out 14

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Internacionalização: Transformando escolas rurais em comunidades de aprendizagem para melhorar a sustentabilidade territorial na região dos Lagos/Chile. (Na foto, a Profª.Drª.Ana Maria Osório Araya)

Docentes da Universidade de Santiago do Chile, juntamente com a Profª.Drª. Ana Maria Osório Araya, do Departamento de Física, Química e Biologia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – vem desenvolvendo um projeto no marco das novas metodologias de aprendizagem. Nossa Docente Ana Maria, participa ativamente; não só desse projeto como especialista, mas também de outras atividades desenvolvidas no 2º semestre deste ano na localidade de Hornopiren/Chile, com continuidade assegurada até Março de 2018. O grande beneficiado será o Colégio Sagrada Família, de Hornopirem/Província chilena de Palena.

Através de um modelo pedagógico construído sobre as características da região de Los Lagos, Chile, acadêmicos da Universidade de Santiago e colaboradores externos, procuram um impacto positivo na área, estabelecendo comunidades de aprendizado em que o setor produtivo, a educação e a sociedade convergem. Desta forma, eles esperam que possam enfrentar melhor os desafios econômicos, sociais e ambientais das próximas décadas.

Após a concessão de recursos da Innova Chile de Corfo, uma equipe interdisciplinar da Universidade de Santiago do Chile está trabalhando em uma proposta para transformar as escolas rurais em comunidades de aprendizado para melhorar a sustentabilidade territorial na região de Los Lagos. O projeto se encontra na segunda faze de desenvolvimento e terá 15 meses para entregar uma proposta pedagógica integral, o que pretende reduzir o abandono escolar na área. O beneficiário, nesta primeira etapa, será o Colegio Sagrada Família de Hornopiren, localizado na província de Palena, por ter um modelo educacional que mostra interesse na formação de jovens líderes e identidade para o território.

Hornopiren é a capital da comuna de Hualaihué, província de Palena, localizada na região dos Lagos, e fica a 1.149 km de Santiago, Capital do Chile. Um dos elementos distintivos do projeto foi a formação interdisciplinar da equipe executora que conta com a participação de diferentes especialistas em temas ambientais, educacionais e de inovação. O projeto é liderado pela Dra. Carla Hernández do Departamento de Física e Dr. Alexandre Carbonnel da Escola de Arquitetura, especialista em desenvolvimento e sustentabilidade local, ambos da Universidad de Santiago. Também tem o aconselhamento internacional da Dra. Ana Maria Osorio Araya, acadêmica da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”/UNESP, com experiência em Aprendizado das Ciências e Metodologias que envolvem o contexto e significância do ensino das Ciências.

A proposta da equipe de trabalho é desenvolver um protótipo de inovação social que consiste em um modelo pedagógico territorialmente contextualizado que criará valor para a sociedade. Inicialmente, capacitando os alunos como futuros temas de mudança. Depois, gerando vínculos entre o setor acadêmico e produtivo da área, facilitando colaborações entre escolas, comunidade e empresas. O projeto atualmente se encontra na 2ª fase de desenvolvimento. Teve início em novembro de 2016, com 15 meses de prazo para entrega de uma proposta pedagógica integral, o que reduzirá o abandono escolar na área.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Província de Palena, onde se localiza Hornopiren na região dos Lagos, no Chile.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

out 13

Há quase dois anos, todos os meses na última 6ª feira/16hs. A platéia não é grande, mas satisfatória! São Professores e Estudantes que se reúnem numa das salas do Discente V ou VI. Motivação: debate de um tema que envolve o Projeto de Extensão Universitária, na área de Filosofia e Educação. Até agora – de acordo com os cálculos – foram aproximadamente 20 palestras voltadas especialmente para alunos de todos os níveis, ministrados na FCT/Unesp. O ideal é que eles participem de todas as palestras.

Cumpre ressaltar que o encontro é organizado pelo grupo do Projeto Filosofia e Ciência e reúne mensalmente um bom número de participantes formado principalmente por docentes e discentes; ficando também aberto a eventuais interessados. O último tema desenvolvido na Sala 6 (Disc.VI), esteve relacionado à Arte e Razão. Daí a interrogação: Qual a relação entre a Arte e verdade? A Arte deve ser usada como instrumento ideológico?

Há alguns meses, tivemos a oportunidade de acompanhar uma palestra proferida pelo Prof.Dr.Nery Alves. Tema: “O que é a vida”? O tema foi extenso e está contido em vários livros. Entre os quais: “O aspecto físico da célula viva”, de Erwin Schröding, da Editora Unesp. E mais: “O que é vida?” – 50 anos depois, de Michael P.Murphy e Luke A.J.O’neill – Especulações sobre o futuro da Biologia.

Neste mês de Outubro, a palestra veio no início do mês, isto é na 1ª sexta-feira e certamente terá repetição na última sexta-feira, dia 27 de Outubro. Quem conduziu a última palestra foi o Prof.Dr.Messias Meneguette Junior e o título: “A beleza salvará o mundo”, do livro “As grandes catedrais”, de Auguste Rodin. O palestrante explica que não é privilégio de professores, mas também dos alunos com base em algum livro que o estudante já tenha lido.

Em termos de palestra, o Professor Meneguette disse: “As grandes catedrais foram constituídas a exemplo dos corpos vivos: suas concordâncias, seus equilíbrios são exatamente na ordem da natureza, procedendo de leis gerais. As catedrais impõem o sentimento de confiança, de segurança, de paz. Pela harmonia.

Os grandes mestres que edificaram essas maravilhas monumentais possuíam toda a ciência e podiam aplicá-la, porque haviam bebido em suas fontes naturais, primitivas, e porque ela (natureza) havia permanecido neles.

As cores em que os pintores então molhavam os pinceis são a luz e a sombra dos dias e dos crepúsculos. Tudo se relacionava, o mais ínfimo elemento de verdade sugere verdade inteira, o belo não é distinto do útil: é a força que produz a graça: é uma perversão do gosto ou uma perversidade do espírito buscar a graça na debilidade”.

A próxima palestra já tem um convidado especial: o Professor Rodrigo, que no dia 27 de Outubro (última 6ª feira do mês), às 16hs na Sala 6 do Discente VI da FCT/Unesp, falará sobre “Filosofia da Educação”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Prof.Dr.Messias Meneguette Junior foi o convidado especial para proferir palestra pelo Projeto Filosofia & Ciência, no início deste mês na FCT/Unesp.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Encontro realizado na Sala 6 do Discente VI, reuniu Professores e Estudantes interessados na questão relacionada à Arte e Razão.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Em período anterior, o Prof.Dr.Nery Alves foi convidado a falar sobre o aspecto físico da célula viva. O que é vida? Especulações sobre o futuro da biologia.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Em sua palestra, o Professor Meneguette abordou a relação entre Arte e Verdade (a Arte e a Razão). E citou o livro: “As grandes catedrais”.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

ago 26

No último dia 23 de Agosto, o aluno do Programa de Pós-graduação em Geografia, João Paulo Peres Bezerra se apresentou perante a Banca Examinadora, para realizar sua defesa pública de dissertação de Mestrado, tendo como Orientador o Prof. Dr. Antonio Cezar Leal (Deptº de Geogafia da FCT/UNESP). O ato realizou-se na sala de reuniões da Central de Grupo de Pesquisas, e o tema escolhido para esse trabalho foi: “Planejamento Ambiental da Bacia do Ribeirão Santo Antonio”, localizado no município de Mirante do Paranapanema.

Em suas pesquisas para elaboração do trabalho, João Paulo percorreu longo trecho banhado pelo Ribeirão, em terras do Pontal do Estado. Daí, concluiu pela existência de um prolongado e gradativo aumento de áreas degradadas, devido principalmente ao gradativo aumento da erosão e assoreamento do pequeno afluente que acaba desaguando em outros rios que banham a região.

A presença dos pais do Mestrando – que vieram especialmente de Mogi Mirim – juntamente com alguns professores e colegas de curso representaram um incentivo para João Paulo Peres Bezerra, que teve sua dissertação aprovada com distinção. Além do Orientador, Prof.Dr.Antonio Cezar Leal, destaque para a presença como integrantes da Comissão Examinadora, do Prof.Dr.José Manuel Mateo Rodrigues (da Universidade de Havana/Cuba) e Prof.Dr.Edson Luis Piroli (da Unesp/Ourinhos/SP).

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Ao lado desta Mesa, representada pela Comissão Examinadora, João Paulo Peres Bezerra fez sua dissertação pública de Mestrado em Geografia. Seu trabalho de pesquisas mereceu elogiosas referências.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Para incentivar o novo Mestre em seu trabalho de defesa pública de Dissertação na área de Geografia, seus pais e amigos se fizerem presentes o tempo todo, acompanhando sua atuação no Campus da UNESP.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jun 20

Na última semana (dia 16 de Junho), tendo como local o Anfiteatro II da FCT/UNESP, o aluno Alex Sandro Gomes Pessoa, do Programa de Pós-Graduação na área de Educação defendeu sua dissertação pública de Mestrado, a partir das 14h00, tendo como Orientadora a Profª. Drª. Renata Maria Coimbra Libório, do Deptº de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia de Presidente Prudente.

“O papel da escola na vida dos adolescentes vítimas de violência sexual: risco e proteção” foi o tema enfocado durante a dissertação, tendo ainda como membros atuantes, o Profª.Drª. Maria Suzana de Stefano Menin, do Deptº de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Campus de Presidente Prudente – e Profª.Drª.Sílvia Helena Koller, da UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Alex Sandro Gomes Pessoa se preparou suficientemente para enfrentar a Banca Examinadora.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Depois de uma ampla exposição, o candidato em sua dissertação pública respondeu a todas as indagações.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
E os amigos e companheiros estavam presentes no Anfiteatro II para acompanhar sua defesa pública de Mestrado.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

mai 02

Uma equipe de alunos do 3º. Ano do Curso de Arquitetura da FCT/UNESP – Campus de Presidente Prudente – teve sua proposta selecionada para envio de um projeto executivo ao Concurso Esculturas Urbanas. A equipe é formada pelos discentes: Gustavo Favaretto Martinez, Deivis Augusto Nachif Fernandes, Bruno Celso Gobette Rodrigues e Marcelo Batista Pigioni e orientados pelo Prof. Dr. Evandro Fiorin. O concurso é promovido pela Tetra Park, com sede na Praça Victor Civita, em São Paulo/Capital.

Esse concurso dedicado a estudantes de arte, arquitetura e design, pretende fomentar a produção nacional de jovens artistas em formação. A Tetra Pak oferece a esses estudantes a possibilidade de desenvolver projetos de escultura e/ou obras tridimensionais a partir de materiais provenientes da reciclagem de embalagens Longa Vida da Tetra Pak, visando a promover uma reflexão sobre a sustentabilidade do planeta e o meio ambiente.

O edital selecionou 15 projetos finalistas. Dentre os quais, o da equipe prudentina, fazendo parte da exposição Esculturas Urbanas na Praça Victor Civita, na cidade de São Paulo. O espaço é igualmente dedicado às questões ambientais e de preservação da natureza. Com um orçamento de 13 mil reais para a excecução e mais 1 mil reais de complementação para o acabamaneto do Projeto “Frestas Urbanas”, a equipe liderada por Gustavo Favareto Martinez espera concretizar seus planos, contando com o patrocinio da Teatra Park. Após a primeira etapa, o trabalho estará habilitado a receber um prêmio de três mil reais, como forma de apoio e incentivo, além de menções honrosas.

O trabalho enviado pelos estudantes da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNESP de Presidente Prudente foi previamente selecionado e desenvolvido numa disciplina de projeto do Curso de Arquitetura e Urbanismo, com o auxílio de outros discentes; mas sem a intenção de participar de qualquer concurso. O Prof. Dr. Evandro Fiorin, responsável pela disciplina foi quem incentivou a inscrição dos alunos na seleção da Tetra Pak. Assim, o projeto foi reformulado pela atual equipe e adaptado às condições do edital, sendo considerado pela Comissão Oorganizadora (dentre 51 trabalhos recebidos de todo o país), como um dos 15 melhores.

Clique para ampliar!
Placas de Plástico e Alumínio Tetra Pak, do qual será feito o trabalho da equipe da FCT/UNESP.

Outras informações sobre o concurso acesse o site: Esculturas Urbanas

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

abr 27

No dia 20 de Abril a partir das 08h00 na sala de Apresentação de Projetos do Deptº de Cartografia, a aluna do Programa de Pós-graduação em Ciências Cartográficas, Lauriana Rúbio Sartori defendeu Tese de Doutorado perante uma Banca Examinadora que teve como Orientador o Prof. Dr. Nilton Nobuhiro Imai, do Deptº de Cartografia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Campus de Presidente Prudente. Para desenvolver a pesquisa ela usufruiu de uma Bolsa concedida pela CAPES.

O tema da tese pública versou sobre: “Imagem palsar polarimétrica no mapeamento de macrófitas do Lago Grande de Monte Alegre”, no Estado do Pará. Atuaram como componentes da Banca, a Profª.Drª. Evlyn Mércia Leão de Moraes Novo, do INPE; Prof.Dr.Thiago Sanna Freire Silva, da Divisão de Sensoriameto Remoto do INPE; Prof.Dr. João Roberto dos Santos, da Divisão de Sensoriamento Remoto do INPE e Profª. Drª. Vilma Mayumi Tachibana, do Deptº de Matemática, Estatística e Computação da FCT/UNESP.

O trabalho desenvolvido por Lauriana teve o propósito de avaliar o potencial dos dados PALSAR polarimétricos para discriminar o mapeamento das espécies de macrófitas de uma área alagável da Amazônia, representada pela planície de inundação do Grande Lago de Monte Alegre. Nessa área foram encontradas três principais espécies de macrófitas: Paspalum repens (PR), Hymenachine/amplexiocaulis (HA) e Paspalum elephantipes (PE).

De acordo com o relatório apresentado no início da defesa pública da Tese de Doutorado por Lauriana Rúbio Sartori, os resultados sugerem que a imagem polarimétrica banda L. possui potencial para discriminar as espécies de macrófitas. O volume da haste foi moderado em função dos seguintes atributos: índice de biomassa (BMI), espalhamento volumétrico (Pv), espalhamento superficial (Ps); helicidade do primeiro mecanismo de espalhamento (r1) e magnitude do tipo de espalhamento do terceiro mecanismo (as3).

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Aqui começa com a presença dos Profs.Drs.Thiago e João Roberto, do INPE, a avaliação da Tese de Doutorado defendida p/Lauriana Rúbio Sartori.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Banca Examinadora e a platéia acompanharam atentamente a explanação sobre Macrófita, Planície de Inundação da Amazônia, Polarimetria, Radar, etc.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Prof.Dr.Nilton Nobuhiro Imai foi o Orientador. Ao seu lado, as Profªs. Drªs. Evlyn Mércia Leão de Moraes Novo (INPE) e Vilma Mayumi Tachibana (FCT/UNESP).

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A platéia e a Banca Examinadora que contou inclusive com a participação de representantes da Divisão de Sensoriamento Remoto do INPE.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

out 05

Projeto premiado em 20/09/2010 em São Paulo, com “menção honrosa” no Concurso Público Nacional de Arquitetura para Tipologias de Habitação de Interesse Social Sustentável promovido pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo – CDHU e Instituto de Arquitetos do Brasil Departamento São Paulo – IAB-SP.

Autores:
Docentes: Prof. Dr. Evandro Fiorin e Prof. Dr. Fernando Sérgio Okimoto; Discentes: Carlos Eduardo Soares de Sousa, Hiwersen Angelo Gnocchi Godoy, Marina Mello Vasconcellos, Paula Aparecida Santini de Almeida, Suellen Ferreira da Costa, Victor Martins de Aguiar. (Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” Campus de Presidente Prudente-SP)

O projeto realizado é o de uma tipologia térrea de habitação para uma área em Ribeirão Preto, que pudesse ser implantada em outras regiões do Estado de São Paulo como Santos e Atibaia.

A idéia de utilizar a borracha de pneu inservível em diversas etapas construtivas permite um meio de aumentar o ciclo de vida deste material e proporcionar qualidades arquitetônicas: estéticas, construtivas, ambientais e financeiras.

Assim, partiu-se da idéia de aplicar a borracha de pneu em várias condições específicas: com adição de borracha de pneu granulado na argamassa de revestimento, substituindo parte da areia; como revestimento externo da laje de cobertura e em algumas paredes da edificação na forma de placas laminadas de borracha de pneu para servir como isolante térmico; como tiras de borracha de pneu entrecruzadas e armadas em painéis para compor um brise-soleil protegendo as aberturas e paredes da edificação; como composição de um jardim vertical: pneus cortados pela metade, funcionando como bolsas ou vasos fixados na parede. Além disso, é possível utilizar como enchimento dos blocos de concretos da alvenaria estrutural, exigido pelo edital do concurso, para modificar o comportamento térmico das paredes, e como agregados de placas cimentícias para revestimentos externos como pisos intertravados.

Essas múltiplas formas de aplicação da borracha de pneu na habitação definiram ações sustentáveis pensadas numa ordem social, cultural, financeira, ambiental, estrutural, estético-construtiva, de conforto térmico, acústico, luminoso e no paisagismo. Nesse sentido, a planta esguia e o gabarito longilíneo, se remetem, por analogia, à banda de rodagem do pneu e os espaços foram definidos sob a ótica da acessibilidade universal. Portanto, propositalmente, nos terrenos sugeridos pelo edital, a saber, em Ribeirão Preto, Atibaia e Santos, optou-se por configurar implantações retilíneas e delgadas. Nesse caso, a laje de cobertura, ao invés do tradicional telhado é adotada no projeto como reserva disponível de um quintal a céu aberto, protegida pela argamassa com agregado de borracha. A tipologia habitacional pensada pode ser disposta em lote individual ou coletivo, geminado ou individual.

Links:
IAB-SP
http://www.iabsp.org.br/concurso.asp?ID=128

PINIWEB – REVISTA AU

http://www.piniweb.com.br/construcao/arquitetura/concurso-habitacao-para-todos-realizado-pela-cdhu-e-iab-sp-divulga-185616-1.asp

Projeto:

Clique na imagem para ver ampliado

escrito por Assessor de Imprensa