jul 25

No período de 17 a 20 de Julho/2018 o Teatro Paulo Roberto Lisboa – no Centro Cultural Matarazzo – acolheu cerca de 400 pessoas que vieram de várias regiões, especialmente para prestigiar a realização do II Congresso Nacional da Primeira Infância – “Pelo direito de ser criança”. O evento coordenado pela Profª.Drª.Cinthia Magda Ariosi, recebeu também palestrantes renomados, que vieram dos Estados de São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Na abertura na noite de 17/Julho (após o credenciamento dos participantes), realizou-se um ato solene, tendo como palestrantes convidados, o representante do MPE, Dr. Luiz Antonio Miguel Ferreira e o Professor e Escritor, Miguel Arroyo.
Nos dias seguintes foram ministradas outras palestras, tendo como participantes, Professores e Pesquisadores como: Cleriston dos Anjos; Marta Chaves, da UEM; Rosane Micheli, da Unesp/Marília; Maria Ângela Barbato, da PUC-SP; Rosa Maria Manzzoni, da FC/Unesp; Lúcia Lombardi, da UFScar/Sorocaba; Patrícia Corsino, da UFRJ e Maria Carmen Silveira Barbosa, da Ufrgs/RS. Nesse período foi cumprida extensa programação.

Os eixos temáticos do II Congresso Nacional da Primeira Infância – “Pelo direito de ser criança” – giraram em torno de Pesquisa com crianças, práticas educativas, atividades culturais, apresentação de trabalhos, exposição de poster’s e lançamento de livros. No encerramento, mesa redonda e premiação do Concurso de Desenhos.

Histórico do FORPEDI

A instalação do Fórum Regional Permanente de Educação da Infância (FORPEDI) ocorreu em 22 de abril de 2008, num evento específico, na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista, campus de Presidente Prudente.

Na ocasião, além da instalação do FORPEDI com aprovação dos princípios e objetivos pela plenária, a programação contou com mesa redonda coordenada pela Profª.Drª. Célia Maria Gimarães da FCT-Unesp/Presidente Prudente, sob o tema: EDUCAÇÃO DA INFÂNCIA: Direitos, Qualidade e o Compromisso dos Fóruns, com a participação da ProfªDrª Maristela Angotti da FCL – UNESP/Araraquara e Fórum Paulista de Educação Infantil e da ProfªDrª Elisabeth GelliYazlle da FCL – UNESP/ Assis e Fórum Paulista de Educação Infantil.

Em 2009 juntamente com a UNDIME (União dos Dirigentes Municipais de Educação), realizamos levantamento do Perfil das Redes Municipais e em parceria com o COMED (Conselho Municipal de Educação) de Presidente Prudente, promovemos também o Fórum de discussão INDAGAÇÕES SOBRE CURRÍCULO: a concepção de currículo e seus desdobramentos.

No ano de 2010, os esforços foram concentrados no sentido de discutir os dados referentes ao levantamento do perfil das Redes Municipais e organizar as informações a fim de promover um trabalho de formação voltado às necessidades apontadas pelos 32 municípios vinculados aos pólos regionais da UNDIME de Presidente Prudente e Presidente Epitácio-SP.

Detectadas as reais necessidades das redes municipais, em março de 2011, o FORPEDI iniciou um projeto de FORMAÇÃO CONTINUA, com a temática: A CRECHE EM FOCO, cuja proposta é desenvolver uma política pública de formação contínua dos profissionais que atuam nas creches, cujo objetivo maior é tornar o atendimento das crianças na creche uma ação que respeita os direitos constitucionais da criança e de sua família.

O foco nas questões da creche, relativamente ao atendimento a faixa etária do 0 aos 3 anos de idade, se deveu aos resultados das avaliações e reflexões junto aos responsáveis pela gestão da educação infantil nos municípios envolvidos. Considerou-se que a creche na região referida precisava de atenção sistemática e tal passou a acontecer por meio de encontros mensais com os gestores. Em 2015, as ações do FORPEDI foram ampliadas para a pré-escola e em 2018 para os anos iniciais do ensino fundamental.

Avaliação do Congresso

Ao terminar a realização do evento no Centro Cultural Matarazzo, a Coordenadora, Professora Assistente Cínthia Magda Ariosi, assim se expressou: “O Congresso foi um sucesso! Participaram por volta de 400 pessoas entre professores de escolas de educação infantil, educadores sociais de projetos socioeducativos, graduandos, pós-graduandos, gestores de creches e pré-escolas e comunidade em geral. Foi uma experiência muito rica para os 30 alunos da Unesp e Unoeste que participaram da organização das atividades”.

E acrescentou: As temáticas foram desenvolvidas de forma muito competente por todos os palestrantes e expositores com consolidada experiência em pesquisa e atividade educacionais junto às redes públicas. O tema do Congresso “Pelo direito de ser criança” foi bravamente defendido em todos os momentos do evento. Foram realizados 15 minicursos com temáticas voltadas à primeira infância. Também foram apresentados 80 trabalhos entre resultados de pesquisa e relatos de experiência e 15 pôsteres. Foram apresentadas 5 atividades culturais maravilhosas que produziram muita emoção nos participantes.
“Enfim, o II Congresso Nacional da Primeira Infância ‘‘Pelo direito de ser criança’’ foi um momento de muitas das trocas, conhecimentos e experiências educacionais. Que venha o III Congresso…” – finalizou.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Com aproximadamente 400 pessoas foi aberto no Teatro Paulo R.Lisboa do Centro Cultural Matarazzo (dia 17 de Julho/2018), o II Congresso Nacional da Primeira Infância – “Pelo direito de ser criança”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Os dois primeiros palestrantes desse Congresso, especialmente convidados para a abertura foram: o representante do MPE, Dr. Luiz Antonio Miguel Ferreira e o Professor e Escritor, Miguel Arroyo.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O FORPED – Fórum Regional Permanente de Educação da Infância – criado em 2008 na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Presidente Prudente – foi aqui evidenciado, com a presença de seus fundadores.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
As palestras aqui ministradas reuniram Educadores e Profissionais da área educacional, que representaram as maiores Universidades de quatro Estados: São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Todos os palestrantes desenvolveram os eixos temáticos em torno de pesquisa com crianças, práticas educativas, atividades culturais, apresentação de trabalhos, exposição de poster’s e lançamento de livros.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
As últimas palestras desse II Congresso Nacional da Primeira Infância – “Pelo direito de ser criança”, foram pronunciadas por docentes do Rio de Janeiro (UFRJ) e Ufrgs/Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Coroando o sucesso de um grande evento dedicado à Primeira Infância (De Zero a 6 anos de idade), foram prestadas justas e significativas homenagens à Coordenadora, Profª.Drª. Cinthia Magda Ariosi.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jul 20

A UNIPONTAL firmou importante convênio de cooperação técnica e acadêmica com a Universidade Estadual Paulista – UNESP – visando a realização de estudos e pesquisas, consultorias, conferências, publicações, ministração de cursos e programas de capacitação. Essa deliberação possibilitou a realização de estágios e quaisquer outras atividades julgadas de interesse ou de conveniência pelos partícipantes. Entre as quais a principal se relaciona com o “PONTAL TRANSPARENTE”. Esse projeto trata dos estudos e definição de tecnologias de informação geográfica para a elaboração de um Geoportal. É para atender às necessidades dos municípios associados à União dos Municípios do Pontal do Paranapanema – UNIPONTAL.

Esta ferramenta de Gestão Territorial vai beneficiar todos os municípios associados à UNIPONTAL e deverá ser desenvolvida em parceria entre a UNIPONTAL e o Grupo de Pesquisas em Aquisição e Representação de Dados Espaciais – GARDE – da Faculdade de Ciências e Tecnologia, da UNESP – Câmpus de Presidente Prudente – SP. O desenvolvimento desse projeto teve início recentemente, quando a UNIPONTAL elaborou o Plano de Desenvolvimento Regional e Local dos Municípios do Pontal do Paranapanema – PDEPP, cujo principal objetivo foi promover crescimento econômico. Com redução das desigualdades nos 32 municípios do extremo oeste paulista, conhecida como Pontal do Paranapanema, proporcionando a melhoria da qualidade de vida para os seus 500 mil habitantes.

Essa iniciativa da União dos Municípios do Pontal do Paranapanema (UNIPONTAL) foi apoiada com recursos do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, visando o desenvolvimento socioeconômico sustentável da região, que tem como vocações o agronegócio, a pecuária e o turismo.

Cadastro e gestão territorial

Inegavelmente, trata-se de uma visão luso-brasileira para a implantação de sistemas de informação cadastral nos municipios, cujos autores são os seguintes:
Amilton Amorim; Marcos Aurélio Pelegrina e Rui Pedro Julião. Nessa obra é abordada a Gestão Territorial com o objetivo de compreender sua relevância e seus principais desafios. Assim como as reais necessidades de obtenção de dados e recursos para seu êxito. Apresenta-se o paradigma do Cadastro Territorial Multifinalitário, seus conceitos fundamentais e o modo como ele é abordado em várias regiões e em vários países. Além disso, trata-se da Infraestrutura de Dados Espaciais (IDE), considerada essencial para o desenvolvimento de projetos relativos à produção, gestão e exploração de dados geográficos e cadastrais, em contextos compartilhados por vários serviços do Estado.

Finalmente é apresentada uma análise dos requisitos e modelos para a Gestão Territorial (baseada no Cadastro Territorial Multifinalitário) e com a utilização da IDE, com particular destaque para o Land Administration Domain Model (LADM). Por fim, é apresentada uma análise da situação do desenvolvimento dos sistemas cadastrais e sua aplicação na Gestão Territorial no Brasil e em Portugal.

-> Link para aquisição e-book ou impresso: http://editoraunesp.com.br/catalogo/9788595462823,cadastro-e-gestao-territorial

Clique para ampliar!
Segundo o Prof.Dr.Amilton Amorim, da FCT/Unesp, esse convênio deverá beneficiar 32 municipios associados a UNIPONTAL.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jul 20

Durante reunião do Grupo de Trabalho de Áreas de Preservação Permanente e Mananciais (GT-APP/Mananciais) do Comitê da Bacia Hidrográfica do Pontal do Paranapanema, no dia 12 de julho de 2018, a aluna Isadora Cogo Badan e Lucas Momesso Fernandes, do curso de graduação em Engenharia Ambiental da FCT/UNESP, entregaram os “Estudos de Restauração Ecológica e Adequação de Estradas Rurais na área da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios – APTA – Polo Regional Alta Sorocabana de Presidente Prudente.

Os estudos foram desenvolvidos nas disciplinas Gerenciamento de Recursos Hídricos e Projeto de Recuperação de Áreas Degradadas, ministradas pelos professores Antonio Cezar Leal e Renata Ribeiro de Araújo, com os objetivos de formar e capacitar os alunos de Engenharia Ambiental em estudos aplicados à restauração ecológica e à recuperação de estradas rurais, em ações articuladas de ensino, pesquisa e extensão universitária com o CBH Pontal do Paranapanema para a proteção do manancial do alto curso do rio Santo Anastácio, que abastece parte da população de Presidente Prudente, polo regional do oeste paulista.

Para a realização desses estudos foram realizadas aulas teóricas e práticas no campus da Unesp; encontros com profissionais atuantes em órgãos públicos (DAEE, CODASP, CETESB, MPESP, CBRN, dentre outros) e de consultoria ambiental; trabalhos de campo na APTA, para diagnóstico da situação ambiental; visitas técnicas em obras de adequação de estradas rurais da Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo (CODASP), nos programas e ações ambientais desenvolvidas pela Itaipu Binacional em Foz do Iguaçu e região e nos projetos de restauração ecológica e sistemas agroflorestais (SAF) do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ).

Para a elaboração dos estudos técnicos os graduandos tiveram capacitação em ArcGIS, ministrada por doutorandos em Ciências Cartográficas e Geografia e graduando em Engenharia Ambiental, em aplicação de normas de monitoramento de projetos de restauração ecológica, ministrada por profissional da Secretaria Estadual do Meio Ambiente do Estado São Paulo (CBRN/SMA), e em Licenciamento Ambiental, ministrada por diretores da consultoria ambiental Renovatio Soluções Sustentáveis.

A partir da união dos conhecimentos gerados com o apoio desse conjunto de aulas e atividades extraclasse, com as parcerias institucionais e ação colaborativa de outros alunos e professores, foi possível elaborar os estudos sobre a restauração ecológica, incluindo propostas para monitoramento da quantidade e qualidade da água e da cobertura vegetal e de realização de SAF para pequenas propriedades rurais, e adequação de estradas para a área da APTA, com detalhes técnicos, mapas, gráficos, tabelas e orçamentos.

Os estudos foram apresentados ao GT-APP/Mananciais em 28 de junho de 2018, para análise e recebimento de contribuições. Após a revisão foram unificados e entregues ao CBH Pontal do Paranapanema e APTA-Regional para que possam subsidiar tomada de decisões e articulação com órgãos ambientais estaduais e municipais para sua execução.

Os alunos envolvidos ressaltaram que os estudos e vivências foram importantes para sua formação profissional e ampliação de conhecimentos, concretizando o aprendizado de sala de aula em contato com o mercado de trabalho, especialmente pela interação com diversos órgãos públicos, da iniciativa privada e da sociedade civil.

Os professores e alunos envolvidos agradecem o apoio da Direção e dos Departamentos de Planejamento, Urbanismo e Ambiente, de Geografia e de Cartografia da FCT/UNESP, do CBH Pontal do Paranapanema, DAEE, APTA, CODASP, CBRN/SMA, CETESB, IPÊ, Itaipu Binacional, MPESP, Renovatio Soluções Sustentáveis e outras instituições e profissionais que contribuíram para a realização desses estudos.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!

Clique para ampliar! Clique para ampliar!

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jun 01

O balanço das dissertações de Mestrado e teses de Doutorado aponta durante o mês de Maio de 2018 na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Campus de Presidente Prudente -  um total de treze defesas publicas. Foram 9 dissertações de Mestrado e 4 teses de Doutorado defendidas entre 03 de Maio até o dia 30. Geografia teve 6 defesas; Fisioterapia 5, Matemática e Educação 2.

A Seção Técnica de Pós-Graduação elaborou Relatório Geral  apresentando detalhadamente todos os pormenores desse período correspondente ao  5º mês do ano, conforme segue:

Programa Discente Curso Título Defesa Comissão Examinadora
GEOGRAFIA (ME/DO) Cláudia Yolima Ines Devia Acosta DR Urbanización, red urbana y extractivismo. Una visióndel caso de Villavicencio (Meta, Colombia) 3/5/2018
-Jhon Williams Montoya Garay
-Eliseu Savério Sposito
-Arthur Magon Whitacker
-Márcio José Catelan
-Gustavo Montañez Góme
MATEMÁTICA APLICADA E COMPUTACIONAL Tânia Robaskiewicz Coneglian Fujii MS Construção de Escalas para Avaliação de Proficiência em Conteúdos Matemáticos com base na Teoria de Resposta ao Item 7/5/2018
-Aparecida Donizete Pires de Souza
-Adriano Ferreti Borgatto
-Mario HissamitsuTarumoto
-Marioana Curi
EDUCAÇÃO Fabiana Goes da Silva Agostinho MS FORMAÇÃO DOCENTE E ENSINO DE PRODUÇÃO TEXTUAL: CONCEPÇÕES E POSSIBILIDADES DE MUDANÇA POR MEIO DE UM PROCESSO FORMATIVO 10/5/2018
-Ana Luzia Videira Parisotto
-Odilon Helou Fleury Curado
-Rozana Aparecida Lopes Messias
FISIOTERAPIA Amanda Schenatto Ferreira MS ASPECTOS DA FUNÇÃO MUSCULAR EM MULHERES COM DOR FEMOROPATELAR E SUAS IMPLICAÇÕES NO PADRÃO DE MOVIMENTO DURANTE A SUBIDA DE ESCADA 11/5/2018
-Fábio Mícolis de Azevedo
-Ruben de Faria Negrão Filho
-Fernando Amâncio Aragão
GEOGRAFIA (MP) André Gonçalves Vieira MS A QUALIDADE DAS ÁGUAS EM CANAIS FLUVIAIS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO DO GRAMADO, NO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE – SP: A INTERPRETAÇÃO A PARTIR DAS DIFERENTES FORMAS DE APROPRIAÇÕES DO TERRITÓRIO 16/05/18
-Renata Ribeiro de Araújo
-Maria Cristina Rizk
-Raoul Henry
FISIOTERAPIA Caroline Pancera Laurindo MS EFEITO DO TREINAMENTO RESISTIDO SOBRE A EXPRESSÃO DE GENES MITOCONDRIAIS, PARÂMETROS CARDIOVASCULARES, HEPÁTICOS E SÉRICOS DE ANIMAIS OBESOS INDUZIDOS POR DIETA HIPERCALÓRICA 18/05/18
-Patrícia Monteiro Seraphim
-Luiz Carlos Marques Vanderlei
-Gisele Alborghetti Nai
FISIOTERAPIA Nilton Mantovani Júnior MS EFEITOS DA MASSAGEM COMO TÉCNICA RECUPERATIVA EM DIFERENTES MOMENTOS DE APLICAÇÃO SOBRE A MODULAÇÃO AUTONÔMICA CARDÍACA E PARÂMETROS CARDIORRESPIRATÓRIOS 21/05/18
-Franciele Marques Vanderlei
-Vitor Engrácia Valenti
-Ana Clara Campagnolo Gonçalves Toledo
GEOGRAFIA (ME/DO) Raphael Fernando Diniz DR DIÁLOGO DE SABERES OU MONÓLOGO DO CONHECIMENTO? AÇÃO EXTENSIONISTA E POLÍTICAS DE DESENVOLVIMENTO RURAL NO VALE DO JEQUITINHONHA MINEIRO 21/05/18
-ALINE WEBER SULZBACHER
-Antonio Nivaldo Hespanhol
-Carlos de Castro Neves Neto
-Antonio Lázaro Sant Ana
-Clécio Azevedo da Silva
GEOGRAFIA (ME/DO) Gabriela Donaton MS A produção orgânica no município de Piracaia-SP e a relação produtor-consumidor: o caso da Associação Piracaia Orgânica 22/05/18
-Rosângela Aparecida de Medeiros Hespanhol
GEOGRAFIA (ME/DO) Heloísa Mariz Ferreira DR O centro preexistente e o centro principal nas cidades policêntricas: transformações e permanências em Marília, Presidente Prudente e São Carlos-SP 25/05/18
-Arthur Magon Whitacker
-Nécio Turra Neto
-Maria Encarnação Beltrão Sposito
-William Ribeiro da Silva
-Sérgio Moreno Redón
GEOGRAFIA (ME/DO) Luciana da Costa Feitosa DR Política de Saúde e Política Nacional de Desenvolvimento Regional: O Conflito Político-Institucional da Região no Brasil 25/05/18
-Raul Borges Guimaraes
-Everaldo Santos Melazzo
-Aldo Aloísio Dantas da Silva
-Umberto Catarino Pessoto
-João Mendes da Rocha Neto
FISIOTERAPIA Alline Mardegan Mioto MS ARTRITE INDUZIDA EM RATOS 30/05/18
-José Carlos Silva Camargo Filho
-Luiz Carlos Marques Vanderlei
-Robson Chacon Castoldi
FISIOTERAPIA Natália de Souza Pontes MS FATORES QUE INFLUENCIAM A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA E RISCO DE QUEDAS EM IDOSOS COM DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA 30/05/18
-Dionei Ramos
-Franciele Marques Vanderlei
-Renata Calciolari Rossi

 

Os destaques de Maio

No início do mês, mais propriamente no dia 03 de Maio, Cláudia Yolima Inês Devia Costa fez sua defesa pública de tese de Doutorado/Geografia, tendo como Orientador o Prof.Dr.John Willians Montoia Garay. Tema desenvolvido: ‘’Urbanização,rede urbana e suburbana, referente Meta/Colômbia’’. Outra tese de Doutorado foi defendida no dia 21 de Maio, pelo candidato Rafael Fernando Diniz/ Geografia, sob orientação da Profª.Drª. Aline Weber Sulzbaker. Tema: “Diálogos de saberes ou monólogo do conhecimento? Ação extensionista e Políticas de desenvolvimento no Vale do Jequitinhonha mineiro’’.

No dia 25 de Maio registrou-se a 3ª defesa de tese de Doutorado/Geografia, pela candidata Luciana da Costa Feitosa, tendo como Orientador o Prof.Dr.Raul Borges Guimarães. Tema: ‘’Política de Saúde e Política Nacional de Desenvolvimento Regional: o Conflito Político Institucional da região no Brasil’’. No mesmo dia, sob orientação do Prof.Dr. Arthur Magon Whitacker, a Doutoranda Heloíza Mariz Ferreira fez sua defesa pública de tese em Geografia. Tema: ‘’O centro pré-existe e o centro principal nas cidades poliocêntricas: transformações e permanências em Marília, Presidente Prudente e São Carlos /SP’’.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Doutorando Raphael Fernando Diniz, do Programa de Pós-Graduação em Geografia defendeu sua tese sob orientação do Prof.Dr. Antonio Nivaldo Hespanhol.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Acompanhando os trabalhos desenvolvidos neste local da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp, familiares, amigos e colegas do Doutorando.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Luciana da Costa Feitosa, do Programa de Pós-Graduação em Geografia, defendeu tese de Doutorado no dia 25 de Maio de 2018 na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente-SP.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Prof.Dr.Raul Borges Guimarães, do Deptº de Geografia da FCT/Unesp atuou como Orientador da Doutoranda, tendo também a presença de membros da Comissão Examinadora, inclusive por Video-conferência.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Sob orientação do Prof.Dr.Arthur Magon Whitacker, a Doutoranda Heloíza Mariz Ferreira desenvolveu sua tese que foi defendida publicamente na FCT/Unesp, no dia 25 de Maio de 2018 perante a Comissão Examinadora.

Clique para ampliar!Clique para ampliar!
O local onde foi realizada a defesa pública de tese de Doutorado em Geografia, reuniu grande número de assistentes, com presença marcante nesse ato do mais alto significado para a Doutoranda, seus familiares e amigos.

Dissertações do período

No dia 7 de Maio, Tânia Robaskiewics Coneglian Fujii, sob orientação da Profª.Drª.Aparecida Donizeti Pires de Souza. Ref.Matemática Aplicada e Computacional. Tema: ‘’Construção de escalas para avaliação de proficiência em conteúdos matemáticos com base na teoria de resposta ao item’’. No dia 10 de Maio, a candidata Fabiana Goes da Silva Agostinho, do curso de pós-graduação em Educação se apresentou perante à Comissão Examinadora, sob orientação da Profª.Drª.Ana Luzia Videira Parizotto. Tema: ‘’Formação docente e ensino de produção textual: Concepções e possibilidades de mudança por meio de um processo formativo”.

A terceira dissertação do mês de Maio ocorreu no dia 11. Amanda Schenatto Ferreira, do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia fez sua defesa pública, tendo como Orientador, o Prof.Dr.Fábio Mícolis de Azevedo. Tema desenvolvido: ‘’Aspectos da função muscular em mulheres com dor femeropatelar e suas implicações no padrão de movimento durante a subida de escada’’. Em seguida, mais propriamente no dia 16 de Maio, André Gonçalves Vieira/Geografia, se apresentou para defender o tema: “A qualidade das águas em canais fluviais da Bacia Hidrográfica do Córrego do Gramado, município de Presidente Prudente-SP: A interpretação a partir das diferentes formas de apropriações do território”. Orientadora: Profª.Drª. Renata Ribeiro de Araujo.

No dia 18 de Maio, dissertação de Mestrado/Fisioterapia por Caroline Pancera Laurindo, tendo como Orientadora a Profª.Drª. Patrícia Monteiro Seraphim. Tema desenvolvido: ‘’Efeito do treinamento resistido sobre a expressão de genes mitrocondriais, parâmetros cardiovasculares hepáticos e séricos de animais obesos induzidos por dieta hipercalórica”. No dia 21 de Maio, quem se apresentou para a defesa de dissertação de Mestrado foi o candidato Nilton Mantovani Junior, do curso de Pós-Graduação em Fisioterapia. A Profª.Drª.Franciele Marques Vanderlei foi a Orientadora. Tema: Efeitos da massagem como técnica recuperativa em diferentes momentos de aplicação sobre a modulação autonômica cardíaca e parâmetros cardiorespiratórios’’.

A dissertação seguinte/Geografia em 22 de Maio, foi atribuída à candidata Gabriela Donaton, que teve como sua Orientadora, a Profª.Drª. Rosângela Aparecida de Medeiros Hespanhol. Tema desenvolvido: ‘’A produção orgânica no município de Piracaia/SP e a relação produtor-consumidor: caso da Associação Piracaia Orgânica’’. Fisioterapia figurou como as duas últimas dissertações de Mestrado do mês de Maio de 2018. A 1ª dissertação foi defendida pela candidata Aline Mardegan Mioto, sob a coordenação do Prof.Dr.José Carlos Silva Camargo Filho (Zeca). Natália de Souza Pontes figurou como a última Mestranda de Maio a fazer sua defesa pública, desenvolvendo o tema: ‘’Fatores que influenciam a prática de atividade física e risco de quedas por idosos, com doença pulmonar obstrutiva crônica’’. Orientação da Profª.Drª.Dione Ramos e participação de todos os membros da Comissão Examinadora.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A candidata ao Mestrado Aline Mardegan Mioto, do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia fez sua defesa pública perante a Comissão Examinadora, tendo como Orientador o Prof.Dr.José Carlos Silva Camargo Filho.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Natália de Souza Pontes defendeu dissertação de Mestrado/Fisioterapia, tendo como Orientadora a Profª.Drª.Dione Ramos. Além de dois membros da Comissão Examinadora, foi utilizado o Sistema de Video-conferência, permitindo a participação do 3º membro.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

mai 14

Como bolsista, egresso de Pós-Graduação da FCT/Unesp realizou estágio de dois meses.

Sob orientação do Prof.Dr.Danilo Medeiros Eler, do Departamento de Matemática Aplicada e Computacional da FCT/Unesp, o ex-aluno Wilson Estécio Marcílio Jr (regularmente matriculado no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação) cumpriu importante estágio de dois meses na Dalhouse University – Computer Science – Halifax/Canadá. Nos meses de Março e Abril deste ano, ele participou de um curso de bacharelado e realizou estágio através de um Projeto de Pesquisa de curta e média duração. Trata-se da modalidade BEPE/Bolsa de Pesquisa no Exterior que é concedida a bolsistas FAPESP.

O Projeto De Pesquisa que contemplou o bolsista da Faculdade de Ciências e Tecnologia foi desenvolvido satisfatoriamente e se enquadra na linha de visualização de Informações. Seu objetivo é o de elaborar uma nova técnica de exploração multinível em representações geradas por técnicas de projeção multidimensional, o que auxiliará usuários na exploração de conjuntos de dados, com base na similaridade e diversidades das instâncias de dados. No exterior, o projeto foi desenvolvido sob supervisão do Prof.Dr.Fernando Vieira Paulo Vick, com atuação no VVA/Vizualization and Visual Analytics. Resumo do Projeto pode ser obtido na Biblioteca Virtual da FAPESP.

Retornando a Presidente Prudente, o egresso Wilson Estécio Marcilio Jr nos contou que o projeto apresentado no Canadá, foi originário de uma aplicação, no sentido de produzir imagens (mais de 50 mil fotos) para seleção de acordo com suas necessidades. Na etapa final, uma seleção em torno de 1 mil fotos, embora dispondo de 5 mil previamente selecionadas, com prioridade para as do meio ambiente. Depois da seleção, as fotos são utilizadas como melhor motivação.

O Orientador – desde 2016 – Prof.Dr.Danilo Medeiros Eler é de opinião que seu Orientando Wilson Estécio desenvolveu o projeto relacionado ao que foi coordenado pelo Prof.Dr.Fernando Vieira Paulo Vick. O projeto relacionado de Mestrado foi desenvolvido no Brasil e é um complemento de outro projeto que deve apoiar a exploração de um conjunto de imagens. Visa utilizar técnicas de visualização da informação para gerar representações gráficas, que auxiliem o usuário na exploração e organização de conjuntos de dados.

A técnica de visualização utilizada no projeto é conhecida como projeção multi-dimensional, a qual cria representações que refletem a similaridade dos dados de um conjunto. Ou seja: dados que são similares aos posicionados, próximos à tela do computador. Assim, grupos de dados similares são gerados para facilitar a organização exploração de conjuntos de dados. Um conjunto identificado é a sobreposição dos dados apresentados para o usuário: sendo necessário o estudo de novas estratégias para minimizar esse problema.

Embora a literatura apresente muitas técnicas para remoção de sobreposição, o espaço requerido para gerar representações – sem sobreposição – é proporcional ao tamanho do conjunto de dados. Para minimizar tal limitação, projeto desenvolvido no estágio da pesquisa no exterior, foram estudadas maneiras de facilitar a exploração das representações gráficas, quando conjuntos de dados muito grandes são utilizados. Então, foi desenvolvida uma técnica de exploração multinível, para que o usuário possa ter uma melhor experiência durante o processo exploratório.

As novas técnicas – diz o Prof.Dr.Danilo Medeirso Eler – foram aplicadas em conjuntos de imagens, permitindo que imagens similares sejam agrupadas e sendo representativas fossem apresentadas ao usuário. Além da técnica multinível, novos recursos foram estudados e implementados, permitindo assim que o usuário recupere imagens similares àquelas de maior interesse. O Orientando, Wilson Estécio Marcílio Jr é natural de Santo Anastácio, tem 23 anos de idade e ingressou na FCT/Unesp em 2012 como aluno do curso de Graduação em Ciência da Computação, que concluiu em 2016. Aprovado como bolsista da FAPESP, viajou para o Canadá, onde desenvolveu estágio de pesquisa na Dalhousie University em Halifax/Canadá, cumprindo estágio de pesquisa nos meses de Março e Abril de 2018.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Bolsista e ex-aluno do curso de Ciência da Computação, Wilson Estécio Marcílio Jr teve como seu Orientador, o Prof.Dr.Danilo Medeiros Eler, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O ex-aluno Wilson Marcílio regularmente matriculado no curso de Pós-Graduação foi aceito como Bolsista da FAPESP e cumpriu sua jornada de estágio no Canadá, nos meses de Março e Abril de 2018.

Clique para ampliar!
Participando do curso de Bacharelado na Dalhouse University (do Canadá), o bolsista Wilson Estécio Marcílio Jr desenvolveu Projeto de Pesquisa na linha de visualização e informações, tendo por objetivo elaborar uma nova técnica de exploração multinível.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

abr 19

No Centro Cultural Matarazzo, a 1ª etapa de um projeto que reuniu cerca de 400 Educadores provenientes de 24 municípios da região.

Tendo por principal objetivo a discussão dos oito eixos propostos pelo Plano Nacional, realizou-se no Teatro Paulo Roberto Lisboa do Centro Cultural Matarazzo, em Presidente Prudente, a 3ª Edição Intermunicipal de Educação. O evento reuniu no dia 16 de Abril centenas de educadores, além de autoridades e convidados. Nesse encontro não faltaram proposições políticas, ações indicando responsabilidades e atribuições envolvendo a comunidade local e regional. Por tabela a Administração Pública e representações municipais, do Estado de São Paulo e do Governo Federal. As conclusões resultantes desse conclave serão levadas para a etapa Estadual da conferência, que ocorre no mês de Junho.

A última etapa de âmbito intermunicipal aqui realizada, contou com o envolvimento da União dos Dirigentes Municipais da Educação – UNDINE – sendo representada por Presidente Prudente, Regente Feijó e Presidente Epitácio, através de seus Fóruns. Contou ainda com a adesão e apoio das Diretorias de Ensino de Prudente e Mirante do Paranapanema e dos Conselhos Municipais de Educação de Prudente e Martinópolis. Nesse empenho, foram incorporados o Fórum Regional Permanente de Educação da Infância (Forpedi) e o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público de Presidente Prudente (Sintrapp). A programação foi desenvolvida das 9 às 18hs, incluindo plenárias de eixos, palestra e eleição dos Delegados.

No ato solene de abertura, o Prefeito Nelson Roberto Bugalho e a Secretária Municipal de Educação, Sonia Maria Pelegrini representaram o Governo Municipal e o Vereador Adão Batista representou a Câmara Municipal. O Ministério Público Estadual foi representado pelo Promotor Luiz Antonio Miguel Ferreira, que é o responsável pelo Grupo de Atuação Especial de Educação – GEDUC – Núcleo de Presidente Prudente. Também presentes: o Presidente da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação, Eduardo Cezar da Silva; o Diretor da FCT/Unesp, Prof.Dr. Sandro Eduardo Garcia; a Profª.Drª. Yoshie Ussami Ferrari Leite, Coordenadora do Fórum Municipal de Educação de Presidente Prudente; Profª.Drª.Marta Campos de Quadros (Secretária);o Ex-Secretário Municipal de Educação, Prof. Pedro Newton Rotta e outros.

O Prefeito em seu discurso congratulou-se com os organizadores do evento e cumprimentou a classe do professorado pela dedicação e trabalho à causa da Educação. A Secretária Municipal de Educação, Sônia Maria Pelegrini ressaltou que as conferências são realizadas primeiramente em âmbito municipal. Depois – disse – são transferidas para a intermunicipal onde são escolhidos 12 Delegados, que estarão nos representando em âmbito estadual. Ela acrescentou que o mais importante a ser avaliado é sobre os oito eixos estabelecidos pelo Plano Nacional de Educação.

A Profª.Drª.Yoshie Ussami Ferrari Leite ocupou a tribuna para dizer que “com muito orgulho e satisfação realizamos a abertura da Conferência Intermunicipal de Educação, com a presença de quase 400 Professores, provenientes de 24 municípios da região. A conferência tem como objetivo, contribuir com a construção do Sistema Nacional de Educação através da análise do documento referência, organizado em oito eixos. O Fórum Municipal de Educação de Presidente Prudente existe desde o dia 13 de Dezembro de 2016. É um espaço permanente de discussão, formado por mais de 40 órgãos públicos, entidades, movimentos sociais e segmentos da educação escolar. Todos preocupados com a garantia e a defesa dos direitos das crianças, adolescentes, jovens e adultos”.

Líder do GPFOPE (do Departamento de Educação da FCT/Unesp) a Professora Yoshie recorda que o Fórum Municipal de Educação promoveu no dia 24 de Novembro de 2017 a 1ª Conferência, onde “começávamos a avaliar o Plano Municipal de Educação em suas diversas metas e estratégias. Conforme o Regimento Interno do Fórum Municipal de Educação, também é nossa atribuição convocar, planejar e coordenar as conferências. É por isso que estamos juntos nessa discussão e nesse debate, que só foi possível graças à ajuda da SEDUC de Presidente Prudente”.

Finalizando, alertou a Professora Yoshie: “Nesses tempos de crise política e de várias atitudes de desmantelamentos e de desmonte, é necessário que fiquemos atentos para não perdermos as conquistas e as esperanças, em prol de uma educação de qualidade”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
No Teatro Paulo R.Lisboa do Centro Cultural Matarazzo, a abertura da Conferência Intermunicipal da CONAE 2018, abrilhantada pela Banda Musical Regimental do 18ºBPM-I.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A afluência a esse local onde se realizou a 3ª Edição da Conferência Intermunicipal de Educação surpreendeu, com a presença de centenas de Educadores de toda a região.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Prof.Dr.Rogério Eduardo Garcia, Diretor da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Pres.Prudente – bem como docentes e autoridades participaram do evento.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Da Tribuna, o Prefeito Nelson Roberto Bugalho fez a saudação especialmente dirigida ao Professorado e autoridades presentes na 3ª Edição da
Conferência Intermunicipal de Educação.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Secretária Municipal de Educação, Sônia Maria Pelegrini e a Profª.Drª.Yoshie Ussami Ferrari Leite (Lider do GPFOPE), do Deptº de Educação da FCT/Unesp também se destacaram.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

out 05

Em comemoração ao “Centenário” de Pres.Prudente, houve lançamentos simultâneos do Museu de Arqueologia Regional da FCT/Unesp.

Foi uma surpresa das mais agradáveis para quem esteve no Centro Cultural Matarazzo, na noite de abertura do 8º Salão do Livro em Presidente Prudente. Dois títulos dos mais sugestivos foram mostrados aos primeiros visitantes, marcando assim o lançamento simbólico de novos livros que constituem importante subsídio para o ensino da História, Geografia e Sociologia do Ensino Médio.

Um desses lançamentos – Paisagens culturais do Estado de São Paulo (Coleção – Os primeiros que chegaram), tem 335 páginas e segundo a autora, Profª.Drª.Neide Barrocá de Faccio “é produto de esforço acadêmico do Laboratório de Arqueologia Guarani e Estudos da Paisagem da UNESP (LAG-FCT/Unesp) e do Museu de Arqueologia Guarani e Estudos da Paisagem que atende a distintos objetivos. Em primeiro lugar, contempla a necessária atividade de divulgação científica, na medida em que expressa e exterioriza o resultado de estudos realizados pelos pesquisadores do LAG e do MAR em diferentes projetos. Formatados, constituem o 3º volume da Coleção “Os primeiros que chegaram”.

A Professora Neide explica que os 13 capítulos do livro, foram organizados de forma a manter certa independência, o que facilita o fim didático. Mesmo assim, ”Paisagens Culturais do Estado de São Paulo” – Coleção os primeiros que chegaram –busca claramente apresentar o estado da arte da pesquisa arqueológica – com especial ênfase nas regiões norte e oeste paulista. Tudo a partir da produção e reflexão do Grupo de Pesquisas, sediado no LAG e no Museu MAR da FCT/Unesp.

Em termos de avaliação, nesse sentido, são apresentados temas como: estudo da paisagem da área de sítios arqueológicos Guarani, lídicos lascados de grupos de caçadores-coletores e outros animais, envolvendo grupos de caça provenientes do norte de São Paulo e do Vale do Paranapanema Paulista. Em termos de assentamentos pré-coloniais, Etnohistória Kaingang no Estado de São Paulo, traz importante subsídio com reflexões sobre a Arqueologia Regional.

Panorama do Norte paranaense

O Livro: Cultura, Arqueologia e Etno-história nos mostra um panorama daquela faixa de terras com ênfase especial nos “Primeiros” que chegaram, atendendo a distintos objetivos. Em 1º lugar contempla a necessária atividade de divulgação científica na medida em que expressa e exterioriza o resultado nas áreas de: Arqueologia, Étnohistória e Patrimônio em parte do Estado do Paraná. Matérias constantes: trabalho paradidático em 2º lugar. Disciplinas: História, Geografia e Sociologia do Ensino Fundamental e Médio.

Outras explicações dadas pela Curadora e Organizadora do evento que incluiu o lançamento de livros: 1º capítulo – de Lúcio Tadeu Mota apresenta a Etnohistória do Vale do Paranapanema (região de Paranavaí), com pesquisas arqueológicas. O 2º capítulo – de Luiz Antonio Barone, Juliana Aparecida Rocha Luz, Paula Gabriel de Lima e Neide Barrocá de Faccio – trata de um inventário preliminar de bens materiais. O 3º capítulo, de Juliana Aparecida Rocha Luz, Danilo Alexandre Galhardo e Neide Barrocá de Faccio aborda os Grupos caçadores, coletores do Baixo Paranapanema com domicilio na microrregião de Paranavaí/PR, revelando aspectos da cultura desses grupos indígenas. O 4º capítulo de Lucio Tadeu Mota evidencia dados ref.sabotadores no Vale do Paranapanema com destaque p/a microrregião de Paranavaí, onde se sobressai a cultura indígena. No 5º capitulo: André Felipe Alves e Neide Barrocá de Faccio apresentam uma introdução ao estudo de Arte Rupestre.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Livro “Paisagens culturais do Estado de São Paulo” está sendo lançado pela Profª.Drª.Neide Barrocá de Faccio no 8º Salão do Livro, em sua 2ª Edição.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Neste evento que marca a comemoração do Centenário de Presidente Prudente, outro lançamento de destaque foi representado por este novo Livro.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

set 10

DOUTORADO NO FECHAMENTO DE AGOSTO

Workshop Comentários desativados

No dia 31, no Anfiteatro II da FCT/Unesp foi defendida a última tese do mês.

Orientador, Presidente e membro integrante da Comissão Examinadora, o Prof.Dr.Marcelo Dornelles Carvalhal, da Unesp/Ourinhos atuou no dia 31 de Agosto em Presidente Prudente. Foi mais uma defesa pública de tese de Doutorado/Geografia pela candidata Francilene Soares de Medeiros Costa. Tema desenvolvido: “Trabalho doméstico remunerado no Brasil: dilemas contemporâneos para a proteção social”. Local: Anfiteatro II.

Tomaram parte – além do Professor Carvalhal – os seguintes docentes: Prof.Dr.Almir El Rakin de Paula, da Coordenadoria do curso de Geografia da Unesp/Ourinhos/SP; Prof.Dr.Ricardo Pires de Paula, da FCT/Unesp-Presidente Prudente-SP; Prof.Dr.Paulo Fernando Cirino Mourão, da Unesp/Ourinhos-SP e Profª.Drª.Vera Lúcia Batista Gomes, do Departamento de Política e Trabalhos Sociais da Universidade Federal do Pará/Centro Socioeconômico.

Escala nacional e interestadual

A tese defendida por Francilene Soares de Medeiros destaca inicialmente as relações existentes entre regulamentação do trabalho doméstico remunerado no Brasil e a desproteção social das trabalhadoras diaristas. A abordagem metodológica quantitativa e qualitativa fez uso de fontes documentais e bibliográficas – além de dados e estatísticas – sobre o trabalho doméstico compilados pela Organização Internacional do Trabalho e presentes na base de microdados do PNAD. Também foram realizadas entrevistas com diaristas residentes nas cidades de Belém/PA e São Paulo/SP.

A Doutoranda acrescenta que a regulamentação recente do trabalho doméstico no Brasil é um avanço inegável para a garantia de melhores padrões de proteção social das domésticas. No entanto – diz – o aumento do número de diaristas em curso no País, pelo menos há duas décadas, pressupõe a realização autônoma da prestação de serviço, a qual é regulada por normas do Direito do Trabalho. Isso torna a nova legislação do trabalho doméstico, parcialmente eficaz na ampliação e proteção social dessas trabalhadoras.

Na tese que defendeu perante a Comissão Examinadora, Francilene ressalta: “Embora seja assegurado às diaristas o direito de ter acesso à proteção social previdenciária por meio de contribuição individual, há sérias barreiras para o acesso dessas trabalhadoras ao sistema. A alternativa proposta pelo Estado para facilitar esse acesso não se mostrou adequada. As desigualdades regionais representam importante agravante”. Assim, o processo de diarização em curso no País, comparece como a nova face da desproteção social da trabalhadora doméstica brasileira.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp/ Presidente Prudente – SP: Mais uma defesa de tese de Doutorado/ Geografia pela candidata Francilene Soares de Medeiros Costa.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
“Trabalho doméstico remunerado no Brasil: dilemas contemporâneos para a proteção social” foi o tema que a Doutoranda desenvolveu em sua tese defendida em Presidente Prudente – SP.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

set 10

Na defesa da dissertação de Mestrado, apresentou-se o candidato Guilherme Yassuyuki Tacao.

Tendo como Orientadora, a Profª. Drª.Dionei Ramos, do Departamento de Fisioterapia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – o candidato Guilherme Yassuyuki Tacao, do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia,fez sua defesa pública de dissertação de Mestrado.

No período da tarde do dia 28 de Agosto, no Anfiteatro III, foi desenvolvida a defesa da dissertação que foi bastante prestigiada por colegas, amigos e familiares do Mestrando. Tema desenvolvido: Impacto da explosão à queima de biomassa sobre a taxa de prevalência em doenças respiratórias e cardiovasculares.

Integrando a Comissão Examinadora – além da Orientadora acima citada – as seguintes docentes: Profª.Drª. Ana Lúcia de Jesus Almeida, do Departamento de Fisioterapia da FCT/Unesp e Profª.Drª.Mahara Daian Lemes Proença, da Universidade Estadual do Norte do Paraná/UENP.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O candidato Guilherme Yasuyuki Tacao, do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia da FCT/Unesp fez sua defesa pública de dissertação de Mestrado perante a Comissão Examinadora.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
No Anfiteatro II da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Presidente Prudente – se desenvolveu a dissertação de Mestrado, que foi bastante prestigiada por amigos, colegas e familiares do Mestrando.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

set 10

Defesas públicas foram efetuadas no dia 21 de Agosto de 2017, na FCT/Unesp.


As candidatas do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia e Geografia se apresentaram perante às Comissões Examinadoras, especialmente para a defesa de Dissertação de Mestrado/Fisioterapia, por Ana Paula Rodrigues Rocha e tese de Doutorado/Geografia, Rita Denise de Oliveira. Orientadores: Profª.Drª.Jamile Sanches Codogno, do Deptº de Educação Física – por Videoconferência – e Prof.Dr.Paulo César Rocha, do Deptº de Geografia, ambos, docentes da FCT/Unesp. Local : Anfiteatros VI e VII, respectivamente.

Tema da dissertação de Mestrado/Fisioterapia: “Impacto de marcadores inflamatórios e nível da prática de atividade física nos custos com o tratamento ambulatorial de pacientes da Atenção Básica”. Doutorado/Geografia: tema: “Regime hidrológico do Rio Xingu e dinâmica de inundações nas planícies no entorno de Altamira, Sudoeste do Estado do Pará”.

Na Banca Examinadora da dissertação – além da Orientadora já citada – os seguintes membros: Prof.Dr.Luiz Henrique Monteiro, do Deptº de Educação Física da FCT/Unesp/Pres.Prudente (por videoconferência) e Profª.Drª.Bruna Camilo Turi, da Faculdade de Dracena/UNIFADRA.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Ana Paula Rodrigues Rocha, do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia, fez sua defesa pública de dissertação de Mestrado, na FCT/Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – SP – dia 21/Agosto. – no Anfiteatro VI.

GEOGRAFIA: TESE DEFENDIDA

Na defesa de tese de Doutorado/Geografia – dia 21 de Agosto – na FCT/Unesp: Membros da Comissão Examinadora: Além do Orientador – os seguintes docentes: Sônia Maria Simões Barbosa Magalhães Santos, da Universidade Federal do Pará; Cristina do Socorro Fernandes de Sena, do Museu Paraense Emílio Goeldi; Isabel Cristina Moroz Caccia Gouveia, do Deptº de Geografia e Renata Ribeiro de Araujo, do Deptº de Planejamento, Urbanismo e Ambiente, ambas da FCT/Unesp – Presidente Prudente – SP.

Resumo da tese

A Doutoranda Rita Denise de Oliveira explica que o Rio Xingu é afluente da margem direita do rio Amazonas e se destaca pela elevada biodiversidade de ecossistemas associados, como: igapós, pelas extensas áreas de preservação permanente em sua bacia hidrográfica. Riqueza étnica como expressiva população indígena, onde se instalou a Usina Hidrelétrica de Belo Monte.

A problemática que cerca a construção do empreendimento aponta possíveis mudanças no regime hidrológico do rio Xingu e, impactos a montante da barragem, perdas de áreas com inundação permanente e agravamento das inundações sazonais em sua área urbana. A pesquisa teve por objetivo caracterizar o comportamento hidrológico e averiguar as possíveis relações entre o regime hidrológico do rio Xingu e afluentes de menor expressão de sub-bacias que drenam a cidade de Altamira (montante da barragem), durante episódios das enchentes.

Teoricamente, as inundações foram analisadas como um sistema aberto, dinâmico, não nuclear. Metodologicamente, para entendimento do Regime Hidrológico. A expansão da área urbana de Altamira alterou, de ecossistemas fluviais com elevada conectividade com o rio Xingu. Após a construção da Usina de Belo Monte atingiram níveis máximos de perturbação. Em função da contaminação do lençol freático: elevação do nível do lençol, subsidência de terreno, afloramento de nascentes e agravamento dos alagamentos – conclui a tese defendida por Rita Denise de Oliveira.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Rita Denise de Oliveira, do Programa de Pós-Graduação em Geografia, defendeu tese de Doutorado na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – SP.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Para desenvolver suas atividades, a Doutoranda teve como Orientador, o Prof.Dr.Paulo César Rocha, da FCT/Unesp – Departamento de Geografia. A tese foi defenida no Anfiteatro VII, dia 21/Agosto.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP