set 19

NOVA E IMPORTANTE PREMIAÇÃO

Workshop Comentários desativados

Trabalho inscrito em concurso da SBMat atribui o prêmio mais importante para a FCT/Unesp, representada pela Profª.Drª.Silvania Lanfredi.

A Prof ª. Drª. Silvania Lanfredi, do Departamento de Química e Bioquímica da FCT/Unesp foi premiada por seu trabalho intitulado “Photocatalytic Potential of Non-Stoichiometric Polycation Oxides Based on the Niobates Solid Solution”, inscrito no XVI Brazil-MaterialsResearchSociety (B-MRS) Meeting. A apresentação verificou-se entre 10 e 14 de Setembro deste ano, o que lhe deu a premiação mais importante de 2017:“Best Poster Award in First Prize” do E-MRS (European Materials Research Society).

Em se tratando de uma promoção de ampla repercussão, o concurso é promovido anualmente pela Associação Brasileira de Pesquisa em Materiais (SBPMat), sendo realizado no Centro de Eventos da UFRGS/FAURGS, em Gramado/RS. Pelas informações da Profª.Drª. Silvania Landredi, o Encontro reuniu aproximadamente 1.500 participantes e o número de inscritos, aceitos nessa competição de âmbito nacional e internacional foram de aproximadamente 1.900 trabalhos.

A XVI Reunião Anual da B-MRS foi composta por 22 Simpósios, 2 workshops e 1 Tutorial. A conferência deste ano reuniu uma rica diversidade de autores e palestrantes do Brasil, América Latina e de outros países. Todos com um objetivo comum: compartilhar idéias e novas perspectivas numa ampla gama de pesquisas e tecnologias. Tais como: (nano) materiais e síntese; caracterização e modificação de materiais; energia e sustentabilidade; biomateriaise materiais sol-gel: química de soluções e aplicações. O programa também incluiu 8 Plenárias, contando com cientistas renomados internacionalmente na ciência de materiais de ponta.

Alunos de Pós-Graduação como co-autores

O trabalho apresentado pela nossa laureada tem como co-autores os alunos de Pós-graduação: Paulo Cesar Faria e Bruno dos Santos Potensa (do Programa de Pós Graduação em Química São José do Rio Preto – Presidente Prudente); o graduando Leonardo Pecorari de Melo Simões e o Prof. Dr. Marcos Augusto de Lima Nobre. A Profª. Drª. Silvania Lanfredi e o Prof. Dr. Marcos Augusto de Lima Nobre são docentes do Câmpus de Presidente Prudente da Unesp. Eles são também Coordenadores do Grupo de Pesquisa, Laboratório de Compósitos e Cerâmicas Funcionais – LaCCeF – pertencente à FCT/Unesp – Presidente Prudente.

O grupo atua em áreas como síntese química de pós, caracterização estrutural e elétrica de eletrocerâmicas em altas temperaturas, caracterização dielétrica e térmica de nanopartículas, nanofluidos e blendas a base de biocombustíveis e aditivos anti-congelantes, fotocatálise e catálise heterogênea. Maiores informações, os interessados poderão obter em http://sbpmat.org.br/16encontro/program/programBook.pdf.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Participando de mais um concurso de âmbito nacional e internacional realizado em Gramado/RS, a Profª.Dr.Silvania Lanfredi (da FCT/Unesp) acaba de conquistar a 1ª classificação. Desse trabalho alguns alunos de Pós-Graduação são co-autores.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O concurso reuniu este ano cerca de 1.500 participantes e o número de trabalhos apresentados para a competição de aproximadamente 1.900. O Certificado em mãos da Profª.Silvânia atesta sua excelente participação com o melhor trabalho do ano.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

set 15

Nesse dia, em 1957 foi criada a FAFI: marca de pioneirismo que deu origem a uma Instituição modelar.

Na história do ensino superior na região da Alta Sorocabana, o primeiro destaque foi destinado à Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras/FAFI – de Presidente Prudente – cujo ato de criação foi sancionado pelo então Governador do Estado, Jânio da Silva Quadros. Foi o marco inicial de uma nova era; porém, a instalação somente ocorreu dois anos depois. Nomeado 1º Diretor, o Prof.Dr. Joaquim Alfredo da Fonseca, oriundo da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo/PUC, tendo como Secretário, o Prof.José Vinícius Barbosa da Silveira.

O autor do Projeto de criação da Faculdade pioneira foi o Deputado Estadual, Márcio Porto. O então Prefeito Antonio Sandoval Neto deu apoio incondicional à criação e instalação da Escola Superior e colaborou para implantar as novas instalações da FAFI. Nesse trabalho pioneiro também atuaram com destaque o Prof.Dr.Luiz Gonzaga dos Santos (Lugo) e o Presidente da Câmara Municipal, Vereador Juarez Nobre. São informações do Professor Emérito, Dr. Marcos Alegre. A população local era constituída por 54 mil habitantes. Da tradicional FAFI para IPEA (como instituição isolada), decorreram 17 anos, quando foi criada a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente.

A imprensa local representada na época pelo Jornal O Imparcial, sempre esteve atenta desde 1940 e marcou presença destacada no movimento que culminou com a conquista de uma Faculdade que sempre dignificou a cidade e sua comunidade. O Corpo Docente formado em 1959 foi constituído pelos seguintes Professores: Pe.Antonio Mendes Barata, Carlos Alberto Garcia Caliolli, Fernando Carlos Fonseca Salgado, Luiz Ferraz de Sampaio, Max Henri Boudin, Waldomiro Gabriel, Waldemar Valle Martins e Wilhen Saake.

Inicialmente a FAFI contava com dois cursos – Pedagogia e Geografia – 9 professores, 40 alunos e 29 novos professores. Depois, Ciências Sociais e Matemática em 1963, com 4 cursos, 17 formandos e 20 docentes. Em 1965, 30 formandos e 129 prestadores de serviços. Em 1966, o quadro de docentes passou a contar com 29 profissionais. Em 1969, curso de Licenciatura em Ciências e em 1975, Estudos Sociais. Posteriormente em 1976 com a criação dos Institutos Isolados de Ensino Superior, pelo Governo Estadual foi implantado o Instituto de Planejamento e Estudos Ambientais/IPEA.

Em 1989, o Câmpus de Presidente Prudente recebeu a denominação oficial e atual de Faculdade de Ciências e Tecnologia/FCT, a nova unidade da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP – com 12 cursos de graduação e 640 vagas. 7 cursos de especialização e 3 de pós-graduação. No total geral: 2.687 alunos anualmente (562 vagas preenchidas), mais: 7 dos cursos de especialização/Mestrado e 3 de pós-graduação/Doutorado. Nº de Professores: 214 e Funcionários: 231. O Diretor é o Prof.Dr.Marcelo Messias e Vice, o Prof.Dr.José Carlos Silva Camargo Filho, também conhecido como “Professor Zeca”. O aniversário da Instituição ocorre no dia 03 de Maio e a Unidade é detentora do maior número de Projetos e Bolsas de Extensão Universitária, nas áreas de Exatas, Humanas e Biológicas.

O Câmpus Universitário da FCT/Unesp em Presidente Prudente é representado por uma malha urbana equivalente a 40.532 m2 (cerca de 40 hectares), dos quais 35.851,52 de área construída. Investimentos estimados em projetos de extensão: R$1.412.734,71 – segundo informações do Sr. Guilherme Ulhoa, da Seção Técnica de Graduação da FCT/UNESP.

Cursos Estrelados

O “Guia do Estudante” deu a conhecer o número e a definição dos cursos que obtiveram a melhor classificação em 2017 para figurar entre os Melhores da FCT/Unesp. Com 5 estrelas: Educação Física/Bacharelado e Licenciatura; Engenharia Cartográfica e Agrimensura/Bacharelado; Física/Licenciatura; Geografia/Bacharelado e Licenciatura e Química/Licenciatura. Com 4 estrelas: Pedagogia/Licenciatura; Matemática/Licenciatura; Fisioterapia/Bacharelado; Engenharia Ambiental e Ciência da Computação/Bacharelado. Com 3 estrelas: Estatística/Bacharelado.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” tem atuação marcante no progresso e desenvolvimento da Centenária cidade e região de Presidente Prudente.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Diante da Galeria dos ex-Diretores da FCT/Unesp, destaque para o atual Diretor, Prof.Dr. Marcelo Messias – eleito para o quatriênio 2014/2017 – com apoio da comunidade universitária.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Câmpus de Presidente Prudente é considerado o maior do Estado: ocupa cerca de 40 hectares da malha urbana e a maioria dos cursos aqui ministrados figura entre os de melhor classificação.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

set 10

DOUTORADO NO FECHAMENTO DE AGOSTO

Workshop Comentários desativados

No dia 31, no Anfiteatro II da FCT/Unesp foi defendida a última tese do mês.

Orientador, Presidente e membro integrante da Comissão Examinadora, o Prof.Dr.Marcelo Dornelles Carvalhal, da Unesp/Ourinhos atuou no dia 31 de Agosto em Presidente Prudente. Foi mais uma defesa pública de tese de Doutorado/Geografia pela candidata Francilene Soares de Medeiros Costa. Tema desenvolvido: “Trabalho doméstico remunerado no Brasil: dilemas contemporâneos para a proteção social”. Local: Anfiteatro II.

Tomaram parte – além do Professor Carvalhal – os seguintes docentes: Prof.Dr.Almir El Rakin de Paula, da Coordenadoria do curso de Geografia da Unesp/Ourinhos/SP; Prof.Dr.Ricardo Pires de Paula, da FCT/Unesp-Presidente Prudente-SP; Prof.Dr.Paulo Fernando Cirino Mourão, da Unesp/Ourinhos-SP e Profª.Drª.Vera Lúcia Batista Gomes, do Departamento de Política e Trabalhos Sociais da Universidade Federal do Pará/Centro Socioeconômico.

Escala nacional e interestadual

A tese defendida por Francilene Soares de Medeiros destaca inicialmente as relações existentes entre regulamentação do trabalho doméstico remunerado no Brasil e a desproteção social das trabalhadoras diaristas. A abordagem metodológica quantitativa e qualitativa fez uso de fontes documentais e bibliográficas – além de dados e estatísticas – sobre o trabalho doméstico compilados pela Organização Internacional do Trabalho e presentes na base de microdados do PNAD. Também foram realizadas entrevistas com diaristas residentes nas cidades de Belém/PA e São Paulo/SP.

A Doutoranda acrescenta que a regulamentação recente do trabalho doméstico no Brasil é um avanço inegável para a garantia de melhores padrões de proteção social das domésticas. No entanto – diz – o aumento do número de diaristas em curso no País, pelo menos há duas décadas, pressupõe a realização autônoma da prestação de serviço, a qual é regulada por normas do Direito do Trabalho. Isso torna a nova legislação do trabalho doméstico, parcialmente eficaz na ampliação e proteção social dessas trabalhadoras.

Na tese que defendeu perante a Comissão Examinadora, Francilene ressalta: “Embora seja assegurado às diaristas o direito de ter acesso à proteção social previdenciária por meio de contribuição individual, há sérias barreiras para o acesso dessas trabalhadoras ao sistema. A alternativa proposta pelo Estado para facilitar esse acesso não se mostrou adequada. As desigualdades regionais representam importante agravante”. Assim, o processo de diarização em curso no País, comparece como a nova face da desproteção social da trabalhadora doméstica brasileira.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp/ Presidente Prudente – SP: Mais uma defesa de tese de Doutorado/ Geografia pela candidata Francilene Soares de Medeiros Costa.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
“Trabalho doméstico remunerado no Brasil: dilemas contemporâneos para a proteção social” foi o tema que a Doutoranda desenvolveu em sua tese defendida em Presidente Prudente – SP.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

set 10

Na defesa da dissertação de Mestrado, apresentou-se o candidato Guilherme Yassuyuki Tacao.

Tendo como Orientadora, a Profª. Drª.Dionei Ramos, do Departamento de Fisioterapia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – o candidato Guilherme Yassuyuki Tacao, do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia,fez sua defesa pública de dissertação de Mestrado.

No período da tarde do dia 28 de Agosto, no Anfiteatro III, foi desenvolvida a defesa da dissertação que foi bastante prestigiada por colegas, amigos e familiares do Mestrando. Tema desenvolvido: Impacto da explosão à queima de biomassa sobre a taxa de prevalência em doenças respiratórias e cardiovasculares.

Integrando a Comissão Examinadora – além da Orientadora acima citada – as seguintes docentes: Profª.Drª. Ana Lúcia de Jesus Almeida, do Departamento de Fisioterapia da FCT/Unesp e Profª.Drª.Mahara Daian Lemes Proença, da Universidade Estadual do Norte do Paraná/UENP.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O candidato Guilherme Yasuyuki Tacao, do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia da FCT/Unesp fez sua defesa pública de dissertação de Mestrado perante a Comissão Examinadora.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
No Anfiteatro II da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Presidente Prudente – se desenvolveu a dissertação de Mestrado, que foi bastante prestigiada por amigos, colegas e familiares do Mestrando.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

set 10

Defesas públicas foram efetuadas no dia 21 de Agosto de 2017, na FCT/Unesp.


As candidatas do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia e Geografia se apresentaram perante às Comissões Examinadoras, especialmente para a defesa de Dissertação de Mestrado/Fisioterapia, por Ana Paula Rodrigues Rocha e tese de Doutorado/Geografia, Rita Denise de Oliveira. Orientadores: Profª.Drª.Jamile Sanches Codogno, do Deptº de Educação Física – por Videoconferência – e Prof.Dr.Paulo César Rocha, do Deptº de Geografia, ambos, docentes da FCT/Unesp. Local : Anfiteatros VI e VII, respectivamente.

Tema da dissertação de Mestrado/Fisioterapia: “Impacto de marcadores inflamatórios e nível da prática de atividade física nos custos com o tratamento ambulatorial de pacientes da Atenção Básica”. Doutorado/Geografia: tema: “Regime hidrológico do Rio Xingu e dinâmica de inundações nas planícies no entorno de Altamira, Sudoeste do Estado do Pará”.

Na Banca Examinadora da dissertação – além da Orientadora já citada – os seguintes membros: Prof.Dr.Luiz Henrique Monteiro, do Deptº de Educação Física da FCT/Unesp/Pres.Prudente (por videoconferência) e Profª.Drª.Bruna Camilo Turi, da Faculdade de Dracena/UNIFADRA.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Ana Paula Rodrigues Rocha, do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia, fez sua defesa pública de dissertação de Mestrado, na FCT/Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – SP – dia 21/Agosto. – no Anfiteatro VI.

GEOGRAFIA: TESE DEFENDIDA

Na defesa de tese de Doutorado/Geografia – dia 21 de Agosto – na FCT/Unesp: Membros da Comissão Examinadora: Além do Orientador – os seguintes docentes: Sônia Maria Simões Barbosa Magalhães Santos, da Universidade Federal do Pará; Cristina do Socorro Fernandes de Sena, do Museu Paraense Emílio Goeldi; Isabel Cristina Moroz Caccia Gouveia, do Deptº de Geografia e Renata Ribeiro de Araujo, do Deptº de Planejamento, Urbanismo e Ambiente, ambas da FCT/Unesp – Presidente Prudente – SP.

Resumo da tese

A Doutoranda Rita Denise de Oliveira explica que o Rio Xingu é afluente da margem direita do rio Amazonas e se destaca pela elevada biodiversidade de ecossistemas associados, como: igapós, pelas extensas áreas de preservação permanente em sua bacia hidrográfica. Riqueza étnica como expressiva população indígena, onde se instalou a Usina Hidrelétrica de Belo Monte.

A problemática que cerca a construção do empreendimento aponta possíveis mudanças no regime hidrológico do rio Xingu e, impactos a montante da barragem, perdas de áreas com inundação permanente e agravamento das inundações sazonais em sua área urbana. A pesquisa teve por objetivo caracterizar o comportamento hidrológico e averiguar as possíveis relações entre o regime hidrológico do rio Xingu e afluentes de menor expressão de sub-bacias que drenam a cidade de Altamira (montante da barragem), durante episódios das enchentes.

Teoricamente, as inundações foram analisadas como um sistema aberto, dinâmico, não nuclear. Metodologicamente, para entendimento do Regime Hidrológico. A expansão da área urbana de Altamira alterou, de ecossistemas fluviais com elevada conectividade com o rio Xingu. Após a construção da Usina de Belo Monte atingiram níveis máximos de perturbação. Em função da contaminação do lençol freático: elevação do nível do lençol, subsidência de terreno, afloramento de nascentes e agravamento dos alagamentos – conclui a tese defendida por Rita Denise de Oliveira.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Rita Denise de Oliveira, do Programa de Pós-Graduação em Geografia, defendeu tese de Doutorado na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – SP.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Para desenvolver suas atividades, a Doutoranda teve como Orientador, o Prof.Dr.Paulo César Rocha, da FCT/Unesp – Departamento de Geografia. A tese foi defenida no Anfiteatro VII, dia 21/Agosto.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

set 04

Agrupar importantes realizações foi o ponto de partida dos organizadores: Cristina Maria Perissinotto Baron e Evandro Fiorin.

O lançamento do livro 100 ANOS – Presidente Prudente –Arquitetura e Urbanismo verificou-se na noite de 1º de Setembro de 2017 na Galeria Takeo Sawada, no Centro Cultural Matarazzo e foi prestigiado por grande número de docentes da FCT/Unesp e outras Instituições. Os Organizadores do evento; e por tabela os mais procurados para a a seção de autógrafos, no local de lançamento. O livro em sua 1ª Edição (de excelente aspecto gráfico) contém 193 páginas e é uma produção do Instituto de Arquitetos do Brasil, representado por Cristiana Alexandre Pasquini, Presidente do IAB-Núcleo de Presidente Prudente/SP. Produção do Canal 6/Editora, sediada em Bauru/SP.

Na apresentação desta nova obra, um testemunho da representante do Núcleo: “Um livro que guarda a história de conquistas da nossa cidade, que tenta estabelecer um elo entre os diversos períodos do desenvolvimento; 100 anos de arquitetura e urbanismo em Presidente Prudente, sob a ótica dos arquitetos urbanistas. Parabéns Presidente Prudente! Obrigado IAB pelo aprendizado”. Na contracapa: “Este livro em seus diversos capítulos, compõe um panorama dos 100 anos da cidade de Presidente Prudente, através de estudos sobre sua Paisagem e Patrimônio Histórico: Urbanismo, Espaços Públicos e Coletivos; Arquitetura e Habitação”.

O texto é complementado pelo testemunho dos organizadores do livro: Cristina Maria Perissinotto Baron e Evandro Fiorin (graduados em Arquitetura e Urbanismo), com a seguinte mensagem: “Os Arquitetos, Professores e Pesquisadores reunidos aqui pelo Instituto de Arquitetos d Brasil – Núcleo de Presidente Prudente – buscam, assim, revelar alguns traços marcantes deste município a Oeste de São Paulo, no âmbito da Arquitetura e Urbanismo, no ano de seu Centenário”.

Começando pelo Prefácio – com três páginas – o conteúdo do Livro foi desdobrado em três partes: 1) – Paisagem e patrimônio histórico – considerações sobre a paisagem e ferrovia em Presidente Prudente. Por Elizabeth Mie Arakaki e Rafael Antônio Cunha Perrone. Patrimônio e paisagem urbana de Presidente Prudente – formação do núcleo original, urbanização e suas transformações. Por Arlete Maria Francisco e Evandro Fiorin. Cenário e Atmosfera das Vilas Goulart e Marcondes – a paisagem de Presidente Prudente 2017 – 100 anos. Por Hélio Hirao.

Na parte 2) – Urbanismo, Espaços públicos e Coletivos. O Planejamento e os projetos urbanos em Presidente Prudente. Por Maria Cristina Perissinotto Baron. A produção da arquitetura moderna em Presidente Prudente nas décadas de 1960, 1970 e 1980. Por Cristiana Alexandre Pasquini. O Projeto modernista paulista em Presidente Prudente – um espaço fora do lugar. Por Hélio Hirao.

Na parte 3) – Arquitetura e Habitação – As Vilas Ferroviárias de Presidente Prudente – SP e as moradias dos trabalhadores. Por Erivelton Rossini de Souza e Cristina Maria Perissinotto Baron. Arquitetura Pioneira: a trajetória de Kazuo Maezano. Por Ana Carolina de Almeida e Marcos Vinicius Vincenzi de Agostinho. Duas Arquiteturas residenciais em Presidente Prudente – Por Marcos Faccioli Gabriel. POSFÁCIO – Por Rogério Penna Quintanilha. Projeto gráfico, capa e Diagramação – Por Esdras Veloso Santos.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Na Galeria Takeo Sawada, do Centro Cultural Matarazzo foi feito o lançamento editorial do novo livro: 100 ANOS – Presidente Prudente – Arquitetura e Urbanismo. A obra foi desdobrada em 3 partes e 9 capítulos.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Os Organizadores e autores desta nova obra dedicada ao Centenário de Presidente Prudente – recepcionaram os convidados e demais pessoas interessadas. Coordenação de Cristina M.P.Barion e Evandro Fiorin.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O livro foi concebido como um desafio: agrupar importantes realizações em Arquitetura e Urbanismo, as quais pudessem corroborar para ajudar a contar a história dos 100 anos da maior cidade do Oeste Paulista.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A 1ª parte deste livro foi organizada de modo a compreender a formação da cidade de Presidente Prudente e a relevância do seu patrimônio histórico e de suas paisagens. Prefácio assinado por Cristina M.P.Baron.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O livro traz uma reprodução de gráficos e ilustrações diversas, em cores. Entre as quais, obras arrojadas e projetos que dignificam a Arquitetura e o Urbanismo na cidade “Centenária” de Presidente Prudente.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

set 02

AS CRECHES SOB AVALIAÇÃO

Evento Comentários desativados

Na FCT/Unesp: um curso de formação para professores, profissionais, cuidadores e demais interessados.

Durante os dias 24 a 26 de Agosto, no Auditório/Discente V da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – foi desenvolvido um curso de formação para Professores de Creches. O evento foi organizado pelo Fórum Regional Permanente de Educação da Infância (0 a 12 anos); Grupo de Estudo e Pesquisa sobre a Primeira Infância e Departamento de Educação da FCT/Unesp. O público alvo – além dos Docentes – foi também extensivo aos profissionais, cuidadores de crianças pequenas e outros participantes. Representando a Diretoria da FCT/Unesp, a Profª.Drª.Maria do Carmo Monteiro Kobayashi e o Dr.Belmiro D’Arce.

O objetivo do curso, foi o de proporcionar aos educadores da 1ª infância, uma reflexão sobre o desenvolvimento saudável, seguro e natural dos bebês e crianças pequenas – segundo abordagem de Emmil Pikler. O grupo formado em Presidente Prudente foi constituído por 200 profissionais, que representaram os seguintes municípios: Cândido Mota, Pirapozinho, Alvares Machado, Sandovalina, Bauru, Alfredo Marcondes, Narandiba, Nova Guataporanga, Regente Feijó, Andradina, Araçatuba, Tarumã, Martinópolis, Tupi Paulista, Rio Brilhante, Dourados, Franca, Emiianópolis, Oscar Bressane, Presidente Venceslau, Taciba, Santo Expedito, Santo Anastácio, Presidente Prudente e São Paulo.

Liberdade para os bebês

“Liberdade para os bebês” – foi o primeiro tema em debate durante o encontro que contou com a participação de vários convidados. Entre os quais, Patrícia Couto Gimael, (com formação junguiana e Antroposófica), Psicóloga formada pela UNESP/Bauru e Universidade São Marcos de São Paulo/SP. Foram 20 horas presenciais e 10 horas à distância. A Professora Assistente Doutora, Cinthia Magda Fernandes Ariosi – do Deptº de Educação da FCT/Unesp – lembrou que a Creche (que atende escolas de 0 a 3 anos), é um segmento da escolaridade básica, que não desperta o interesse de muitos pesquisadores acadêmicos.

A Professora Regiane Moreira Sobral – que veio de Andradina/SP – falou sobre os fundamentos de uma verdadeira autonomia e citou como fatores importantes: a Pseudoajuda para desenvolve a autonomia da criança, com o uso de Andador (pedir braço e apoio para sentar). Acrescentou que a “a verdadeira busca da autonomia ocorre quando conhecemos os bebês; e acreditamos que cada um deles tenha seu tempo,suas possibilidades e potencialidades. Sugestão de Professor: Propor desafios e condições possíveis que permitam à criança o conhecimento de si e do mundo, com confiança num processo que ocorre. Do nascimento até a morte” – disse.

Em continuidade às atividades que foram desenvolvidas durante três dias no Bloco/Discente, incluindo debate em várias salas de aulas, a Profª.Drª.Cinthia Magda Fernandes Ariosi ressaltou que “muitas pessoas acham que as crianças na Creche não aprendem nada. Outras pessoas acham que é preciso desenvolver uma série de atividades previamente programadas com as crianças. Mas é preciso reconfigurar o conceito e a natureza de ensinar na Creche”. E para finalizar: acentuou: “Ensinar na creche é diferente de ensinar em outros segmentos de educação básica. A Creche deve desenvolver a autonomia e identidade da criança. Outras experiências, nem sempre serão produtivas nessa faixa etária”- concluiu.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Entre 24 e 26 de Agosto, a FCT/Unesp sediou no Bloco do Discente V, importante evento dedicado à formação de Professores e Profissionais de Creches, bem como cuidadores de crianças pequenas.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O evento foi bastante prestigiado, tendo inclusive a participação da Psicóloga Patrícia Couto Gimael, que realiza projetos de formação continuada para Professores,com base na Pedagogia Waldorf.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Dinâmica de trabalho envolveu centenas de participantes que tomaram parte na programação previamente elaborada com 20 horas presenciais ou 10 horas à distância.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Auditório/Discente V recebeu não só Professores, mas também Profissionais dedicados ao acolhimento de bebês em creches, recebendo orientação sobre práticas e reflexões compartilhadas.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O evento foi marcante – sob todos os aspectos – uma verdadeira busca da autonomia e apoio pelo adulto que passa a se dedicar a um trabalho assistencial mais avançado e eficiente.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

set 02

O Centenário de Presidente Prudente festejado por mais de 4 mil participantes no campo de futebol da FCT/Unesp.

Como já era esperado, o 32º Festival de Pipas “Raul Albieri”, uma promoção do Jornal O Imparcial em parceria com a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp e Prefeitura Municipal alcançou êxito e ampla repercussão. O número de inscritos foi além dos 300 e o público compareceu para prestigiar o evento tradicional, que reuniu um sem número de trabalhos criativos que conquistaram aplausos e premiações. As condições foram amplamente favoráveis e a proximidade do dia 14 de Setembro (comemorativo ao Centenário da cidade), contribuiu para o desenvolvimento dos temas.

A primeira novidade foi representada por um trabalho bastante criativo de Paulo César Pires que se apresentou com um painel envolvido por 100 Pipas, cobrindo uma extensão de 100 m.de distância. Tudo em alusão ao Centenário, o que lhe deu excelente premiação. Daí, surgiu uma Pipa representando um Escorpião e o referencial dos 100 anos da cidade, de autoria de Alexandre Araujo da Silva. A maior Pipa veio a seguir: 143,42 m2 e criação do seu autor: Daniel Jr Gonçalves de Freitas, simbolizando a Catedral de São Sebastião. Foi a maior Pipa do Festival. Foi o 1º classificado.

O Destaque Especial do Festival de Pipas “Raul Albieri” – versão 2017 – foi para Aparecido Rogério da Costa que se apresentou com uma Pipa em formação de Avião, usando as cores que caracterizam o pavilhão do município. Para produzir essa Pipa foram necessários 40 dias e muita dose de paciência e dedicação. A apresentação das Pipas exigiu uma certa espera, mas com o tempo francamente favorável tudo transcorreu na mais perfeita ordem, com quase duas horas de duração. Detalhe importante: o patrono do Festival (de saudosa memória), se estivesse vivo estaria completando exatamente 100 anos de vida.

Na Abertura do Festival, presença do Prefeito Nelson Roberto Bugalho e outras autoridades, bem como dirigentes da organização do evento – incluindo Diretores e Assessores do Jornal O Imparcial e Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente. A Banda Musical Regimental do 18º BPM-I abrilhantou o Festival, executando o Hino Nacional Brasileiro e o Hino do município de Presidente Prudente. Participação da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Grupo de Escoteiros Uma equipe da Comercial 2-FM- animou o Festival, com ampla divulgação do evento. Houve também distribuição de brindes.

Classificação geral

A Comissão Julgadora do 32º Festival de Pipas, deu a conhecer no final da competição os trabalhos de melhor classificação, cujos vencedores foram os seguintes: Categoria mais criativa – 1º – Paulo César Pires (Cordão de 100 Pipas); 2º – Thales Rodrigues (Superhomem); 3º – Maria Clara Serafim (Triângulos). Categoria Temática – 1º – Alexandre Araujo da Silva (Escorpião com brasão 100 anos); 2º – Thales Rodrigues (Brasão de Presidente Prudente); 3º – Rubens Antonio Correia (Bandeira de Presidente Prudente). Categoria maior pipa – 1º – Daniel Junior Gonçalves de Freitas – Catedral -143,32m2) – 2º – Thiago Alves Cardoso – Batman (19,45m2); 3º – Júlio Nunes da Silva -Raia dos 100 anos(3,24m2). Destaque Especial – Aparecido Rogério da Costa (Avião de Presidente Prudente).

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Banda Musical Regimental do 18º BPM-I abrilhantou a abertura do 32º Festival de Pipas “Raul Albieri” com a execução do Hino Nacional Brasileiro e Hino do município de Presidente Prudente.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
No 1º lance da competição comemorativa ao Centenário de Presidente Prudente, um cordão se estende sobre o gramado do campo de futebol contendo 100 Pipas criadas por Paulo Cesar Pires.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
No alto, sob observação de um sem número de apreciadores, a Pipa que simboliza o Escorpião com brasão dos 100 anos, produzida pelo concorrente Alexandre Araujo da Silva, a 1ª na categoria Temática.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
No campo de futebol da FCT/Unesp, centenas de Pipas no ar. E eis que surge a maior de todas – com 143,32 m2 – simbolizando a Catedral de São Sebastião. Autor: Daniel Junior Gonçalves de Freitas.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Para surpresa geral e olhares do Prof.Dr.Marcelo Messias (Diretor da FCT/Unesp) e Dr.Deodato da Silva (Diretor do Jornal O Imparcial), a 1ª Pipa da categoria temática, criada por Alexandre Araujo da Silva.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Brasão oficial do município passou por uma transformação. Iniciativa da Equipe de Grafitagem liderada por Leonardo Ferreira – o Leozinho – e bem ao lado a gigantesca Pipa que simboliza a Catedral de São Sebastião.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A grande surpresa veio do alto, com esta maravilhosa Pipa que encantou a todos os presentes no campo de futebol da Unesp. E mereceu premiação especial entregue pelo Prof.Dr.Marcelo Messias, Diretor da Faculdade.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O ato de premiação dos melhores participantes do Festival de Pipas neste ano contemplou crianças e adolescentes em maior número. João Carlos Albieri representou o pai (patrono), que se estivesse vivo teria 100 anos de idade.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Em nome dos promotores e organizadores do evento, o Diretor da FCT/Unesp, Prof.Dr.Marcelo Messias promoveu a entrega dos prêmios de maior destaque, agradecendo o apoio de todos os participantes e patrocinadores.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

ago 31

CIÊNCIAS CARTOGRÁFICAS: 20 ANOS

Evento Comentários desativados

Comemoração foi desenvolvida nos últimos dias do mês de Julho de 2017 e reuniu alunos, ex-alunos, docentes e convidados.

Para comemorar as duas primeiras décadas do curso de Pós-Graduação em Ciências Cartográficas, a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – promoveu um Encontro de Egressos (EEPGCC) nos dias 27 e 28 de Julho de 2017. No mesmo período foram comemorados os 40 anos do curso de Graduação na área de Engenharia Cartográfica. O curso é único no Estado de São Paulo.

Por iniciativa da Comissão Organizadora, a apresentação do “Perfil do Egresso da PGCC” tomou por referência as respostas de 49 entrevistados que responderam o Questionário; e outros 19 pela Enquete. As principais atividades desenvolvidas para marcar a realização do evento foram centralizadas no Auditório/Discente V da FCT/Unesp.

O Encontro contou com 71 participantes, reconectou os egressos ao PGCC, restabeleceu e reforçou laços de interesse profissional entre eles. Um dos fatores inspiradores para os egressos mais recentes, foi o contato com os primeiros que mostraram suas realizações acadêmicas, científicas /ou tecnológicas. Em princípio, os próximos encontros serão quadrienais.

Perfil do Egresso

A Pós-Graduação em Ciências Cartográficas (PGCC) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Campus de Presidente Prudente – foi criada em 1997 e neste ano de 2017 completou 20 anos. Trata-se de um Programa que oferece níveis de Mestrado e Doutorado, sendo recomendado pela CAPES com conceito Cinco (5). Até junho de 2017 foram realizadas 211 defesas, sendo: 162 de Mestrado e 49 de Doutorado. Assim, foram totalizados 173 egressos, dos quais 38 obtiveram ambos os títulos.

Quando questionada sobre a trajetória após o mestrado e/ou doutorado, a maioria respondeu que se dedica à docência. Dentre os entrevistados, 55% são mestres e 45% doutores; prevalece o gênero masculino com 57%; Presidente Prudente (SP) é o município da grande maioria dos entrevistados, cujo período da defesa do maior título ocorreu entre 2011 e 2015. A maior parte dos entrevistados trabalha no setor público, com rendimento bruto mensal variando de R$10 mil a R$15 mil.

Campos de atuação

Os principais campos de atuação são: a Geodésia, Computação e Sensoriamento Remoto. As palavras definem: área de trabalho, Ensino, Pesquisa e Extensão. Os temas mais importantes da pesquisa são a Geodésia e o Sensoriamento Remoto. O financiamento da pesquisa tem sido feito majoritariamente pela CNPq, CAPES e FAPESP.

Sobre a visão de futuro, os entrevistados responderam: Otimista e Promissora, envolvendo novas aplicações e integração tendo preocupação com acurácia e precisão. Empregando automação e tecnologia e adotando uma abordagem multidisciplinar voltada ao social, aliando desenvolvimento com inovação. As áreas sugeridas como promissoras para pesquisadores são: a Geodésia, a Fotogrametria e o Sensoriamento Remoto. Mais informaçoes: www.fct.unesp.br/eepgcc

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
No Auditório/Discente V da FCT/Unesp, os 20 anos do curso de Pós-Graduação (PGCC) ref.Ciências Cartográficas foram comemorados nos dias 27 e 28 de Julho de 2017.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Para participar do evento comemorativo (juntamente com os 40 anos do curso de Engenharia Cartográfica),graduados, graduandos, egressos, docentes e convidados especiais.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A programação comemorativa dos 20 anos do curso de Pós-Graduação em Ciências Cartográficas se desenvolveu com um total de 71 participantes, inscritos previamente:Mestrado e Doutorado.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Para marcar com “chave de ouro” a comemoração festiva, alunos e ex-alunos, bem como docentes subiram ao palco e receberam expressivas homenagens, tendo a frente, o Prof.Dr.João Fernando.

Clique para ampliar!
Reunidos diante do palco, uma foto p/a história, envolvendo os que vieram recentemente e os mais antigos – docentes e egressos – dos cursos de Engenharia Cartográfica e Ciências Cartográficas.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

ago 31

No mês de Agosto de 2017 as primeiras dissertações de Mestrado e teses de Doutorado.

Na Agenda de trabalhos desenvolvidos pela Seção de Pós-Graduação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – foram agendadas no decorrer dos últimos dias, dissertações de Mestrado e teses de Doutorado em Ciências da Motricidade. No dia 16 de Agosto (no Anfiteatro VI), a Mestranda Catarina Covolo Scarabottolo fez sua defesa pública; e no dia seguinte (17 de Agosto), foi a vez da Doutoranda Thais Reis Silva de Paulo. Outra dissertação de Mestrado/Motricidade verificou-se no dia 25 de Agosto, por Bruna Thamires Ciccotti Saraiva, no Anfiteatro III da FCT/Unesp.

Orientadores: Prof.Dr.Diego Giulliano Destro Christófaro e Prof.Dr. Ismael Forte Freitas Junior, ambos do Departº de Educação Física da FCT/Unesp. As Comissões Examinadoras, tiveram ainda a participação dos docentes: Priscila M.Nakamura e Edilson S.Cyrino, do Deptº de Educação Física do Instituto de Geociências e Ciências Exatas e Deptº de Fundamentos da Univesidade Estadual de Londrina/UEL E Prof.Dr.Diego Giulliano Destro Christófaro, do Deptº de Educação Fisica da FCT/Unesp.

Como parte integrante da Comissão Examinadora ref.Doutorado/Ciências da Motricidade – além do Orientador Dr.Ismael – os seguintes docentes: Ruffo de Freitas Júnior, do Deptº de Ginecologia e Obstetrícia-FM- da Universidade Federal de Goiás; Luís Alberto Gobbo e Rômulo Araujo Fernandes, ambos do Deptº de Educação Física da FCT/Unesp e Marjorie Leiva Camparoto, da Biologia Genética da Faculdade de Medicina de Pres.Prudente da UNOESTE.

Os temas desenvolvidos foram: “Relação da prática de atividade física em seus diferentes domínios, com a qualidade de vida relacionada à saúde e aspectos hemodinâmicos em idosos” ref. Mestrado e “Efetividade do treinamento físico para a composição corporal, variáveis metabólicas e qualidade de vida de mulheres após menopáusicas em tratamento para câncer de mama com inibidores da aromatase” (Doutorado). No dia 25 de Agosto, dissertação de Mestrado sob o tema: “Efeito do treinamento de Muay Thai sobre a composição corporal e parâmetros cardiovasculares em adolescentes com sobrepeso/obesidade”.

Câncer de mama – tratamentos

Thaís Reis Silva de Paula acentua em sua tese que “o câncer de mama é uma doença multifatorial, com vários tipos de tratamentos. Dentre os quais, a Quimioterapia, Radioterapia e a Hormonioterapia. Os inibidores de aromatase fazem parte do tratamento endócrino e são considerados medicamentos efetivos para o câncer de mama, que promovem menos chances de recidiva e metástase. Porém, seus efeitos colaterais são vários, dentre eles mudanças na composição corporal (diminuição da densidade mineral óssea e aumento do percentual de gordura), disfunção metabólica e piora da qualidade de vida”.

A Doutoranda acrescenta: Sendo assim, o treinamento combinado (resistido + aeróbico) pode ser uma estratégia interessante para minimizar os efeitos colaterais do tratamento para o câncer de mama e promover melhoras nessas variáveis. Objetivo: Analisar o efeito crônico do treinamento combinado sobre a composição corporal, variáveis metabólicas e qualidade de vida de mulheres pós-menopáusicas, que fazem tratamento para o câncer de mama com inibidores de aromatase.

Thais revela em sua defesa de tese que a intervenção durou nove meses; e as avaliações foram feitas nos momentos inicial, três, seis e nove meses, após iniciada a intervenção. As análises estatísticas foram realizadas de Anova Two-Way – medidas repetidas – utilizando softway estatístico SPSS-versão 24.0, com significância em 5%. Resultados: de acordo com as análises, o treinamento combinado foi efetivo para promover alterações na composição corporal (diminuição da massa total; da gordura corporal total, % gordura total e de tronco), variáveis metabólicas (diminuição de LDL), além de promover benefícios na qualidade de vida. Comparado com o grupo de controle, não foram observadas diferenças nas variáveis relacionadas à densidade mineral óssea com o treinamento.

Treinamento combinado

A conclusão da Doutoranda é que o treinamento combinado deve ser recomendado como forma de tratamento não-farmacológico, para mulheres pós-menopáusicas com câncer de mama. Além disso, esse tipo de programa pode ser considerado uma estratégia importante para melhorar a saúde. Qualidade de vida e sobrevida; como também, minimizar os efeitos colaterais do tratamento para o câncer de mama. E por fim, diminuir os impactos causados pela menopausa e pelo processo de envelhecimento.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A candidata Thaís Reis Silva de Paulo, do Programa de Pós-Graduação Ciências da Motricidade defendeu tese de Doutorado no dia 17 de Agosto no Anfiteatro VII da FCT/Unesp.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Doutoranda teve como seu Orientador, o Prof.Dr.Ismael Forte Freitas Junior, do Deptº de Educação Física da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp/Presidente Prudente-SP.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP