No dia 26 de Junho, no Anfiteatro VII nova defesa de dissertação de Mestrado/Geografia, por Júlio Cesar Villagra, tendo como seu Orientador, o Prof.Dr.Raul Borges Guimarães, da FCT/Unesp – Deptº de Geografia. O tema escolhido pelo Mestrando foi: “A importância do saneamento básico na gestão de recursos hídricos: Análise de técnicas de concepção, implantação, operação e recuperação nas estações de tratamento de esgotos da SABESP em Adamantina, na UGHRI Aguapeí/Peixe, do Estado de SP”.

No dia 28 de Junho para encerrar a quinzena, apresentou-se perante à Comissão Examinadora no Anfiteatro III, a candidata Larissa Rodrigues Souto, do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia, se apresentou publicamente. E a sua dissertação de Mestrado recebeu Orientação do Prof.Dr.Carlos Marcelo Pastre, do Deptº de Fisioterapia da FCT/Unesp. Tema: “Confiabilidade e análise fisiológica de um teste de resistência muscular isométrica, localizada à fadiga do Dinamômetro Isocinético”.

A 6ª e última dissertação de Mestrado do mês de Junho/2018, verificou-se no dia 28, no Anfiteatro VII, onde a candidata Aline Aparecida dos Santos apresentou-se perante os membros da Comissão Examinadora. Seu Orientador foi o Prof.Dr.Paulo César Rocha, do Deptº de Geografia da FCT/Unesp. Tema: “Estimativa de escoamento superficial no Pontal do Paranapanema-SP e sua relação com a cobertura e uso da terra”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Larissa Rodrigues dos Santos, sob orientação do Prof.Dr.Carlos Marcelo Pastre fez sua defesa de dissertação de Mestrado/Fisioterapia, encerrando o mês de Junho na FCT/Unesp.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jul 02

Sob orientação do Prof.Dr.Antonio Thomaz Junior, do Departamento de Geografia da FCT/Unesp, a candidata Maria Joseli Barreto (do Programa de Pós-Graduação em Geografia), defendeu tese de Doutorado. Tema que foi desenvolvido: “Novas e velhas formas de degradação do trabalho no Agrohidronegócio canavieiro nas regiões administrativas de Presidente Prudente e Ribeirão Preto”.
A defesa pública verificou-se no dia 28 de Junho a partir das 14hs na Sala de Projeção da Biblioteca da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente.

Presentes – integrando a Comissão Examinadora – além do Orientador já citado, os seguintes docentes: Profª.Drª.Edvânia Ângela de Souza Lourenço, do Deptº de Serviço Social da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Unesp/Franca-SP; Profª.Drª. Rosemeire Aparecida Scopinho, do Deptº de Psicologia da Universidade Federal de São Carlos/UFSC; Dr. Guilherme Marini Perpétua, Pós-Doutorando da FCT/Unesp e Prof.Dr.Carlos Alberto Feliciano, da FCT/Unesp – Câmpus de Presidente Prudente.

A tese defendida

A pesquisa desenvolvida pela Doutoranda teve como objetivo analisar as implicações da reestruturação produtiva do capital no âmbito da reprodução do agronegócio canavieiro nas regiões administrativas de Presidente Prudente e Ribeirão Preto. Nesse contexto ficou determinada uma averiguação para se saber a dinâmica territorial nos (re)arranjos regionais e nos modos de organização e controle dos processos de produção e trabalho.

Os resultados alcançados permitem destacar que as transformações em curso na produção canavieira – demarcadas pela mecanização da colheita e plantio de cana de açúcar – são reflexos das ações e das estratégias do capital. Em busca de seu constante processo de reprodução e acumulação.

Também foi evidenciado que a tecnificação de produção e trabalho, somadas às formas de organização e controle e controle intrínseco ao taylorissimo, fordismo, toyotismo e acumulação flexível viabiliza aos detentores dos meios de produção, mecanismos que conservam a captura da subjetividade e superexploração do trabalho como principais baluartes da reprodução do agrohidronegócio canavieiro.

Na verdade – diz a Doutoranda Maria Joseli Barreto – mudaram-se os modos e os artifícios utilizados nesse processo de exploração. “Além disso foi observado que as máquinas e as inovações tecnológicas inviabilizaram as condições vivenciadas pelos trabalhadores, que atualmente vendem sua força de trabalho nos domínios da agrohidronegócio canavieiro. Ao mesmo tempo, ocultam a realidade vivenciada por grande parte dos trabalhadores, excluídos dos canaviais”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Para a defesa de sua tese de Doutorado/Geografia, a candidata Maria Joseli Barreto apresentou-se perante a Comissão Examinadora reunida na Sala de Projeção da Biblioteca da FCT/Unesp.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Doutoranda teve como seu Orientador, o Prof.Dr.Antonio Thomaz Junior, do Departamento de Geografia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Campus de Presidente Prudente.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jun 25

No dia 22 de Junho, sob orientação do Prof.Dr.João Lima Santanna Netto, do Deptº de Geografia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – a candidata Núbia Beray Armond, do Programa de Pós-Graduação em Geografia, defendeu tese de Doutorado. Tema: “Dinâmica climática, Excepcionalidades: Contribuições para uma classificação geográfica do clima do Estado do Rio de Janeiro”.

Fazendo parte da Comissão Examinadora – além do Orientador já citado – que presidiu os trabalhos, outros seguintes integrantes, conforme segue: Profª.Drª. Margarete Cristiane de Costa Trindade Amorim, do Deptº de Geografia da FCT/Unesp; Prof.Dr.Edilson Ferreira Lopes, do Deptº de Estatística da FCT/Unesp; Profª.Drª.Carla Maciel Salgado, do Instituto de Geociências da Universidade Federal Fluminense/UFF do Rio de Janeiro e Prof.Dr.Édson Soares Fialho, do Deptº de Geografia da Universidade Federal de Viçosa/UFV, Estado de Minas Gerais.

A tese defendida publicamente

Em sua tese, defendida publicamente no Anfiteatro II da FCT/Unesp, a candidata do Programa de Pós-Graduação em Geografia, Núbia Beray Armond se propôs a realizar uma reflexão sobre as classificações climáticas da Geografia, com vistas a efetuar uma análise geográfica do clima no Estado do Rio de Janeiro. A partir da relação entre precipitação pluviométrica e vulnerabilidade – acentuou a Doutoranda. O arcabouço analítico da tese se assentou sobre as perspectivas da climatologia geográfica. Para tanto, foram utilizados dados climáticas de estações meteorológicas e postos pluviométricos do INMET e da Agência Nacional de Água/ANA, com aplicação de técnicas de estatística descritiva e multivariada, desde o processo de preenchimento de falhas até a definição dos anos-padrão para análise.

As médias de precipitação da série histórica, analisada (1975/29154) demonstraram padrões similares àqueles exibidos pela Normal Climatológica, com as porções norte e noroeste do Estado apresentando padrões de precipitação inferiores, em relação às áreas a sotavento da Serra do Mar. No que se refere a gênese mais de 90% da precipitação pluviométrica do Rio de Janeiro, advém da dinâmica de avanço da Frente Polar Atlântica. Sobre as massas de ar, as áreas próximas ao litoral sul à Serra do Mar e porções mais continentais do Estado, contam com participação significativa dos sistemas polares (massa polar atlântica e massa polar atlântica continentalizada e instabilidade, em média de 29%. Enquanto as áreas situadas no norte fluminense e setores mais próximos à faixa costeira, apresentam em média 35% de participação dos sistemas tropicais.

Antes de concluir sua defesa de tese de Doutorado/Geografia perante a Comissão Examinadora – sob orientação do Prof.Dr. João Lima Santanna Neto – do Deptº de Geografia da FCT/Unesp, Núbia Beray Armond afirmou: “Em síntese, buscou-se com este trabalho indicar reflexões através de uma argumentação teórica, procedimentos metodológicos, arsenal analítico e de representação. Para futuras propostas de análise e classificação do clima, considerando-o como fenômeno eminentemente geográfico. Tal como propõe a Geografia do clima”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Tendo como Orientador o Prof.dr. João Lima Santanna Neto, a candidata Núbia Beray Armond do Programa de Pós-Graduação em Geografia, defendeu tese de Doutorado na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A defesa pública da tese de Doutorado/Geografia perante a Comissão Examinadora, verificou-se no dia 22 de Junho/2018 no Anfiteatro II da FCT/Unesp – Câmpus de Presidente Prudente –SP.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jun 25

O Prof.Dr.Marcos Tadeu de Oliveira Pimenta, Docente do Departamento de Matemática e Computação da FCT/Unesp, obteve no dia 19 de Junho p.p.o título de Livre Docente em Matemática pelo ICMC – USP, mediante aprovação em concurso público. Nessa oportunidade, foi defendida a tese intitulada: “Espaços das funções de variações limitadas, bem como aplicações a problemas quasilineares elípticos”.

A defesa de Livre-Docência foi aprovada por unanimidade, através de uma banca examinadora representada por docentes de importantes Universidades brasileiras. Marcos Tadeu possui graduação em Licenciatura Plena pela Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”(2005); Mestrado (2008) e Doutorado (2011) em Matemática pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação ICMC-USP.

Nascido em berço humilde em 1994, o Prof.Dr.Marcos Tadeu de Oliveira Pimenta ingressou na Universidade, fazendo brilhante carreira. Ele ainda obteve – através de concurso público – o título de Livre Docente pelo Departamento de Matemática do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação ICMC – USP (2018). Tem experiência na utilização de métodos vocacionais para estudar questões de existência, multiplicidade e concentração de soluções de equações diferenciais, parciais elípticas.

Atualmente ele é Professor Assistente Doutor do Departamento de Matemática e Computação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – SP. Selecionado em um edital italiano (financiado pela “ACRI Young investigator training program” e pela Universitàdegli Studi diUrbino Carlo Bo, em Urbino – Itália). Ele já está de malas prontas para a viagem, onde vai realizar pesquisa junto ao Dipartimento diScienzaPure e Applicate dessa universidade, pelo período de um mês, neste ano de 2018. https://www.uniurb.it/concorsi/4360

O que diz o Edital

“Tal edital destina-se a suportar pesquisa original na área de Análise Não-Linear e Cálculo Variacional, desenvolvida por pesquisador com menos de 40 anos, trabalhando fora da Itália”. Marcos Tadeu cumprirá sua 1ª etapa, viajando nos próximos dias.

Na Itália, o docente será supervisionado pela Profa. Dra. Raffaella Servadei, a qual foi citada no ranking HighlyCitedResearchers, como um dos Matemáticos mais citados do mundo no ano de 2017.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Prof.Dr.Marcos Tadeu de Oliveira Pimenta – do Deptº de Matemática e Computação da FCT/Unesp – após obter o título de “Livre Docência” em concurso público, viaja para a Itália onde vai cumprir uma nova e importante jornada.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jun 19

Neste mês de Junho tivemos na 1ª quinzena, duas dissertações de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Geografia, com defesas públicas no Anfiteatro VII da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente. Candidatos: Paulo Sérgio Martin e Cláudio Augusto Bonora Vidrih Ferreira.

A primeira dissertação ocorreu no dia 04 de Junho, a partir das 9hs da manhã, tendo como Presidente da mesa de trabalhos e Orientador do Mestrando, o Prof.Dr.José Tadeu Tommaselli, do Deptº de Geografia da FCT/Unesp. A 2ª defesa verificada no dia 15 de Junho (9hs da manhã), também teve o Professor Tommaselli, como Orientador e Presidente da Comissão Examinadora.

Os demais componentes da Comissão Examinadora – 04 de Junho – foram: a Profª.Drª. Isabel Cristina Moroz Caccia Gouveia, do Deptº de Geografia da FCT/Unesp e Dr.Valdemir Antonio Laura, do Centro Nacional de Pesquisa de gado de corte/EMBRAPA – Campo Grande – MS.

Atuando como membros da Banca Examinadora – dia 15 de Junho – o Prof.Dr.: José Mariano Caccia Gouveia, do Deptº de Geografia da FCT/Unesp e Osmar Cavassan, do Deptº. de Ciências Biológicas, da Faculdade de Ciências – da Unesp – Câmpus de Bauru/São Paulo.

Temas desenvolvidos

O candidato ao Mestrado/Geografia, Paulo Sérgio Martin teve como tema de sua dissertação, a “Determinação do potencial de perda de solo através do sistema de informação geográfica (SIG) para priorização de trechos de estradas rurais no município de Ouro Verde/SP – Brasil”.

Já o Mestrando Cláudio Augusto Bonora Vidrih Ferreira, fez sua defesa pública tendo como tema: “Proposta de restauração ecológica no trecho urbano da microbacia do Córrego Água da ressaca, município de Bauru/SP – Brasil”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O candidato ao Mestrado Paulo Sérgio Martin, do Programa de Pós-Graduação em Geografia teve seu Orientador, o Prof.Dr.José Tadeu Tommaselli, do Deptº de Geografia da FCT/Unesp.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Cláudio Augusto Bonora Vidrih Ferreira, do Programa de Pós-Graduação em Geografia da FCT/Unesp, foi também orientado pelo Prof.Dr. José Tadeu Tommaselli, do Deptº de Geografia.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jun 13

“O capitalismo climático como espaço de reprodução do capital: governança do clima e dos sujeitos pessoais”, foi o tema do último dia 4 de Junho que o candidato ao Doutorado Paulo César Zangalli Junior (do Programa de Pós-Graduação em Geografia), defendeu publicamente no Anfiteatro II da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – SP. O Doutorando teve como seu Orientador, o Prof.Dr.João Lima Santanna Neto, do Deptº de Geografia da FCT/Unesp.

Integrando a Comissão Examinadora (além do Orientador acima citado), os seguintes docentes: Prof.Dr.Everaldo Santos Melazzo, do Deptº de Planejamento da FCT/Unesp; Prof.Dr.Guilherme Magon Whitacker, Pós-Doc – FCT/Unesp – Instituto de Políticas Públicas Públicas e Relações Internacionais; Profª.Drª.Catherine Prost, da Universidade Federal da Bahia/UFBA e Prof.Dr. Henri Acserad, do IPPUR/Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ.

A defesa pública se desenvolveu no período da manhã, isto é, a partir das 08h30 e prosseguindo até aproximadamente às 12h30. Sobre o tema defendido: “Buscando a comprovação da tese foram analisados um conjunto de normativas, diretrizes, planos e políticas públicas da União Européia e do Brasil de modo comparado” – diz o Doutorando. Ele acrescenta que para compreender de modo dialético o caráter contraditório inerente à relação sociedade e natureza, adotou-se estratégias como analise escalar da governança multinível, estruturando a tese numa 1ª parte, que apresenta o capitalismo climático. Uma 2ª parte se fundamenta na antitese, por meio da crítica da produção capitalista da natureza.

A síntese desses processos se deu por meio da identificação dos sujeitos envolvidos na formulação de políticas e por meio de comparação com o mercado de energia eólica no Brasil. Diante disso, concluiu-se que “o conjunto normativo e as políticas públicas sobre alterações climáticas estão voltadas à transição do atual estágio da economia capitalista para uma economia de baixo carbono. As políticas não são capazes de oferecer à sociedade uma alternativa que não seja voltada e orientada para o mercado das alterações climáticas e os interesses corporativos, prevalecendo sobre os interesses coletivos. O capitalismo climático herda um complexo geográfico, do qual tenta se apropriar para sua reprodução”.

O candidato ao Doutorado/Geografia, Paulo César Zangalli Jr. aduziu que “os sujeitos que produzem o capitalismo climático são os mesmos que produzem o capitalismo do clima no Brasil. Com destaque para o Pacto Global, pelo Clima e Conselho Empresarial para o desenvolvimento sustentável do Banco Mundial. As empresas do setor energético e financeiro, possuem grande relevância e destaque nessa rede. Dessa forma é imprescindível pensar em novas estruturas e novas relações sociais inerentes a novos modos de se produzir. Caso contrário, as políticas e as ações continuarão refletindo um paliativo aos problemas ambientais, sem de fato apontar caminhos para a solução efetiva dos problemas” – concluiu.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O candidato Paulo César Zangalli Jr, do Programa de Pós-Graduação em Geografia defendeu tese de Doutorado no Anfiteatro II da FCT/Unesp, no dia 04 de Junho de 2018.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Doutorando teve como seu Orientador, o Prof.Dr.João Lima Santanna Neto, do Deptº de Geografia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp/Presidente Prudente-SP.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

mai 29

Estudos científicos das áreas de Medicina e da Reabilitação preconizam como “Evidência A”, a atualização de exercícios físicos para o tratamento de doentes pulmonares crônicos: DPOC (Enfizema, Bronquite Crônica, Bronquiectazia) entre outras. Isto é, todos; exatamente todos os doentes pulmonares crônicos se beneficiam com o treinamento físico. Inclusive no período de exacerbação, representados por crises de tosse, dispnéia e excesso de secreção. No entanto, somente Profissionais capacitados conseguem avaliar adequadamente e empregar a modalidade adequada de exercício e a carga devidamente dosada e monitorada.

Não é simplesmente andar sem orientação – diz a Profª.Drª.Ercy Mara Cipulo Ramos, que coordena o Projeto. Subir em uma esteira, bicicleta, ou utilizar equipamentos de musculação e todas as ações devem ser supervisionadas por Fisioterapeutas. A propósito, é bom lembrar que o Setor de Fisioterapia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp/Presidente Prudente, está realizando mais estudos científicos com pacientes pulmonares crônicos. A finalidade é a de avaliar adequadamente os efeitos dos exercícios funcionais e resistidos em pacientes com DPOC (Doença pulmonar obstrutiva crônica).

Os exercícios são realizados no CEAFIR, no período da manhã, todos os dias da semana durante 60 minutos. Os principais efeitos dos exercícios são: a diminuição e alívio da Dispnéia (falta de ar), cansaço e aumento da força muscular, equilíbrio e condicionamento físico. Os interessados devem ligar para o telefone: 3229-5821 ou 3229-5800 e deixar seu contato para Agendamento das avaliações. Lembre-se: Exercitar é preciso; porém, é necessário exercitar de forma segura e com orientação. A coordenação geral é da Profª.Drª.Ercy Mara Cipulo Ramos.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
No Centro de Estudos e Atendimento em Fisioterapia e Reabilitação/CEAFIR da Unesp em Presidente Prudente, são desenvolvidos inúmeros projetos que beneficiam toda a comunidade local e regional.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Um dos Projetos que tem a coordenação da Profª.Drª. Ercy Mara Cipulo Ramos atende prioritariamente a população idosa. Em especial, exercícios físicos e tratamento de doentes pulmonares crônicos.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Subir em esteira, bicicleta ou utilizar equipamentos de musculação e todas as ações são supervisionadas por Fisioterapeutas da FCT/Unesp. A finalidade é avaliar adequadamente os efeitos dos exercícios.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Profª.Drª. Ercy informa que os Agendamentos das pessoas interessadas devem ser feitos através de contato telefônico – para 3229-5800 ou 3229-5821. Exercitar é preciso; porém com orientação segura.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP