set 01

Na última semana do mês de Agosto (dia 28) às 10hs no Anfiteatro VII da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – a candidata Jucirley Cardoso de Jesus fez sua defesa de dissertação de Mestrado/Programa de Educação, tendo como Orientador o Prof.Dr.Cristiano Amaral Garboggini di Giorgi, do Departamento de Educação da FCT/UNESP.

Além do Orientador, os demais integrantes da Comissão Examinadora: Prof.Dr.Paulo César de Almeida Raboni, docente do Departamento de Educação da FCT/UNESP e Profª.Drª. Gabriela Zambão Abdian, do Departamento de Administração e Supervisão Escolar da Faculdade de Filosofia e Ciências de Marília. Tema defendido publicamente pela Mestranda: ’’O Sistema de rendimento escolar do Estado de São Paulo – SARESP – e suas implicações no contexto de uma escola estadual no município de Osvaldo Cruz/SP.

O presente estudo está vinculado à linha de pesquisa “Políticas Públicas, Organização Escolar e Formação de Professores”, do Programa de Pós-Graduação em Educação da FCT/UNESP. E surgiu das vivências “que tivemos na escola enquanto professora dos movimentos e discursos que permeavam o Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar/SARESP, vivências essas que nos levaram a questionar sobre os sistemas de avaliação externa em larga escala…”

A pesquisa desenvolvida por Jucirley envolveu uma Escola Estadual no município de Osvaldo Cruz, região administrativa de Presidente Prudente. E para isso – diz a Mestranda – tivemos três eixos norteadores que emergiram dos objetivos específicos da pesquisa, sendo eles: a concepção da Equipe Escolar sobre a política de avaliação externa do Estado de São Paulo e qual a concepção do Estado; as relações entre o SARESP e o trabalho pedagógico, considerando os usos que a Equipe Escolar faz dos resultados dessa avaliação; e as relações do SARESP e seus resultados com a formação contínua dos gestores e dos professores.

Nessa defesa pública de dissertação para obtenção do título de Mestre, diz Jucirley: “Optamos pela pesquisa de abordagem qualitativa, na perspectiva do estudo de caso. E tivemos como instrumento de coleta de dados, o questionário aplicado a 26 participantes – 21 professores e 05 gestores – e entrevista realizada com 02 gestores e 02 professores. Os resultados indicaram que o sistema de avaliação externa em larga escala paulista, juntamente com as conseqüências simbólicas e materiais que o permeiam, têm trazido implicações para o contexto da escola. Entendidas aqui como movimentos gerados no interior da escola, na prática pedagógica dos gestores e dos professores, para melhor desempenho dos alunos nas provas e para o alcance das metas pré-estabelecidas.

Esses movimentos têm como pressupostos a aceitação e incorporação da responsabilidade pelos resultados do SARESP por esses sujeitos; e isso mobiliza e direciona ações em suas classes para o alcance das metas, com vistas à adequação do padrão de Educação de Qualidade defendida no discurso oficial, que por sua vez é associada ao SARESP/IDESP. De forma geral, esses movimentos são gerados por conta da tomada de decisão do Estado, que se constitui mais fortemente pelo pagamento do bônus, com base no alcance das metas e pela associação dos resultados do SARESP à qualidade de ensino oferecido pela Escola” – finalizou.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A candidata Jucirley Cardoso de Jesus (do Programa de Pós-Graduação em Educação), se apresentou perante a Comissão Examinadora no dia 28/Agosto na defesa pú blica de sua dissertação para obtenção do título de Mestrado.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Orientador da Mestranda foi o Prof.Dr.Cristiano Amaral Garboggini Di Giorgi – do Deptº de Educação da FCT/UNESP. O tema desenvolvido versou sobre o SARESP e suas implicações no contexto de uma escola estadual no município de Osvaldo Cruz-SP.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

ago 29

O Programa de Pós-Graduação em Educação da FCT/UNESP promoveu no dia 22 de Agosto na Sala de Videoconferência defesa de dissertação de Mestrado na qual se evidenciou a candidata Ariana Aparecida Nascimento dos Santos, tendo como Orientador, o Prof.Dr. Irineu Aliprando Tuim Viotto Filho. Atuaram ainda como membros integrantes da Comissão Examinadora, os docentes: Sonia M.Shima Barroco e Alberto Albuquerque Gomes.

O tema apresentado e defendido pela Mestranda do Programa de Educação foi: “A atividade da dança como possibilidade de inclusão social e desenvolvimento da função psicológica superior memória em crianças com síndrome de Down”, cuja pesquisa está vinculada à Infância e Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente. E o objetivo é o de investigar a importância da dança como atividade no processo de desenvolvimento da função psicológica, em crianças com a Síndrome. E simultaneamente contribuir com as discussões acerca dos processos de inclusão escolar.

Ariana em sua dissertação acentua: “A pesquisa defende a necessidade de inserção social dos sujeitos com deficiência nas escolas regulares, a partir da efetivação de um trabalho educativo coletivo humanizador, respaldado em processos de ensino e aprendizagem, baseados na teoria histórico-cultural. Foram sujeitos da pesquisa, quatro crianças; entre elas, duas com Síndrome de Down e duas sem deficiência intelectual na faixa etária entre 8 e 12 anos. Para efetivação do processo de intervenção, foram realizados vinte encontros no interior do LAR (Laboratório De atividades Ludo-recreativas da FCT/Unesp) em Presidente Prudente, devidamente orientados pelos membros do GEIPEE – Thc (Grupo de Estudos, Intervenção e Pesquisa em Educação Escolar e Especial) e Teoria histórico-cultural”.

Esse programa – ressalta a Mestranda – visa oferecer possibilidades de aprendizagem e desenvolvimento da memória voluntária dos sujeitos, enfatizando a atividade da dança reconhecida como uma linguagem cultural que veicula através dos gestos corporais, conteúdos materiais e simbólicos, advindos da cultura humana e que apresentam significados sociais. Os resultados demonstram que a partir de um trabalho educativo, planejado e intencional que enfatize a apropriação cultural – através da atividade da dança e valorize a ação do professor – torna-se possível a aprendizagem e desenvolvimento de funções psicológicas superiores; de forma geral junto à crianças, com ou sem Síndrome de Down.

E finalizando sua defesa pública de dissertação para a obtenção do título de Mestre: “Defendemos que somente um trabalho dessa natureza realizado no interior das escolas regulares de ensino, é que viabilizará formas efetivas de inclusão social dos sujeitos com deficiência na nossa sociedade” – conclui Ariana Aparecida Nascimento dos Santos.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Ariana Aparecida Nascimento dos Santos ficou bem à vontade para expor suas impressões nesta defesa pública de dissertação de Mestrado/Educação, desenvolvida na Sala de Vídeoconferência da FCT/UNESP.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Com a Comissão Organizadora reunida em Presidente Prudente, o trabalho se completou com a participação(Online) da 3ª integrante, a Profª.Drª.Sonia M.Shima Barroco. Orientador:Prof.Dr. Irineu Aliprando Tuim Viotto Fº.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

ago 29

Tendo como ponto de referência o Anfiteatro VII (sede da Fundacte), o Programa de Pós-Graduação em Matemática Aplicada e Computacional da FCT/UNESP – Câmpus de Presidente Prudente – promoveu mais uma dissertação de Mestrado. Foi na manhã do dia 27/Agosto, figurando como candidata Gabriela de Oliveira Nascimento Brassarc, que teve como Orientadora a Profª.Drª.Eniuce Menezes de Souza, (Departamento de Matemática) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp

Também fizeram parte da composição da mesa, como integrantes da Comissão Examinadora, a Profª.Drª.Thelma Safadi, do Departamento de Ciências Exatas, da Universidade Federal de Lavras e Profª.Dr.Daniele Barrocá Marra Alves, do Departamento de Cartografia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNESP / Presidente Prudente. O tema desenvolvido pela Mestranda foi: “Análise multiescala de séries temporais do efeito da cintilação ionosférica nos sinais de Satélite GPS a partir de Wavelets não decimadas”.

A Mestranda destaca: “O estudo da cintilação ionosférica, causada por flutuações na amplitude e na fase de um sinal eletromagnético quando este passa por irregularidades na densidade de elétrons da ionosfera, tem assumido um papel muito importante na pesquisa ionosférica e também no sensoriamento remoto pelo fato da cintilação degradar severamente o desempenho desses sistemas. Ainda existem muitas lacunas a serem preenchidas para que possa ser proposto algum método efetivo para correção dos efeitos causados nos sinais GNSS ou mesmo previsão de cintilação, principalmente para a região equatorial em está incluído o Brasil”.

Gabriela ao fazer sua defesa pública para obtenção do título de Mestre na Área de Matemática Aplicada e Computacional justifica: Pretende-se nessa dissertação investigar a cintilação sob uma perspectiva multiescala, abordando para tanto, a análise multirresolução a partir de wavelets não decimadas. E acrescenta: “Resultado das investigações das séries temporais obtidas dos índices S4 de cintilação mostram a presença de um padrão que se repete na série em dias consecutivos em que há presença de dados. Tal comportamento periódico, que apresentado formato de “U” mostra estar relacionado com o efeito do multicaminho e pode influenciar na análise do índice S4 de cintilação ionosférica, fazendo-se necessário eliminá-lo.”

Assim – frisa a Mestranda em sua defesa de dissertação – a partir dessa proposta, este efeito deixa de ser expressivo no espectro wavelet e de influenciar posteriores análises da série em temporal dos índices de cintilação. Portanto, essa dissertação apresenta uma metodologia inovadora para a investigação dos efeitos da cintilação ionosférica sobre os sinais GNSS, mais especificamente sobre os sintais GPS, através da análise do espectro wavelet da série temporal dos índices S4 de cintilação, além de dar um primeiro passo em direção a separar o efeito da cintilação de outros efeitos que podem influenciar a análise dos índices S4 – concluiu.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Perante a Comissão Examinadora instalada no Anfiteatro VII da FCT/UNESP, Gabriela de Oliveira Nascimento Brassarc fez sua defesa pública de dissertação de Mestrado/Matemática Aplicada e Computacional.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O tema desenvolvido nesta sessão pública versou sobre: “Análise multiescala de séries temporais do efeito da cintilação ionosférica nos sinais de Satélite GPS a partir de Wavelts não decimadas”.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

ago 25

No período de 12 a 15 de Agosto, o Grupo de Pesquisa de Formação de Professores, Políticas Públicas e Espaço Escolar, promoveu no Auditório Discente V da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – o III Seminário Melhoria da Escola Pública. O tema “Papel do Professor e condições de trabalho” figurou como enfoque para exposição, debate e avaliação, merecendo aprovação geral. A Abertura oficial verificou-se na noite de 12/Agosto, seguida de Conferência proferida pelo Prof.Dr.Renê José Trentin Silveira, da UNICAMP.

Na noite seguinte (13/Agosto), houve participação especial da Conferencista do GEPEFE/USP, Profª.Drª.Terezinha Azeredo Rios que abordou como tema:”Desafios e competências do Professor na Escola Pública”. Na noite de encerramento do evento, 5ª feira, dia 14/Agosto, o tema desenvolvido versou sobre “Condições de trabalho docente na Escola Pública atual: Desafios e Perspectivas”, pelo Vice-Presidente a APEOESP, Fabio Santos de Moraes. Os trabalhos tiveram a coordenação da Profª.Drª.Yoshie Ussami Ferrari Leite, docente do Deptº de Educação da FCT/UNESP.

O evento realizado pelo GPFOPE no seu 3º ano consecutivo, contou com o apoio e parceria do Programa de Pós-Graduação em Educação da FCT/UNESP; Conselho do curso de Pedagogia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp; Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Presidente Prudente; Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo – APEOESP – e Hotel Portal D’Oeste.

Objetivos do Seminário

O GPFOPE vinculado diretamente ao Programa de Pós-Graduação em Educação, da FCT/UNESP (desde 2012), realiza todos os anos o Seminário “Melhoria da Escola Pública, com o principal objetivo de constituir um espaço de reflexão sobre os atuais desafios da escola pública, desvelando problemas e vislumbrando a possibilidade de avanços.

Ao mesmo tempo, possibilitar o debate a respeito das políticas públicas educacionais contemporâneas; promover a integração entre alunos de Graduação, Pós-Graduação em Educação da FCT/UNESP e demais profissionais da Educação.

O Seminário também incluiu em suas metas: o fortalecimento do debate acadêmico alicerçado na realidade do cotidiano escolar brasileiro e desencadear ações para fortalecer a fundamentação teórica e a divulgação das pesquisas realizadas no âmbito do GPFORTE.

Centenas de participantes deste III Seminário Melhoria da Escola Pública, compareceram nas três noites em que se realizou o evento; e no final de cada conferência tiveram a oportunidade de se manifestar, ouvir e interpelar os conferencistas sobre assuntos em pauta.

Desafios e Perspectivas

Coube ao Vice-Presidente da APEOESP, a missão de conduzir os trabalhos na conferência de encerramento do III Seminário Melhoria da Escola Pública, destacando as condições de trabalho docente, desafios e perspectivas. Enfoque na situação de violência nas escolas que os professores costumam presenciar. Segundo pesquisa, o policiamento está mais presente (61%) no entorno das escolas centrais do que nas áreas periféricas (apenas 35%). Para os professores, a violência escolar remete a agressões; e também à falta de respeito e educação dos alunos, com 62% de agressão verbal e 43% de violência física. 1Bulliyng:12%;Violência/Agressão geral:17%;Drogas/e ou Álcool:7%; Problemas sociais: 3%; Discriminação e preconceito:3%.

A seguir, uma observação do Prof. Fábio Santos de Moraes: 44% dos professores entrevistados já sofreram algum tipo de violência nas escolas. Dados coletados pela APEOESP indicam: Alunos sob efeito de drogas: 42%; Tráfico de drogas: 29%; Bebidas alcoólicas: 28%. A maioria dos professores relata casos de agressão física, vandalismo, bulliyng e agressão verbal nas escolas (74%). Bulliyng: 60%; Vandalismo: 53%; Agressão física: 52%; Furto: 45% e Discriminação: 38%. A pesquisa conclui que quatro entre dez professores já sofreram agressão verbal em suas escolas (39%); Assédio moral: 10%; Bulliyng: 6%; Agressão física, furto e discriminação: 5% cada.

Concluindo: De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Art. 12,13 e 14) é preciso: Valorizar o Professor; respeitá-lo como profissional e cidadão; Assegurar formação inicial e continuada com qualidade; Carreira justa e atraente; Salários dignos; Condições de trabalho e participação efetiva na gestão da escola e do sistema.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Promovido pelo Grupo de Pesquisa de Formação de Professores, Políticas Públicas e Espaço Escolar/GPFOPE, realizou-se na FCT/UNESP o III Seminário Melhoria da Escola Pública. ”Papel do Professor e condições de trabalho”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A 1ª conferência deste evento – Papel social e político do Professor na escola pública, foi ministrada pelo Prof.Dr.Renê José Trentin Silveira, da UNICAMP. Coordenação da Profª. Drª. Yoshie Ussami Ferrari Leite.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Na 2ª conferência programada para o Seminário Melhoria da Escola Pública em Presidente Prudente, participação da Profª.Drª.Terezinha Azeredo Rios, do GEPEFE/USP, que aí aparece ao lado da Professora Yoshie.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O tema da conferência que foi ministrada no Auditório do Discente V da FCT/UNESP pela Professora Terezinha Rios, versou sobre: “Desafios e competências do Professor na Escola Pública”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Na 3ª e última noite do Seminário Melhoria da Escola Pública, presença e participação da APEOESP, representada pelo seu Vice-Presidente, Prof.Dr. Fábio Santos de Moraes.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O tema desenvolvido pelo Vice-Presidente da APEOESP foi: “Condições de trabalho docente na escola pública atual: Desafios e Perspectivas”. A conferência abordou também outras importantes questões.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Depois de demonstrar através de pesquisa, qual o clima predominante nas escolas, principalmente no que diz respeito à violência, segurança e comportamento, o Prof. Fábio chama a atenção para a avaliação dos pais.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
E para finalizar, uma revelação surpreendente: “Quase a metade dos alunos admite que já passou de ano sem ter aprendido a matéria”. É possível ? Veja também a foto coletiva dos integrantes do GPFOPE, da FCT/UNESP.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

ago 20

Cerca de cinco mil pessoas estiveram presentes no campo de futebol da Unesp (dia 17/Agosto), onde se realizou com pleno êxito o 29º Festival de Pipas “Raul Albieri”, numa promoção tradicional do Jornal “O Imparcial” em parceria com a Faculdade de Ciências e Tecnologia e Prefeitura Municipal de Presidente Prudente.

O Festival de Pipas recebeu 268 inscrições e reuniu participantes não só da cidade de Presidente Prudente, mas também de localidades vizinhas e até da Capital do Estado que foi representada pela Equipe “Ventania” que desde o ano passado teve presença destacada nos últimos eventos dessa natureza. Tanto é verdade, que seus integrantes deram um “show” com as peças mais atraentes do Festival, que por sinal, acabaram conquistando dois troféus preciosos: Adote um animal (Categoria criativa) e A Gaiola (Destaque Especial).

A promoção se desenvolveu num ambiente de ordem, segurança e perfeita organização e num clima de alegria e empolgação por parte dos concorrentes e do público que prestigiou o evento. Presença das autoridades, representadas pelo Prefeito Milton Carlos de Mello; pelo Vice-Prefeito Marcos Vinha, Secretarias Municipais e Assessores. Também presentes, dentre outros, o Diretor e Vice-Diretor da FCT/UNESP, Profs.Drs.Marcelo Messias e José Carlos Camargo Filho; o ex-Diretor, Prof.Dr.Antonio Nivaldo Hespanhol, vários docentes, discentes e funcionários da Universidade, assim como seus principais Assessores integrados à organização e realização do Festival.

Foi importante o trabalho realizado por equipes de voluntários (parceiros e patrocinadores), Policia Militar, Tiro de Guerra e Corpo de Bombeiros,que se revezaram nos mais diversos setores de atividades. Tudo com a finalidade de dar maior brilhantismo ao evento que acontece apenas uma vez por ano, tendo chegado à 29ª versão. E desde já, começam os preparativos para o 30º Festival de 2015, e assim sucessivamente.

Os participantes do Festival de Pipas se apresentaram com camisetas especialmente produzidas para o grande dia e no local, não faltaram os atrativos como forma de incentivo aos participantes, com a distribuição de Pipas, picolés, salgadinhos, pipoca e algodão doce, publicações especiais, mudas de árvores. Do palanque especialmente decorado por grafiteiros, os animadores Ananias Pinheiro, Luciano Reis e Fernando Barros, da 98FM “deram o recado” em todos os momentos de realização do Festival.

De um lado do campo de futebol, uma ambulância para eventuais emergências; e de outro, a Biblioteca Móvel, da Secretaria Municipal de Educação, instalada num ônibus especial. Por essa unidade móvel passaram mais de 100 pessoas, incluindo crianças e adultos interessados na leitura e conhecimentos gerais. O Estacionamento de veículos também mereceu atenção especial, sendo controlado desde o início até o encerramento do Festival, não havendo qualquer problema durante todo o período.

Classificação geral

Quem compareceu ao campo de futebol da Unesp em Presidente Prudente, viu um espetáculo maravilhoso- sob o tema Patrimônios históricos brasileiros – com ventos favoráveis durante a realização do Festival de Pipas, pequenas, médias ou grandes ou até mesmo “gigantescas”. Foi o caso da Pipa demonstrada pelo participante Antonio Vinicius Correia, com 62,18 m2. Foi a maior Pipa do Festival, conquistando o Troféu da categoria (1º lugar), seguido por Eduardo Fabrício, que foi o 2º classificado, com 12,26m2 e Daniel Júnior, com 7,83m2.

A categoria “Temática” classificou em 1º lugar Édson Rodrigues de Lima (Pipa:Estrelas e detalhes patrimoniais); em 2º – Matheus Voltarelli (Pipa: Cristo Redentor) e 3º lugar – Luis Massato Kaneko (Esculturas de Brasília). A categoria “Mais Criativa” atribuiu o 1º lugar para Simone Nogueira (Adote um animal),com Equipe Ventania de SP; em 2º – Ananias José da Silva (Carambola) e 3ª.classificação para Ricardo Dospir (Pipa flor). O Destaque Especial foi para o apresentador da Pipa “Gaiola”, Gutemberg da Silva, também integrante da “Equipe Ventania”, de São Paulo/Capital.

Impressões

Ao término do 29º Festival de Pipas “Raul Albieri”, com a apresentação e premiação no Pódio, dos vencedores da competição, com bicicletas, troféus, kits Alimentos Wilson e passagens da Andorinha (ida e volta) até 600 km – para os campeões – registrou-se uma manifestação de aplausos e pronunciamentos diversos. O Prof.Dr.Marcelo Messias, na condição de Diretor da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – afirmou que o Festival serviu para fomentar a convivência familiar e social, além da oportunidade para divulgar a Universidade e seus 12 cursos de graduação mantidos em Presidente Prudente. É a forma pela qual podemos divulgar e promover a integração da Unesp com a sociedade, através de três linhas centrais: o ensino, a pesquisa e a extensão universitária” – frisou.

Os jurados Carlos Francisco Freixo e Ronaldo Macedo, que foram selecionados para atuar no evento de 2014, opinaram que a qualidade e beleza dos brinquedos se supera de ano para ano. À cada edição se vê um aprimoramento, melhorando a qualidade das Pipas, principalmente nos quesitos criatividade e originalidade. Esse evento faz parte do calendário anual das festividades do município turístico de Presidente Prudente (Lei 13.002/2008).

O Diretor Administrativo do Jornal “O Imparcial”, Deodato da Silva enalteceu o apoio recebido por parte dos parceiros e disse que o Festival – de ano para ano – vem surpreendendo, tanto em número de competidores como na alegria do público que comparece ao local de realização. Neste caso (pelo 2º ano consecutivo), no campo de futebol da Unesp. O Festival de Pipas “Raul Albieri” é uma festa típica da família prudentina – acentuou Deodato.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
No campo de futebol da FCT/Unesp em Presidente Prudente, os participantes do 29º Festival de Pipas “Raul Albieri”, começam a chegar.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
“Adote um animal”. Nesse caso, Adote um cão! Foi a Pipa que mais chamou a atenção da platéia, seguida por outras com criatividade e originalidade.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Quem foi ao campo de futebol da Unesp não perdeu nenhum detalhe. Documentou em imagens (digitais principalmente), os melhores momentos com Pipas.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Esta foi a maior Pipa do Festival em sua versão 2014. Foi uma peça que impressionou a todos; a começar pelo Prof.Dr.Marcelo Messias, Diretor da FCT/Unesp.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A maior Pipa do Festival envolve uma equipe constituída por vários membros, que vieram de longe para uma demonstração impressionante de sua Pipa.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Para admiração geral, esta Pipa permanece no ar e é visualizada por 2 personalidades extraordinárias: o atual e o ex-Diretor da FCT/Unesp, Profs.Marcelo e Nivaldo.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Outra Pipa de grande extensão também chama a atenção do público. E o Prof.Marcelo não perde um só detalhe. Afinal, o espetáculo é aberto publicamente a todos.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Nada menos que cinco bicicletas – zero km – aí estão, aguardando a proclamação dos resultados classificatórios do Festival, para entrega aos vencedores.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Anunciados os primeiros classificados sob o tema: “Patrimônios históricos do Brasil”, começa a corrida para o Pódio, onde os melhores de cada categoria terão premiação .

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Os primeiros classificados de cada categoria recebem bicicletas e troféus, entregues pelo Diretor da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Festival de Pipas “Raul Albieri” em sua 29ª versão termina, com uma grande manifestação de alegria e entusiasmo por mais uma conquista, com os Parabéns de todos os componentes da organização.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

ago 19

Amanda Costa Araujo, do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia (Laboratório de Biomecânica e Controle Motor), teve sua defesa de dissertação de Mestrado apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – no último dia 15 de Agosto. A dissertação foi levada à Área de concentração “Avaliação e Intervenção em Fisioterapia”, como requisito para obtenção do título de Mestre.

Integrando a Comissão Examinadora – como Presidente e Orientador – o Prof.Dr.Rúben de Faria Negrão Filho e Coorientador, o Prof.Dr.Rafael Zambelli de Almeida Pinto. Demais componentes da Banca, reunidos no Anfiteatro VI da FCT/Unesp, Profs.: Drs.:Vinicius Cunha Oliveira e Rômulo Araujo Fernandes. “Análise das propriedades psicométricas do Inventário de Aliança Terapêutica no tratamento fisioterápico de pacientes com dor lombar” foi o tema defendido publicamente.

A Mestranda resume sua dissertação nos seguintes termos: “A dor lombar é uma patologia extremamente prevalente, afetando grande parte da população em algum momento da vida. No entanto, o tratamento da dor lombar até o presente momento, tem efeitos pequenos; no máximo, moderados. Um dos fatores geralmente negligenciados nos ensaios clínicos e que podem estar interferindo no tamanho dos efeitos dos tratamentos é a aliança terapêutica”.

Mais adiante Amanda Costa Araujo acentua: A amostra dos pacientes foi constituída por 100 indivíduos, sendo 54% do sexo feminino. Na amostragem os terapeutas foram representados por 18 integrantes, sendo 77% do sexo feminino. E finalizando propõe: que futuras pesquisas incorporem as modificações sugeridas pela análise Rasch. E continuem sendo feitas análises psicométricas, a fim de adaptar o questionário para a área da reabilitação.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A candidata Amanda Costa Araujo (do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia) fez sua defesa pública para obtenção do título de Mestre no Anfiteatro VI da FCT/UNESP, tendo como Orientador, o Prof.Dr. Rúben de Faria Negrão Filho.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Concluindo sua defesa de dissertação de Mestrado/Fisioterapia, duas fotos especiais reunindo os pais da Mestranda e todos os integrantes da Comissão Examinadora, com atuação na sessão especial do dia 15 de Agosto de 2014.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

ago 19

Nesta 2ª quinzena de Agosto/2014 realizou-se no Anfiteatro VII da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp- Câmpus de Presidente Prudente – mais uma defesa pública de dissertação de Mestrado. Candidata: Valéria Santos da Silva, do Programa de Pós-Graduação em Educação, tendo como Orientadora, a Profª.Drª. Renata Junqueira de Souza, do Departamento de Educação da FCT/UNESP.

Além da Orientadora que também presidiu a mesa, participaram como membros da Comissão Examinadora, as docentes: Cyntia Graziella Guizelin Simões Giroto e Gilka Elvira Ponzi Girardelo (UFSC), esta última através de Vídeoconferência (Skyper). Título do trabalho desenvolvido: “A hora do Conto no cotidiano escolar: Reflexões sobre o ler e o contar na rotina de duas Professoras dos anos iniciais”.

A Mestranda Valéria, relata: Esta pesquisa está vinculada à linha “Infância e Educação” do Programa de Pós-Graduação em Educação da FCT/Unesp e por este motivo investiga os processos educativos. Em especial, procura saber como Hora do Conto é conduzida e desenvolvida no cotidiano escolar. Tendo como referência a rotina de duas professoras do 2º ano de séries iniciais do Ensino Fundamental.

Dessa maneira, este estudo objetiva compreender se essa prática contribui e se possui alguma relação com a formação do leitor, tendo como perspectiva teórica, estudos que abrangem a oralidade, contação de histórias, performance e leitura. Nos últimos anos, o Brasil tem ocupado as ultimas colocações entre os países de bom desempenho leitor, o que preocupa as autoridades competentes. Desse modo, projetos como a Hora do Conto e Sala de Leitura vem sendo implantado nas escolas brasileiras no intuito de solucionar esses índices, e segundo a fala da maioria dos docentes que participaram de tais ações, podem ser considerados valiosos instrumentos na formação do leitor.

Concluindo a defesa para obtenção do título de Mestre em Educação, Valéria Santos da Silva acentua: “Realizamos nova observação, com a intenção de identificar avanços e possíveis mudanças na prática das docentes observadas. A partir de nosso trabalho, foi possível evidenciar que na escola existe um contar; que apoiado na leitura – mais especificamente na leitura em voz alta – se torna o principal veículo transmissor das mais diversas histórias”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Na 2ª quinzena de Agosto (dia 18), a candidata Valeria Santos da Silva, do Programa de Educação da FCT/UNESP defendeu publicamente sua dissertação de Mestrado, sob orientação da Profª.Drª. Renata Junqueira de Souza (Depart° de Educação).

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Dada a impossibilidade de estar presente como integrante da Comissão Examinadora (problemas de cancelamento de voo), a Profª.Drª Gilka Elvira Ponzi Girardelo – da UFSC – participou através do Skyper, juntando-se aos demais membros da mesa no Anfiteatro VII.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

ago 17

O Programa de Pós-Graduação em Matemática Aplicada e Computacional da FCT/UNESP registrou mais uma defesa de dissertação de Mestrado no dia 11 de Agosto, a partir das 14hs no Anfiteatro VI. O candidato inscrito para essa defesa pública foi Renato Couto Rampaso, tendo como Orientadora, a Profª.Drª.Aparecida Doniseti Pires de Souza, docente do Departamento de Estatística da Faculdade de Ciências e Tecnologia.

A Banca Examinadora contou ainda com a participação da Profª.Drª.Vilma Mayumi Tachibana, do Departamento de Estatística da FCT/UNESP e Prof.Dr.Ricardo Sandes Ehlers, do Departamento de Matemática Aplicada e Estatística da Universidade de São Paulo/USP. Tema desenvolvido: “Análise Bayesiana de dados espaciais explorando diferentes estruturas de variância”.

O Mestrando Renato Couto Rampaso, assim resumiu sua defesa pública: “No mapeamento de doenças, o objetivo geral é estudar a incidência ou risco de mortalidade causado por uma determinada doença em um conjunto de regiões geográficas. É comum assumir que a variável resposta – geralmente uma contagem – segue uma distribuição de Poisson, cuja taxa média pode ser explicada por um grupo de covariáveis e um efeito aleatório.

Para esse efeito aleatório, considera-se modelos autorregressivos condicionais (CAR) que carregam informação sobre a relação de vizinhança entre as regiões. Tais relações são expressas por meio de matriz de variâncias presente nestes modelos”. Em continuidade, Rampaso cita as características distintas que atendem a diferentes propósitos a serem considerados pelo pesquisador. O foco do trabalho – diz – foi o estudo e comparação de alguns modelos autorregressivos condicionais propostos na literatura.

O Mestrando ressalta que para melhor compreensão das características de cada modelo, duas aplicações com dados epidemiológicos foram conduzidas para modelar o risco de óbito por Doença de Crohn e Colite Ulcerativa e por Câncer de traquéia, brônquios e pulmões no Estado de São Paulo, no período de 2008 a 2012, utilizando cinco diferentes distribuições a priori CAR para os efeitos aleatórios. Depois acentua: “Estudos dessa natureza envolvendo a Doença de Crohn e a Colite Ulcerativa são escassos, o que motiva a melhor compreensão da distribuição espacial dessas doenças”.

Finalizando sua defesa pública de dissertação de Mestrado/Programa de Pós-Graduação em Matemática Aplicada e Computacional reafirma Rampaso: “Adicionalmente, o Câncer dos Pulmões é a causa de morte mais comum do mundo. Áreas com elevado risco foram identificadas. E por fim, um estudo de simulação foi feito para reforçar os resultados obtidos e averiguar o desempenho do modelos, na presença de diferentes níveis de dependência espacial”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Comissão Examinadora se reuniu (dia 11/Agosto), no Anfiteatro VI da FCT/UNESP, onde o candidato Renato Couto Rampaso, fez sua defesa pública de dissertação de Mestrado/Programa de Matemática Aplicada e Computacional.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Orientadora, Profª.Drª.Aparecida Doniseti Pires de Souza – do Deptº de Estatística – que presidiu os trabalhos anuncia o resultado, em nome da Comissão Examinadora. Com aprovação, é declarada encerrada a defesa pública com uma foto geral como lembrança.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

ago 13

Neste final de semana, toda a comunidade prudentina e de cidades vizinhas terá a oportunidade de participar de um evento marcante de nossa história: o Festival de Pipas “Raul Albieri”, em sua 29ª Edição, que ocorre pelo segundo ano consecutivo no campo de futebol da Unesp. Para isso, realizou-se na 2ª feira (11/Agosto), a última reunião preparatória para definir os detalhes finais do evento. Presença dos Diretores da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp e do Jornal O Imparcial, representados respectivamente pelo Prof.Dr.Marcelo Messias, Deodato da Silva e seus principais assessores. Também prestigiando o encontro, organizadores e parceiros representando a Prefeitura Municipal, Tiro de Guerra, Policia Militar, Corpo de Bombeiros, empresas e órgãos patrocinadores.

O Encontro começou pontualmente às 10hs da manhã – nas laterais do campo de futebol – e só terminou por volta das 11h30, com a definição de todos os detalhes que serão cumpridos durante a realização do Festival de Pipas programado para o próximo Domingo/09h00. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no próprio local. Tema adotado este ano: “Patrimônios históricos do Brasil”, constituídos de 4 categorias distintas/ do 1º ao 3º colocado. Maior troféu; Troféu criativo, e Troféu Temático. Destaque Especial com Troféu para o Campeão do Festival.

Dentre os assuntos ventilados nessa assembléia geral ao ar livre – que começou nas laterais e terminou no centro do gramado do campo de futebol – está a questão da segurança, confiada à Policia Militar através do 18º BPM-I, sob o comando do Te.Cel.PM Silvio César Silva de Almeida Saraiva. Na abordagem do Jornal O Imparcial na cobertura desse acontecimento esportivo e sócio-recreativo, disse o Cel.Saraiva que uma equipe estará disponibilizada para oferecer total segurança ao local e seus participantes, incluindo a fiscalização do uso do ”Cerol” nas pipas. Ele acrescenta a título de esclarecimento que o “Cerol” é proibido, oferecendo sérios riscos a quem dele se utiliza ou se vê envolvido.

Atrativos para o público e participantes

Leonardo Ferreira (Leozinho), que é produtor cultural da Secult (Secretaria Municipal de Cultura), informou durante a reunião preparatória do 29º Festival de Pipas “Raul Albieri”, que a Biblioteca Móvel e de grafiteiros estará no local desde as primeiras horas de Domingo (17/Agosto). Finalidade: realizar a ilustração do fundo do palco com desenhos alusivos ao tema do Festival. É uma atividade que está incluída no calendário Turístico do Estado de São Paulo, de conformidade com a Lei 13.012 de 2008. Por coincidência, esse evento figura no calendário anual das festividades do município de Presidente Prudente.

No local, haverá Barracas de Alimentação e a renda será destinada à Rede Feminina de Combate ao Câncer e Associação Profissional de Proteção aos Cegos. Sorvetes UEPA, representado pelo seu Diretor, Paulo Betinardi – um dos parceiros do Festival de Pipas – ofereceu 500 picolés aos participantes do evento; bem como às Barracas de Alimentação, cujo lucro será revertido em prol de duas entidades assistenciais: Rede Feminina e Associação dos Cegos. Da mesma forma, o empresário José Luiz Coladello ofereceu em nome da Panificadora Chantilly, salgadinhos para as barracas com renda 100% em favor das duas instituições de caridade.

Outras doações são representadas por 500 Pipas, bexigas e mudas de árvores- frutíferas e ipê amarelo – destinadas às crianças e ofertadas por P.B. Lopes -  Scânia – além de

outros valiosos brindes. Para a premiação dos participantes classificados entre os melhores do Festival de Pipas, foram ofertadas 5 bicicletas dobráveis. Trata-se de iniciativa da Lince Corretora de Seguros juntamente com a Porto Seguro – segundo a Organização do Evento, que está empolgando a região de Presidente Prudente. E a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp se associa ao êxito de mais essa promoção realizada pelo Jornal “O Imparcial”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Organizadores, parceiros, patrocinadores e voluntários vieram para este encontro destinado aos preparativos do 29º Festival de Pipas “Raul Albieri”, no campo de futebol da Unesp.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Prof.Dr.Marcelo Messias, Diretor da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – participou desse encontro, em apoio à promoção do Jornal O Imparcial.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Diretor do Jornal O Imparcial, Deodato Silva conduziu os trabalhos, com a participação de seus principais assessores. Aqui, foram avaliados todos os detalhes da organização do evento.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Tudo que diz respeito à realização desse evento em sua 29ª versão, foram avaliados pelos participantes do encontro. Algumas dúvidas também foram levadas em consideração.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Alberto Deodato esclareceu alguns aspectos da organização do evento e ouviu com atenção as observações do Diretor da FCT/Unesp, Prof.Marcelo. O Vice-Diretor (Prof.Dr.José Carlos Camargo), também se fez presente.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Com todos os aspectos definidos, os detalhes finais passaram a ser avaliados criteriosamente no centro do gramado do campo de futebol, onde o Festival de Pipas será realizado no próximo Domingo, dia 17.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

ago 12

No dia 08/Agosto no Anfiteatro VI da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – foi defendida pelo candidato Wesley Barbosa Dourado, nova dissertação de Mestrado/Programa de Matemática Aplicada e Computacional. O tema escolhido foi: “Avaliação de Técnicas de Interpolação de Imagens Digitais”, tendo como Orientador o Prof. Dr. Aylton Pagamisse, do Departamento de Matemática e Computação da FCT/UNESP.

Fizeram parte da Comissão Examinadora, juntamente com o Orientador – já citado – os docentes: Aparecido Nilceu Marana, do Departamento de Computação da Faculdade de Ciências de Bauru e Marco Antonio Piteri, do Departamento de Matemática e Computação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Presidente Prudente.

Em sua defesa pública, afirma Wesley Barbosa Dourado: “Nesta dissertação é realizado um estudo comparativo sobre alguns tipos de algoritmos de interpolação de imagens digitais. Este trabalho apresenta os mais clássicos que são: o método da replicação, bilinear, bicúbica, Lagrange e Interpolação pela função sinc; e alguns mais recentes: algoritmo-localmente adaptativo, método New Edg-Direction Interpolation (NEDI), improved New Edge- (ICBI), método de interpolação que utiliza wavelets redundantes e método com filtro bilateral”.

O Mestrando complementa as informações com outras palavras: Todos os novos métodos possuem melhorias em aspectos visuais e redução de ruídos nas bordas, em relação aos clássicos. Esses métodos são avaliados e comparados visualmente e quantitativamente, utilizando as métricas estatísticas erro mio quadrático (MSE), Raiz do Erro Médio Quadrático (RMSE), Erro Médio Quadrático Normalizado (NMSE), Relação Sinal-Ruído (SNR), Coeficiente de Correlação (CC) e Índice de Qualidade Universal (IQI).

E concluindo: “Também é realizada uma análise em relação às métricas utilizadas para a comparação entre imagens. Para isso, é necessário levar em consideração alguns aspectos do sistema visual humano, em relação à interpretação da informação obtida”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O candidato do Programa de Pós-Graduação em Matemática Aplicada e Computacional, Wesley Barbosa Dourado se apresentou à Banca Examinadora instalada no Anfiteatro VI da FCT/UNESP, dia 08/Agosto para sua defesa pública de Mestrado.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Orientador do Mestrando foi o Prof.Dr.Aylton Pagamisse, da FCT/UNESP, tendo ao seu lado os Profs.Drs.Aparecido Nilceu Marana, da Faculdade de Ciências de Bauru e Marco Antonio Piteri, da FCT/UNESP.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP