jul 25

No decorrer desta semana, mais propriamente no dia 23 de Julho foi desenvolvida no Anfiteatro II da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp –Câmpus de Presidente Prudente – mais uma dissertação de Mestrado/Geografia, defendida publicamente pela candidata Ana Emília Borba Ferreira da Silva. Como Orientador atuou o Prof.Dr.Eduardo Paulon Girardi, do Departamento de Geografia da FCT/UNESP.

A Comissão Examinadora – além do Orientador já citado – foi constituída das seguintes docentes: Profª.Drª. Noêmia Ramos Vieira, do Departamento de Ciências Políticas e Econômicas da Faculdade de Filosofia e Ciências, de Marília-SP e Profª.Drª Sonia Maria Ribeiro de Souza, da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Unesp – Presidente Prudente.

O tema defendido por Ana Emília foi: “Análise da influência das diretrizes do Banco Mundial para a Agricultura nas políticas públicas para o campo, no Estado de Pernambuco!”. O foco desse trabalho teve como finalidade principal o Programa de Combate a Pobreza Rural – PCPR – e suas ações desenvolvidas no período de 1997 a 2006.

Em sua exposição de motivos, a Mestranda acentuou que nessa fase, foram celebrados dois contratos entre o Governo do Estado de Pernambuco e o Banco Mundial/BIRD. Na defesa pública de dissertação de Mestrado, observa que o PCPR teve impactos – além de suas ações diretas – tornando-se estruturador de políticas para o campo.

A territorialização do Programa e suas ações fragmentadas e focalizadas – acentua Ana Emília Borba Ferreira da Silva – tornaram-se a referência principal para o governo local. “Muitos elementos percebidos ao longo do trabalho, nos levam a uma reflexão sobre as relações de dependência e os vínculos com processos neocoloniais que está arraigado na estrutura social e política do Brasil” – concluiu a Mestranda.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Perante a Comissão Examinadora, a candidata Ana Emília Borba Ferreira da Silva, do Programa de Pós-Graduação em Geografia da FCT/UNESP fez sua defesa de dissertação de Mestrado.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Os trabalhos aqui desenvolvidos foram presididos pelo Prof.Dr.Eduardo Paulon Girardi , do Departamento de Geografia da FCT/UNESP, atuando como Orientador da Mestranda.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jul 24

Na última semana, realizou-se no Câmpus da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp em Presidente Prudente, a primeira de uma série de cinco audiências públicas para apresentação de propostas e sugestões que possam contribuir para a elaboração do Plano Estadual de resíduos sólidos. O encontro realizou-se no Auditório do Discente V a partir das 17hs do dia 17 de Julho e contou com a participação do Prof.Dr.Antonio Cézar Leal, do Departamento de Geografia da FCT/UNESP, juntamente com representantes das Secretarias Estadual e Municipal do Meio Ambiente, professores, assessores municipais, técnicos e membros da comunidade.

O documento elaborado para figurar nas discussões seguintes em Sorocaba (dia 24 de Julho), Bauru (28/Julho), Ribeirão Preto (31/Julho) e São Paulo (05/Agosto), visa fortalecer o Plano de Ação dos resíduos sólidos em todo o Estado. Além de abordar outros aspectos, como as questões que envolvem diretamente a coleta seletiva e o tratamento adequado a todos os tipos de resíduos, cujo conteúdo pode ser conferido no Site da Secretaria do Meio Ambiente.

O Plano que trata especificamente do assunto se baseia na Lei Nº 12.305/2010 que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos , tendo sido desenvolvido pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente/SMA, com a indispensável colaboração da UNESP. “Foi algo pensado e discutido intensamente, até chegar nesta fase de apresentação – disse o Prof.Cézar Leal.

O evento realizado com primazia em Presidente Prudente contou com a presença do Diretor do Centro de Projetos da Coordenadoria de Planejamento Ambiental de São Paulo, André Luiz Fernandes Simas e a Coordenadora de Planejamento, Zuleica Maria Lisboa Perez e o Secretário Municipal de Meio Ambiente de Presidente Prudente, Wilson Portella Rodrigues, juntamente com dirigentes e técnicos da CETESB.

Dentre os assuntos de maior importância no atual contexto, destacam-se o Aterro Sanitário, a coleta e remoção do Lixo Urbano, Lixo Hospitalar e coleta seletiva do Lixo destinado à reciclagem. Além disso, o descarte de entulhos da construção civil também representa mais um entrave na vida da população urbana de Presidente Prudente.

Destinação do Lixo

O espaço utilizado pelo antigo “Lixão” do Distrito Industrial foi desativado há algum tempo. Mas ficou acertado que o Aterro Sanitário definitivo viria posteriormente com recursos da ordem de 8 milhões, consignados através do Ministério Público Federal e Ministério Público Estadual. Entretanto, a maior dificuldade seria a escolha do local adequado ao recebimento do Lixo Urbano, que por coincidência teria sido rejeitado pelo IV COMAR – Comando Aéreo do Ministério da Aeronáutica – pelo fato de estar localizado a menos de 20 km do Aeroporto Estadual de Presidente Prudente.

Quanto aos resíduos sólidos, é importante saber que são variados e perigosos à saúde humana e ao meio ambiente. Em sua maior parte, apresentam características de inflamabilidade, corrosividade, reatividade e toxidade. De um modo geral são representados por entulhos da construção civil, saúde, agricultura e saneamento. Para uma destinação correta de cinzas, óleos, papeis, fibras, metais, vidros e resíduos alcalinos, é necessário que se verifique em que classe se enquadram. Isto é assunto para o Plano Estadual de Resíduos Sólidos, em elaboração a nível de São Paulo.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A mesa que presidiu os trabalhos e seus integrantes que participaram da Audiência Pública sobre resíduos sólidos, em Presidente Prudente, no dia 17/Julho no Auditório V da FCT/UNESP.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Prof.Dr.Antonio Cezar Leal, do Deptº de Geografia da FCT/UNESP teve importante participação nesse encontro regional, o 1º de uma série para elaboração do Plano Estadual de Resíduos Sólidos.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Diretor do Centro de Projetos da Coordenadoria de Planejamento Ambiental de S.Paulo, André Luiz Fernandes Simas e a Coordenadora, Zuleica Maria Lisboa Perez deram um relato completo da situação.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Audiência Pública de Presidente Prudente foi a primeira de uma série de cinco audiências que terão continuidade para a elaboração do Plano Estadual, em Sorocaba, Bauru, Ribeirão Preto e São Paulo.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Secretário Municipal do Meio Ambiente, Wilson Portella Rodrigues e a Coordenadora de Planejamento Ambiental, Zuleica Maria Lisboa Perez foram abordados pela imprensa local para falar sobre o Plano Estadual.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jul 16

Agosto sempre se caracterizou pelo Mês do Folclore, dos ventos moderados a fortes, do Dia do Soldado, da renúncia de Jânio Quadros na Presidência da República e do suicídio do ex-Presidente Getúlio Vargas. Mas para mudar o tom da conversa, surgiu o Festival de Pipas “Raul Albieri”, que vem sendo desenvolvido no decorrer dos últimos 29 anos pelo Jornal O Imparcial, em parceria com a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente.

O evento tradicional que mobiliza a cidade e a região inteira realizou-se nos últimos anos no Centro Olímpico do Parque do Povo, até o início das obras de reforma e ampliação em 2012, quando foi transferido para o campo de futebol da FCT/UNESP. Como não poderia deixar de ser, o Festival será desenvolvido mais uma vez no mesmo campo de futebol; e a data escolhida para sua realização é 17 de Agosto, a partir das 10hrs da manhã.

Para acertar os detalhes preliminares dos preparativos para o 29º Festival de Pipas, foi promovida na manhã do último dia 10 de Julho importante reunião na Gabinete da Diretoria da FCT/UNESP, estando presentes o Prof.Dr.Marcelo Messias (que presidiu o encontro) e seus principais assessores, juntamente com a representação do Jornal O Imparcial, constituído pelo seu Diretor Administrativo, Deodato da Silva e assessoria especial.

O Poder Público Municipal – também integrado nessa realização – foi representado na reunião pela Secretária de Esporte/SEMEPP, Maria Cristina Borges Madeiral Netto (Tuti) e Leonardo Ferreira, Assistente Técnico da Secretaria Municipal de Cultura, respectivamente. Depois de uma avaliação geral dos resultados obtidos em todos os Festivais, ficou deliberado que a premiação terá Troféus e valiosos brindes oferecidos pelos patrocinadores para premiar as melhores produções de Pipas, na sua exibição.

Como vem ocorrendo todos os anos, as Pipas inscritas são centenas e a maioria delas têm sempre uma criatividade e uma beleza extraordinárias. O que certamente vai se repetir no próximo dia 17 de Agosto durante a realização do 29º Festival de Pipas “Raul Albieri”.

Próxima reunião: dia 11 de Agosto

A última reunião preparatória – congregando não só dirigentes e assessores da Unesp e do Jornal Imparcial – mas também patrocinadores e voluntários que estão envolvidos na realização de mais esse evento significativo, está prevista para o dia 11 de Agosto (2ª feira). O tema a ser desenvolvido durante o Festival de Pipas se relaciona aos “Patrimônios históricos brasileiros” em todas as áreas.

As inscrições podem ser feitas até 1 hora antes do início do Festival – Domingo, dia 17 de Agosto – no próprio local de sua realização. Isto é, no campo de futebol da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp. Para participar, não existe limite de idades.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O último Festival de Pipas realizado no Centro Olímpico teve excelentes trabalhos produzidos especialmente para a competição no Festival em homenagem ao pioneiro, Raul Albieri.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Festival de Pipas promovido pelo Jornal O Imparcial, conta com a parceria da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNESP – Câmpus de Presidente Prudente.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Aspecto do evento realizado em 2013 no campo de futebol da FCT/UNESP promovido pelo Jornal O Imparcial, envolvendo centenas de participantes. O espetáculo realizou-se no dia 11 de Agosto. Neste ano será no dia 17.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Aspecto da última reunião preparatória, realizada no Gabinete do Diretor da FCT/UNESP, Prof.Dr.Marcelo Messias, com sua assessoria, juntamente com o Diretor Administrativo do Jornal O Imparcial, Deodato da Silva.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Destaque da mesa principal, com os trabalhos presididos pelo Prof.Dr.Marcelo Messias. Ao lado, assessores da FCT/UNESP e Jornal O Imparcial. Alberto Deodato Bagli da Silva coordena a organização do evento.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A reunião – embora preliminar – definiu todo o esquema do Festival de Pipas a ser executado no dia 17 de Agosto no campo de futebol da FCT/UNESP. Houve boa participação e o esquema de organização será confirmado dia 11/Agosto.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jul 14

No dia 10 de Julho na Sala de Reuniões do Grupo de Pesquisas foi desenvolvida mais uma dissertação de Mestrado/Programa de pós-graduação em Geografia, defendida pela candidata Gilvania Ferreira da Silva. O Orientador foi o Prof.Dr.Eduardo Paulon Girardi, do Departamento de Geografia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente.

Da Comissão Examinadora, fizeram parte (além do Orientador já citado), os docentes: do Departamento de Geografia da FCT/UNESP, Prof.Dr.Ricardo Pires de Paula e Pofª.Drª.Maria Orlanda Pinassi, do Departamento de Sociologia da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara.

O tema defendido pela Mestranda versou sobre “O caráter político-pedagógico da luta pela terra: A Experiência do Acampamento Cipó Cortado – Senador La Roque – Maranhão/MA”. Em particular, sobre a ocupação da terra como prática educativa e, sobretudo, a dimensão pedagógica nas ações concretas dos camponeses sem terra.

Neste contexto – segundo Gilvânia Ferreira da Silva – destacam-se as aprendizagens dos camponeses em luta de resistência nos conflitos e nas suas experiências de organização política e ofensiva emancipatória. E a Mestranda ressalta: “Os sujeitos desta pesquisa são os camponeses sem terra do acampamento Cipó Cortado, no município maranhense de Senador La Rocque”.

O estudo está estruturado em 3 dimensões para que possa contemplar o conhecimento do objeto e a relação com os sujeitos:

  1. Luta pela terra;
  2. Caráter político-pedagógico;
  3. Acampamento Cipó Cortado, expressão de luta emancipatória.

A metodologia adotada foi observação participante e entrevistas semiestruturadas com sujeitos do acampamento em estudo.

“O resultado da pesquisa aponta que a luta pela terra significa o momento de rompimento de uma trajetória de subordinação ao latifúndio e de uma vida de subserviência e exploração do trabalho, rompendo com a cerca de arame farpado que separa o camponês da sua terra de recriação da vida. O que lhe possibilita o reaprender a construir a vida no campo e se constituir enquanto sujeito em um processo de aprendizagem na experiência histórica da luta camponesa e do MST, participando coletivamente da libertação da terra, do trabalho e da subjetividade camponesa” -conclui.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Comissão Examinadora está reunida para avaliar o trabalho desenvolvido pela candidata Gilvania Ferreira da Silva em sua defesa de dissertação de Mestrado/Geografia, numa das Salas do Deptº de Pesquisas da FCT/UNESP.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Integram a Comissão Examinadora: Dr.Eduardo Paulon Girardi (Orientador) e Prof.Dr.Ricardo Pires de Paula, ambos docentes do Deptº de Geografia da FCT/UNESP e Profª.Drª.Maria Orlanda Pinassi, do Deptº de Sociologia da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jul 08

O mês de Julho na Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNESP – Câmpus de Presidente Prudente – com três dissertações de Mestrado: Geografia, Educação e Matemática Aplicada e Computacional nos dias: 04, 07 e 10. A primeira defesa pública foi desenvolvida pelo candidato Aelton Brito da Silva, tendo como Orientador o Prof.Dr.Clifford Andrew Welch, do Departamento de História da Universidade Federal de São Paulo/UFSP, que impossibilidade de comparecer foi representado pelo Prof.Dr.Bernardo Mançano Fernandes, do Departamento de Geografia da FCT/UNESP.

Fizeram parte da Comissão Examinadora – além do Orientador representado – os seguintes docentes: Prof.Dr.Manoel Calaça, do Instituto de Estudos Ambientais da Universidade Federal de Goiás/UFGO e Prof.Dr.Eduardo Paulon Girardi, do Departamento de Geografia da FCT/UNESP. Tema defendido: “Resistência e reafirmação camponesa: transformações e permanências na Agricultura do município de Faina/Goiás.

O Mestrando destaca em sua defesa as transformações recentes da agricultura, a partir dos anos 70, quando houve um impulso no processo de modernização agrícola no interior do Estado de Goiás. E acentua: “O processo estimulou transformações que mudaram drasticamente as formas de produzir e as relações de produção, alterando assim o modo de vida dos camponeses e a composição de seus territórios’’.

Aelton Brito da Silva cita a seguir que foi feita uma análise comparativa entre o campo produtivo das famílias camponesas da atualidade e a geração anterior – a dos pais delas – a fim de compreender as transformações e permanências do território em conseqüência do processo de ‘’modernização’’ agrícola.

Para tanto – ressalta – além da pesquisa bibliográfica e documental foi utilizada pesquisa descritiva e exploratória de caráter qualitativa, com aplicação de questionários e a gravação de uma seleção de entrevistas semiestruturadas, abrangendo sete famílias camponesas organizadas no Movimento dos Pequenos Agricultores – MPA – no município de Faina/GO.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A defesa pública de dissertação de Mestrado/Geografia foi feita perante a Comissão Examinadora constituída pelos docentes: Bernardo Mançano Fernandes (Presidente), Eduardo Paulon Giradi (ambos da FCT/UNESP) e Manoel Calaça, da UFGO.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Aelton Brito da Silva ressaltou em sua dissertação de Mestrado que o processo de modernização agrícola em Goiás estimulou as transformações, mudando as formas de produzir e as relações de produção. A defesa foi acompanhada com interesse.

“O PAPEL DOS PROJETOS SOCIAIS NA VIDA DO ADOLESCENTE”- DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Nos primeiros dias de Julho, o Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNESP – Câmpus de Presidente Prudente – promoveu no Anfiteatro VI mais uma dissertação de Mestrado, defendida publicamente pela candidata Elaine Gomes Ferro. A Orientadora foi a Profª. Drª.Renata Maria Coimbra Libório, do Departamento de Educação da FCT/UNESP.

O tema desenvolvido versou sobre “O papel dos projetos sociais na vida de Adolescentes em contextos potenciais de risco e processos de resiliência”. A Banca Examinadora contou com a presença e participação da Orientadora (já citada) e outros dois docentes: Prof.Dr.Bernardo Monteiro de Castro, da Universidade Federal de Minas Gerais/UFMG e Profª.Drª.Maria de Fátima Salum Moreira, do Departamento de Educação da FCT/UNESP.

A Mestranda Elaine Gomes Pedro deu ênfase especial em sua defesa, ressaltando na dissertação o estudo vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação da FCT/UNESP, “mais especificamente à linha de Pesquisa, Processos Formativos, Diferença e Valores. A pesquisa elaborada pela Secretaria Municipal de Assistência Social de Presidente Prudente, teve por objetivo principal analisar o papel dos projetos sociais na vida de adolescentes, expostos a contextos potenciais de risco. Trata-se de um estudo de casos múltiplos, com a utilização da abordagem qualitativa, por meio de entrevistas estruturadas por métodos visuais com cinco adolescentes e seus familiares, particularmente através de máquinas fotográficas”.

Avaliando os resultados obtidos, declara Elaine: “em nossas análises verificamos que os adolescentes estão expostos a diferentes indicadores – risco e proteção – atuando em diferentes contextos sociais. Os dados também nos revelaram que diferentemente da escola regular que freqüentam, o Projeto Social tem um papel importante na vida dos adolescentes; que por sua vez o avaliam de forma positiva e satisfatória.

Apesar das contribuições do Projeto na vida dos adolescentes, eles destacaram a necessidade de investimentos públicos que visem a melhoria do atendimento, tendo em vista que alguns aspectos relacionados à sua estrutura física e de funcionamento se mostraram precários ou insatisfatórios”.

Na conclusão diz Elaine Gomes Ferro: Constatamos que o Projeto colabora prioritariamente com o encaminhamento das tensões: Identidade, Aderência Cultural e Relacionamentos, segundo o referencial teórico adotado. Por fim, vale destacar ainda que os dados obtidos poderão ser utilizados em debates que objetivem a melhoria dos atendimentos prestados pelos projetos sociais, bem como em outros ambientes socioeducativos.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A candidata ao Mestrado, Elaine Gomes Ferro (do Programa de Pós-Graduação em Educação da FCT/UNESP), faz sua defesa pública de dissertação de Mestrado no Anfiteatro VI, dia 04 de Julho.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Tema desenvolvido para a dissertação de Mestrado/Educação por Elaine Gomes Ferro:“O papel dos Projetos Sociais na ida de Adolescentes em contextos potenciais de risco e processos de resiliência”.

DISSERTAÇÃO DE MESTRADO/MATEMÁTICA APLICADA E COMPUTACIONAL – POR HEMILY MUNHOZ GENTILE

Na 2ª semana de Julho – mais propriamente na 2ª feira, dia 7 – a candidata Hemily Munhoz Gentile, do Programa de Pós-Graduação em Matemática Aplicada e Computacional da FCT/UNESP defendeu publicamente sua dissertação de Mestrado, no Anfiteatro VI. Como Orientador, o Prof.Dr.Cássio Machiaveli Oishi, do Departamento de Matemática e Computação.

Como membros da Comissão Examinadora – além do Orientador – os docentes: Profª.Drª.Gilcilene Sanchez de Paulo, do Departamento de Matemática e Computação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNESP – Câmpus de Presidente Prudente – e Prof.Dr.Fernando Luiz Pio dos Santos, do Departamento de Bioestatística do Instituto de Biociências de Botucatu-SP. Tema: “Desenvolvimento de uma metodologia numérica para escoamentos viscoelásticos não-isotérmicos’’.

Em sua defesa pública, salientou a Mestranda: “A Metodologia numérica empregada para resolver o modelo não-isotérmico é baseada no método MAC para escoamentos viscoelásticos via método de projeção. Nesta metodologia as equações de Navier-Stokes e as equações constitutivas dos modelos Oldroyd-B e PTT são discretizadas pelo método de diferenças finitas em uma malha deslocada”.

No resumo inicial da dissertação de Mestrado, uma metodologia para a simulação dos escoamentos incompreensíveis viscoelásticos não-isotérmicos, onde a viscosidade e o tempo de relaxação do fluído são dependentes da temperatura. A metodologia foi verificada na simulação do escoamento não isotérmico bidimensional entre placas paralelas Poiseuille Flow.

Na conclusão, afirma Hemily Munhoz Gentile: “Finalmente, uma aplicação do código é feita em uma contração 4:1, onde são analisados os efeitos da variação de parâmetros, na dinâmica dos vórtices”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
No Anfiteatro VI da FCT/UNESP, a candidata Hemily Munhoz Gentile, do Programa de Pós-Graduação em Matemática Aplicada e Computacional fez sua defesa pública de dissertação de Mestrado.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Perante a Comissão Examinadora é feita ampla exposição, tendo como Orientador o Prof.Dr.Cássio Machiaveli Oishi, do Departamento de Matemática e Computação da FCT/UNESP.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jul 04

O Programa de pós-graduação em Matemática Aplicada e Computacional teve mais uma dissertação de Mestrado desenvolvida no dia 16 de Junho pela candidata Ana Paula Jorge do Espírito Santo. A sessão de defesa pública ocorreu no Anfiteatro VII, no período da manhã (9hs), atuando como Orientador o Prof.Dr.Josmar Mazucheli, do Centro de Ciências Exatas do Departamento de Matemática da Universidade Estadual de Maringá/UNIMAR.

O tema desenvolvido versou sobre “Extensões da distribuição de Lindley para análise de dados de sobrevivência”. E além do Orientador (já citado) também participaram como membros da Comissão Examinadora, os docentes: Sérgio Minoru Oikawa, do Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – e Francisco Louzada Neto, do ICMC da Universidade de São Paulo/USP.

Análise de Sobrevivência

A Mestranda Ana Paula Jorge do Espírito Santo, resumiu sua defesa pública de dissertação de Mestrado como uma das áreas da Estatística que mais tem se desenvolvido nos últimos anos, com muitas distribuições e probabilidades. Nesse trabalho – explicou – são propostas e estudadas extensões da distribuição Lindley, obtidas pelo processo de composição, considerando uma estrutura latente de ativação.

Vale ressaltar – diz Ana Paula em sua dissertação – que num contexto de riscos competitivos ou de riscos complementares (quando assume-se que o número de causas de talhas M segue uma distribuição Geométrica), o processo de composição é um caso particular da metodologia proposta por Marshall e Olkin em 1977.

E concluindo: “As novas distribuições propostas nesse trabalho são: a distribuição Lindley-Geométrica, a distribuição Lindley-Poisson Truncada no zero e a distribuição Lindley-Poisson Size-Biased. Também são apresentadas algumas propriedades dessas distribuições” – conclui a candidata ao título de Mestre – do Programa de Matemática Aplicada e Computacional da FCT/UNESP.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Perante a Comissão Examinadora, tendo o Prof.Dr.Josmar Mazuchelli como Orientador, a candidata Ana Paula Jorge do Espírito Santo faz sua defesa pública de dissertação de Mestrado/Progr.de Matemática Aplicada e Computacional.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Mestranda abordou o tema “Extensões da distribuição de Lindley para análise de dados de sobrevivência”. E foi prestigiada não só pela Banca Examinadora aqui reunida, mas também por amigos, colegas e convidados da FCT/UNESP.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jul 02

No dia 06 de Junho p.p. a candidata do Programa de Pós-Graduação em Matemática Aplicada e Computacional da FCT/UNESP, Patrícia Demétria Branco da Silva desenvolveu sua defesa pública de dissertação de Mestrado, a partir das 14hs no Anfiteatro VI. O Orientador, foi o Prof.Dr.Marcelo Messias, docente do Departamento de Matemática e atual Diretor da Faculdade – Câmpus de Presidente Prudente.

Também atuaram como membros da Comissão Examinadora, a Profª.Drª.Cristiane Néspoli, do Departamento de Matemática e Computação da FCT/UNESP e o Prof.Dr.Márcio Ricardo Alves Gouveia, do Departamento de Matemática da Faculdade de Engenharia da UNESP – Câmpus de Ilha Solteira. Tema desenvolvido: “Comportamento caótico em modelos matemáticos de câncer”.

Modelo biológico

A Mestranda iniciou sua defesa pública de dissertação de Mestrado, explicando: nesse trabalho estudamos um sistema de equações diferenciais ordinárias de um modelo biológico de câncer que apresenta caos. Para o estudo, faz-se necessário o conhecimento a respeito de bifurcações; em especial, a bifurcação de Hopf e a de período duplo (“FLIP”), também de uma noção básica de dinâmica simbólica. O modelo é analisado de duas formas – acentuou.

No decorrer da primeira análise são fixados os parâmetros envolvidos, deixando variar somente um deles: a taxa de crescimento das células saudáveis. Para determinado valor crítico deste parâmetro, em ponto de equilíbrio de coexistência entre as três populações celulares em estudos (células saudáveis, células do sistema imune e células tumorais). Ocorre o surgimento de um ciclo limite, originado de uma bifurcação de Hopf. Em seguida – explica a Mestranda Patrícia Demétria Branco da Silva – que há uma bifurcação de duplicação de período de tal ciclo limite, conduzindo as soluções ao comportamento caótico.

Numa segunda abordagem, são variados dois parâmetros; a taxa de inativação das células efetoras pelas células tumorais pelas células efetoras. Encontra-se um regime paramétrico, no qual as soluções que possuem comportamento caótico têm suas trajetórias tendendo a um comportamento ordenado, o que é verificado através do cálculo de entropia topológica, expoentes de Lyapunov e previsibilidade.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Tendo o Prof.Dr.Marcelo Messias como seu Orientador, a candidata Patrícia Demétria Branco da Silva em sua defesa pública de dissertação de Mestrado/Matemática, na FCT/UNESP.

Clique para ampliar!
Na conclusão dos trabalhos, uma foto histórica (como lembrança), apresentando a candidata juntamente com o Orientador e integrantes da Comissão Examinadora: Profs. Drs. Marcelo Messias, Cristiane Néspoli e Márcio Ricardo Alves Gouveia.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jun 29

Durante o mês de Junho de 2014 ocorreram na FCT/UNESP apenas quatro defesas públicas de Dissertação de Mestrado , com predomínio na área relacionada ao Programa de pós-graduação em Educação. A candidata Keith Daiani da Silva Braga desenvolveu trabalhos de pesquisas em doze Escolas Públicas Estaduais do Ensino Fundamental II e Médio, situadas na área territorial de Presidente Prudente que denominou: “Homofobia na Escola: Análise do Livro de Ocorrência Escolar”. Foi sua Orientadora nessa defesa pública, a Profª.Drª.Arilda Inês Miranda, docente do Departamento de Educação da FCT/UNESP.

A dissertação levada a efeito na tarde de 05 de Junho, no Anfiteatro VII da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Campus de Presidente Prudente – contou também com a participação como componentes da Comissão Examinadora, o Prof.Dr.Márcio Rodrigo Vale Caetano, da Universidade Federal do Rio Grande/UFRS e Profª.Drª.Tânia Suely Marcelino Brabo, do Departamento de Administração e Supervisão Escolar da Faculdade de Filosofia e Ciências de Marília (por Vídeo Conferência).

O presente estudo foi financiado pela FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo – buscando atender objetivos específicos a partir da análise dos Livros de Ocorrência Escolar. Sua finalidade precípua foi a de analisar o conteúdo e a freqüência relacionados à homofobia; e ao mesmo tempo, identificar possíveis posicionamentos dos educadores que registraram o ocorrido, bem como a atitude adotada pelo corpo da escola diante dessa problemática.

Trinta e uma ocorrências

No resumo de sua defesa pública de dissertação de Mestrado/Educação, Keith Daiani da Silva Braga, ressalta: “Identificamos um conjunto de 31 ocorrências sobre o tema (Homofobia), relatado sobretudo por educadores (as). As narrativas interessantes para a pesquisa denotam que no espaço escolar há por parte dos (das) docentes, vigilância das normas regulatórias de gênero; a violência homofóbica se desenvolve predominantemente a partir da injúria, sendo vítimas e agressores, alunos, alunas e até mesmo docentes”.

A Mestranda conclui sua defesa, dizendo que os encaminhamentos dados pela gestão escolar são em sua maioria, expressos por meio de advertências verbais e comunicados às mães, pais e responsáveis. Os posicionamentos dos educadores (as) e gestores (as) diante de situações de homofobia, variam; desde aqueles que na construção do relato utilizam expressões como “ofensa homofóbica, preconceito com a orientação sexual e discriminação”. E “até os registros que sugerem a resolução da violência por meio da discrição de estudantes considerados (as) não-heterossexuais”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Profª.Drª.Arilda Inês Miranda Ribeiro, do Departamento de Educação da FCT/UNESP foi a Orientadora da candidata Keith Daiani da Silva Braga nesta defesa pública de Dissertação de Mestrado/Educação – Câmpus de Presidente Prudente – Anfiteatro VII.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Mestranda Keith Daiani da Silva Braga juntamente com sua Orientadora e ao lado 2 membros da Comissão Examinadora:Marcio Rodrigo Vale Caetano,da UFRS (na tela de Vídeo Conferência),Tânia Suely Marcelino Brabo, da FCC/Marília, bem como uma foto geral.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jun 24

Reunindo representações de várias unidades da Unesp, USP e UFSCar foi comemorado por antecipação na Praça 9 de Julho em Presidente Prudente, o Dia do Químico. A Coordenação foi da Profª.Drª.Beatriz Eleutério Goi (Tutora do Grupo PET/Química e Física), da FCT/UNESP.

As atividades foram desenvolvidas no dia 14 de Junho, no período das 9 às 13hs pelos Grupos PET do Estado de São Paulo, com a realização de um trabalho conjunto, em cumprimento às metas do Projeto “Química na Praça” em sua 6ª Edição anual.

O objetivo principal do Projeto é divulgar a ciência química para a população leiga e aproximar a Química das pessoas. Trata-se de um evento dos mais importantes desenvolvido em vários pontos do Estado e que é promovido em Junho, em datas próximas ao dia 18, quando se comemora o Dia do Químico.

Em 2014 o projeto teve a participação de alunos do Grupo PET Química e Física da FCT/UNESP; da USP (Câmpus de Ribeirão Preto e São Carlos); da UFSCar (Câmpus de São Carlos e Araras) e da UNESP (Câmpus de Araraquara e São José do Rio Preto).

Na Praça 9 de Julho, onde se concentrou grande número de pessoas interessadas houve um trabalho unificado das equipes, tanto da cidade como de outras regiões do Estado. Destaque especial para o Prof.Dr.Hidetaki Imasato, da Universidade de São Paulo – Tutor do Grupo PET Química – do IQSC/USP que se integrou ao esquema previamente organizado.

Tenda que chamou a atenção

Quem passou pelo Calçadão da Maffei na manhã de Sábado (dia 14), se deparou logo cedo com uma tenda branca e muitos jovens uniformizados com jalecos brancos, como se fossem membros de um Posto de Enfermagem ou Atendimento Médico. Eles nada mais eram do que estudantes de graduação e pós-graduação de Física, Química e Biologia. Eram dezenas de moças e rapazes, prontos para dar explicações ao público e mostrar o que são capazes de realizar em termos de Química.

Na Coordenação, a Professora Beatriz Goi – Tutora do Grupo PET Química da FCT/UNESP – e outros Coordenadores de Grupos PET do Estado de São Paulo (visitantes). Entre os quais, o Tutor do Grupo PET da USP, Prof.Imasato, que veio a Presidente Prudente pela primeira vez como representante de sua instituição de ensino superior, deixando a cidade com a promessa de retornar em outras ocasiões.

Em meio às demonstrações, gente de todas as faixas etárias. Desde crianças, adolescentes, jovens e pessoas idosas, interessados em conhecer o trabalho desenvolvido em termos científicos, especialmente da Química, Física e Biologia. E todos que lá compareceram ficaram bem impressionados e agradecidos pela oportunidade desse contato com a ciência.

Num outro lado da tenda, capítulo especial para o Tratamento da Água. Um conjunto de procedimentos físicos e químicos aplicados na água para que fique em condições adequadas para o consumo. A água é uma matéria prima finita e não renovável que necessita de conservação. E ainda: floculação (mini-estação de tratamento); a “quase” lâmpada de lava, com mistura de gás carbônico; a síntese do poliuretano; condutividade elétrica e conseqüência do descarte inadequado de medicamentos, dentre outros.

A opinião da Coordenadora

A Coordenadora do evento realizado em 14 de Junho, Professora Beatriz declarou que o Projeto “Química na Praça” deste ano, serviu para demonstrar a química do cotidiano para a população. Com isso, houve excelente receptividade por se tratar de uma aproximação com a Ciência. Conseqüentemente, todos os componentes do Grupo PET trabalharam muito bem (em equipe), mesmo sendo de diferentes Universidades Públicas.

Disse mais a Coordenadora: “O evento foi um sucesso e atingiu seus objetivos de levar à população a ciência do dia a dia, mostrando que a Química é muito boa”. A promoção foi bem divulgada e teve ampla repercussão, graças ao apoio das redes sociais, ressaltando também o SP- TV da Fronteira, o Jornal O Imparcial e outros veículos de comunicação.

A próxima realização do Projeto “Química na Praça” da FCT/UNESP, segundo a Profª. Drª. Beatriz Eleutério Goi – está previamente marcada para o mês de Junho de 2015, com muitas inovações.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Sob a coordenação da Profª.Drª.Beatriz Eleutério Goi, realizou-se na Praça 9 de Julho em Pres.Prudente, comemoração alusiva ao Dia do Químico.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
As demonstrações por estudantes de graduação de Química,Física e Biologia tiveram excelente receptividade junto à comunidade local.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Um aspecto dos mais importantes no Projeto “Química na Praça”da FCT/UNESP foi constituído pela demonstração prática junto às crianças.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Os jovens também acompanharam com o maior interesse todas as demonstrações efetuadas durante a realização do Projeto “Química na Praça”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Coordenadores de Grupos PET Química e Física do Estado de São Paulo se integraram nesse “Mutirão”, inclusive o Prof.Dr.Hidetaki Imasato, do IQSC/USP.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A presença do Dr.Hidetaki Imasato – que representou a USP – foi muito importante, razão pela qual mereceu destaque especial da imprensa e TV.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jun 12

O Programa de pós-graduação em Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – realizou na última semana (mais propriamente no dia 03), a 1ª de dissertação de Mestrado do mês de Junho, defendida publicamente pelo candidato Tony Aparecido Moreira. De forma surpreendente o Anfiteatro II ficou superlotado, estando presentes além dos integrantes da Comissão Examinadora, grande número de colegas do Mestrando, alguns docentes, os pais e amigos do então candidato ao Mestrado.

O Orientador foi o Prof.Dr.José Milton de Lima, docente da FCT/UNESP e membros da Banca, a Profª.Drª.Sandra Regina Simonis Richter, da Universidade de Santa Cruz do Sul/UNISC – Santa Catarina e Profª. Drª. Renata Maria Coimbra Libório, da FCT/UNESP. O tema escolhido para o desenvolvimento de um trabalho vinculado à linha de pesquisa e investigação foi denominado “Imaginação e Protagonismo: Estreitando os vínculos entre adultos e crianças”, que Tony Aparecido Moreira defendeu de forma brilhante.

O estudo foi realizado em duas Instituições de Educação Infantil nos municípios de Presidente Prudente e Álvares Machado/SP. A investigação – segundo diz o Mestrando – teve como objetivo principal, a promoção de uma maior compreensão da linguagem imaginativa das crianças por parte dos sujeitos das duas Instituições investigadas. E por conseqüência, uma produção conjunta de conhecimentos sobre a linguagem imaginativa infantil como subsídio para práticas educativas mais próximas aos interesses e necessidades das crianças.

Tony acrescenta que foram desenvolvidas brincadeiras, jogos de fantasia, contação e criação de histórias em intervenções semanais, com crianças de 2 a 6 anos de todas as turmas de Educação Infantil das duas Instituições investigadas. “Identificamos que são necessários mais esforços para compreender a linguagem imaginativa infantil e cooperar com o seu desenvolvimento. Esperamos por meio deste estudo, motivar outras investigações sobre o imaginário infantil e contribuir para que a Educação para a imaginação seja uma realidade permanente nas escolas e um compromisso de toda a sociedade” – finalizou.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Mestrando Tony Aparecido Moreira fez a 1ª defesa pública de dissertação de Mestrado/Educação do mês de Junho (dia 03/9hrs), tendo como Orientador o Prof.Dr. José Milton de Lima, da FCT/UNESP.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Integrando a Banca Examinadora, as Profªs. Drªs.Sandra Regina Simonis Richter e Renata Maria Coimbra Libório, da Universidade de Sta.Cruz do Sul/SC e FCT/UNESP, respectivamente. Tony ouve com atenção.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Aspecto do público que compareceu ao Anfiteatro II da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – onde se desenvolveu a defesa pública de dissertação de Mestrado.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A platéia que superlotou o Anfiteatro durante a sessão plenária de defesa de dissertação de Mestrado do Programa de pós-graduação em Educação. Ao ser declarado Mestre em Educação e receber o abraço carinhoso de seus pais, Tony chorou de emoção.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Colegas de curso, amigos e companheiros de todas as horas também compareceram levando seu apoio e solidariedade, com esta faixa especialmente produzida. E a foto de encerramento, em companhia do Orientador e integrantes da Comissão Examinadora.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP