jul 06

Nos últimos dias do mês e Junho foram registradas nada menos que quatro dissertações de Mestrado em cumprimento ao Programa de Pós-Graduação e uma defesa de tese de Doutorado na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Campus de Presidente Prudente – de 27 a 30 de Junho. Outras foram defendidas anteriormente ou posterior, isto é, nos primeiros dias de Julho de 2011.

No dia 27 de Junho, no Anfiteatro VII, a aluna Loriane Trombini Fricki do Programa de Pós-graduação em Educação, fez sua defesa pública de dissertação de Mestrado perante a Comissão Examinadora, sob orientação da Profª. Drª. Maria Suzano de Stefano Menin, do Deptº. de Educação, da FCT/UNESP, tendo ainda como membros, a Profª.Drª.Maria Isabel da Silva Leme, do Deptº.de Psicologia do Aprendizagem do Desenvolvimento da Personalidade, da Universidade de São Paulo e Profª. Drª. Alessandra de Moraes, do Deptº. de Psicologia da Educação, da Faculdade de Filosofia e Ciências de Marília/SP. Tema: As relações entre os conflitos interpessoais e o Bullyng: Um estudo dos anos iniciais do Ensino Fundamental de duas Escolas Públicas.

No dia 28 no Anfiteatro II, o candidato Luiz Carlos Flávio, do Programa de Pós-graduação em Geografia/Doutorado, enfrentou a Comissão Examinadora sob a orientação do Prof. Dr. Marcos Aurélio Saquet, do Colegiado de Geografia da Univ. Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE – tendo também a atuação dos seguintes membros: Profª. Drª. Maria Encarnação Beltrão Sposito, do Deptº. de Geografia da FCT/UNESP; Profª. Drª. Eda Maria Goes, do Deptº. de Geografia da FCT/UNESP; Profª. Drª. Maria Luiza Peluso, do Deptº. de Geografia da Univ. de Brasília e Prof. Dr. Luciano Zanetti Pessoa Candiotto, do Colegiado de Geografia da Univ. Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE. Tema: Memória e Território: Elementos para o entendimento da constituição da cidade de Francisco Beltrão –PR.

No dia 30 de Junho, tivemos nada menos que três dissertações de Mestrado durante o período diurno. A primeira no Auditório I da FCT/UNESP, onde o aluno Alyson Bueno Francisco, do Programa de Pós-graduação em Geografia apresentou sua dissertação pública. Tema: “O processo de voçorocamento no perímetro urbano de Rancharia/SP: Sua dinâmica e as propostas de recuperação”. Nesse trabalho, ele foi orientado pelo Prof. Dr. João Osvaldo Rodrigues Nunes, do Deptº. de Geografia, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp.

Em seguida, Nelson Vieira da Fonseca fez sua defesa pública de dissertação de Mestrado, na área de Educação – Programa de Pós-graduação. O trabalho que ele apresentou, teve a orientação da Profª. Drª. Ana Maria da Costa Santos Menin, do Deptº. de Educação da FCT/UNESP e versou sobre “Linguagem cinematográfica na escola: o processo de produção de filmes na sala de aula como prática pedagógica”, no Anfiteatro VII.

Ainda no dia 30 de Junho, no Anfiteatro VII, a aluna do Curso de Pós-graduação em Educação, Cleuza Maria Abranches Penna, fez sua defesa de dissertação de Mestrado perante a Banca Examinadora, tendo como Orientadora, a Profª.Drª.Arilda Inês Miranda Ribeiro, do Deptº. de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp –Presidente Prudente/SP -, tendo ainda como membros: a Profª. Drª. Magda Carmelita Sarat Oliveira, da Faculdade de Educação da Univ.Federal da Grande Dourados/ UFGD/MS e Profª. Drª. Ana Maria Martins da Costa Santos, do Deptº. de Educação da FCT/UNESP –Presidente Prudente/SP. Tema abordado: “Brincadeiras no recreio: Uma reflexão sobre as relações de gênero e sexualidade no recreio escolar, através da Literatura Acadêmica”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Loriane Trombini Frichi, do Progr.de Pós-graduação em Educação da FCT/UNESP, defendeu dissertação de Mestrado com trabalho voltado ao Bulying.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Perante à Comissão Examinadora, ela definiu muito bem o problema,citando as relações e os problemas interpessoais, com base em 2 escolas publicas.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Luiz Carlos Flavio, do Progr. de Pós-graduação em Geografia, defendeu tese de Doutorado. Ele enfrentou a Banca Examinadora com muita segurança.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Alyson Bueno Francisco, do Progr.de Pós-graduação em Geografia, defendeu dissertação pública de Mestrado, falando sobre voçorocamento em Rancharia/SP.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O tema “Voçoromanento no perímetro urbano de Rancharia” despertou a atenção de muitas pessoas, a maioria ligada ao trabalho desenvolvido pelo especialista.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Nelson Vieira da Fonseca, também enfrentou a Banca Examinadora com muita convicção, abordando o tema “Linguagem cinematográfica na escola”.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
E por fim é a vez de Cleuza Maria Abranches Penna, com defesa publica de dissertação de Mestrado na área de Educação. Tema: Brincadeiras no Recreio…

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

jun 01

O projeto PET Química e Física, enviado pela docente Beatriz Eleutério Goi, obteve o sexto lugar na lista classificatória entre as 23 propostas avaliadas e submetidas ao Edital nº 01/2011 – PROGRAD/PET, que define a criação de treze grupos PET, nos campi da Unesp onde não há este programa do MEC/SESu. O resultado da seleção foi concluído no dia 08 de abril.

O programa de educação tutorial PET está baseado na tríade ensino, pesquisa e extensão e cuja implantação irá proporcionar uma dinâmica maior e enriquecimento dessas atividades.

A Proposta apresentada pela pesquisadora é caracterizada nas áreas de conhecimento das ciências exatas e da terra; química e física. Como tutora do programa PET na FCT ela iniciará o processo com a seleção de doze bolsistas – estudantes de Licenciatura em Química e Licenciatura em Física da FCT, para trabalhar no projeto. Os quais serão mantidos com recursos orçamentários da Unesp de acordo com o PDI – Plano de Desenvolvimento Institucional 2011.

Além de promover interações entre bolsistas PET/Unesp, estudantes dos cursos, alunos de iniciação científica, voluntários, docentes e alunos de pós-graduação. Essa iniciativa busca ainda o envolvimento de grupos de outros departamentos na FCT, fora do programa PET, assim como de outras universidades. Conforme afinidades entre as linhas técno-científicas.

Segundo Beatriz, foi fundamental a experiência adquirida no período de sua graduação quando participou de um grupo semelhante, sendo esse um fator que contribuiu bastante ao decidir ser candidata a tutora. Explica ainda que o programa é mantido através de reuniões semanais onde o tutor orienta todas as atividades que serão realizadas durante a implantação e instalação efetiva do mesmo. “É importante também que o primeiro grupo PET de Química e Física aqui na FCT promova o efeito multiplicador servindo de estímulo para que outros cursos desta unidade busquem implantar no futuro novos grupos PET”, conclui.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

abr 27

No dia 20 de Abril a partir das 08h00 na sala de Apresentação de Projetos do Deptº de Cartografia, a aluna do Programa de Pós-graduação em Ciências Cartográficas, Lauriana Rúbio Sartori defendeu Tese de Doutorado perante uma Banca Examinadora que teve como Orientador o Prof. Dr. Nilton Nobuhiro Imai, do Deptº de Cartografia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Campus de Presidente Prudente. Para desenvolver a pesquisa ela usufruiu de uma Bolsa concedida pela CAPES.

O tema da tese pública versou sobre: “Imagem palsar polarimétrica no mapeamento de macrófitas do Lago Grande de Monte Alegre”, no Estado do Pará. Atuaram como componentes da Banca, a Profª.Drª. Evlyn Mércia Leão de Moraes Novo, do INPE; Prof.Dr.Thiago Sanna Freire Silva, da Divisão de Sensoriameto Remoto do INPE; Prof.Dr. João Roberto dos Santos, da Divisão de Sensoriamento Remoto do INPE e Profª. Drª. Vilma Mayumi Tachibana, do Deptº de Matemática, Estatística e Computação da FCT/UNESP.

O trabalho desenvolvido por Lauriana teve o propósito de avaliar o potencial dos dados PALSAR polarimétricos para discriminar o mapeamento das espécies de macrófitas de uma área alagável da Amazônia, representada pela planície de inundação do Grande Lago de Monte Alegre. Nessa área foram encontradas três principais espécies de macrófitas: Paspalum repens (PR), Hymenachine/amplexiocaulis (HA) e Paspalum elephantipes (PE).

De acordo com o relatório apresentado no início da defesa pública da Tese de Doutorado por Lauriana Rúbio Sartori, os resultados sugerem que a imagem polarimétrica banda L. possui potencial para discriminar as espécies de macrófitas. O volume da haste foi moderado em função dos seguintes atributos: índice de biomassa (BMI), espalhamento volumétrico (Pv), espalhamento superficial (Ps); helicidade do primeiro mecanismo de espalhamento (r1) e magnitude do tipo de espalhamento do terceiro mecanismo (as3).

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Aqui começa com a presença dos Profs.Drs.Thiago e João Roberto, do INPE, a avaliação da Tese de Doutorado defendida p/Lauriana Rúbio Sartori.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Banca Examinadora e a platéia acompanharam atentamente a explanação sobre Macrófita, Planície de Inundação da Amazônia, Polarimetria, Radar, etc.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Prof.Dr.Nilton Nobuhiro Imai foi o Orientador. Ao seu lado, as Profªs. Drªs. Evlyn Mércia Leão de Moraes Novo (INPE) e Vilma Mayumi Tachibana (FCT/UNESP).

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A platéia e a Banca Examinadora que contou inclusive com a participação de representantes da Divisão de Sensoriamento Remoto do INPE.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

abr 14

Quem visita ou frequenta o Campus Universitário da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp em Presidente Prudente deve ter visto ou conhecido a “Praça da Leitura ao ar livre”, instalada ao lado da Biblioteca que é considerada uma das maiores do país. A Praça da Leitura permite a todos os interessados, ler, estudar ou se utilizar da Internet (sem fio) para suas comunicações através do Notebook.

O logradouro público tem espaço disponibilizado para todos que ali se encontram, com mesas e bancos de concreto – bem distribuídos – por toda a área. Um pequeno monumento identifica a Praça e seu patrono, o Professor Doutor Neri Alves – ex-diretor da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp. Por seu desempenho, ele mereceu da Comunidade Unespiana, uma homenagem especial através de um placa de bronze (ali exposta), com data de 27 de Outubro de 2005.

A placa com que a comunidade homenageou o querido Mestre e Diretor, tem os seguintes dizeres: “Gesto positivo, indução construtiva, representação inteligente, harmonização pela não ressonância, amor pela instituição, bondade, justeza e dedicação contínua são marcas que o Professor Neri deixa em nossa querida FCT”. Homenagem da Comunidade Unespiana – Presidente Prudente – SP


O monumento e a placa de bronze com que a Comunidade Unespiana homenageou o Prof. Dr. Neri Alves , ex-diretor da FCT/UNESP – Presidente Prudente-SP


Nesta Praça de leitura ao ar livre, existe sempre a presença de estudantes universitários e pessoas que se dedicam à leitura de grandes obras culturais, em busca de melhores conhecimentos.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

mar 23

JERUSA E LUIZ HENRIQUE TROUXERAM
UMA MEDALHA DE OURO E DUAS DE PRATA

Depois de inúmeros preparativos, o casal de atletas Jerusa e Luiz Henrique dos Santos, participaram na Nova Zelândia (Christichurch ) do Campeonato Mundial Paraolímpico de Atletismo, conquistando entre os dias 15 e 30 de Janeiro dois brilhantes títulos. Ouro para Jerusa Géber dos Santos, no revezamento 400 x 100 – classe funcional T11 – T13, juntamente com Ana Tércia Soares, Terezinha Guilhermina e Ádria Rocha dos Santos, de São José do Rio Preto, Curitiba e Joinvile respectivamente e Prata (duas medalhas), nas competições de 100 e 200 metros, com o tempo de 12s52 e 26s92,na classe T-11.É o exemplo de superação e inclusão, que já citamos em nosso blog de Outubro/2010.

Foi com esses resultados, que Jerusa e Luiz Henrique retornaram a Presidente Prudente, sendo bastante cumprimentados, não só pelos seus companheiros e dirigentes da equipe Adapp/Unesp, mas pelos esportistas e a população em geral. Ambos mereceram destaque especial da imprensa, radio, Televisão e mídia eletrônica, sendo também homenageados no Paço Municipal, por iniciativa do Prefeito Milton Carlos de Mello – Tupã – que os recepcionou em seu gabinete.

Os dois consagrados atletas que tão bem representaram Presidente Prudente como integrantes da Seleção Brasileira na Nova Zelândia foram contemplados com um Cartão de Prata, ressaltando o mérito de cada um deles e o feito maravilhoso que consagrou o casal nesta e em outras competições, especialmente em Pequim, na China e Nova Zelândia. O prefeito Tupã prometeu se empenhar a fundo para obter todos os recursos necessários – com o apoio da classe empresarial – para manter o casal de atletas no convívio da população e do atletismo regional.

Jerusa e Luiz Henrique mereceram destaque em nosso blog em matérias anteriores, sempre prestigiados pelo Prof. Paulo Roberto Brancatti que é o Presidente da Associação de Desporto Adaptado – Adapp – oriunda do Instituto Municipal de Educação Física encampado pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Campus de Presidente Prudente – com ampla dedicação ao atletismo. É esse órgão que mantém sob sua responsabilidade cinco atletas paraolímpicos de nível internacional, com treinamento freqüente em suas dependências. As próximas competições a nível internacional serão realizadas este ano na cidade de Guadalajara, México.

Além disso, mantém também uma equipe de Basquete sobre rodas, com atuações destacadas nos últimos campeonatos estaduais e brasileiro. Jerusa – que é filha única – e vive longe dos pais tem 28 anos de idade. Nasceu em Rio Branco/Acre e antes dos 18 anos começou a perder sua visão. Depois de superar a deficiência (com assistência do Lar dos Deficientes do Acre), e com muito treinamento, trocou Rio Branco por Cuiabá onde conheceu o jovem Luiz Henrique, um matogrossense de Colider. Com ele se casou em 2007 e no ano seguinte, disputou com sua participação os Jogos Paraolímpicos de Pequim, conquistando importante medalha de bronze que a consagrou, transferindo-se para Presidente Prudente, onde vem recebendo apoio, e muito amor e carinho.


Jerusa e Luiz Henrique foram recepcionados oficialmente pelo Prefeito Milton Carlos de Mello – Tupã – que os homenagearam em nome da população de Presidente Prudente.


Nas primeiras entrevistas que os campeões Paraolímpicos concederam aos veículos de comunicação da cidade, eles ressaltaram o apoio recebido e agradeceram a todos que os prestigiaram.


Uma foto para a história: Os Campeões Paraolímpicos Jerusa e Luiz Henrique juntamente com o Prefeito Municipal, a Secretaria de Esportes e o Diretor da Adapp/Unesp, Prof. Paulo Roberto Brancartti.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa

set 25

A prática esportiva na cidade e região de Presidente Prudente, sempre foi considerada uma das mais desenvolvidas do interior brasileiro. Futebol, basquetebol, natação, atletismo e beisebol. Tudo com muito empenho, dedicação e participação. Mas agora surge como inovação, o basquete sobre rodas, através da equipe da Associação do Desporto Adaptado de Presidente Prudente – ADAPP – em parceria com a FCT-UNESP, sob a coordenação do Prof. Paulo Roberto Brancatti.

A última competição sobre rodas aconteceu no Ginásio Municipal de Esportes de Presidente Prudente no sábado, 18 de Setembro. A representação local enfrentou uma das mais aguerridas equipes do basquetebol sobre rodas, o Águia Dourada, da Capital do Estado. Foi uma partida válida pelo XIII Campeonato Paulista, cujo resultado final favoreceu os visitantes por 93 a 19. O compromisso seguinte foi contra o time B do Clube dos Amigos dos Deficientes (CAD) de São Paulo.

As competições de basquete 2010 sobre rodas envolvem 12 equipes em dois grupos – séries Ouro, Prata e Bronze – e a representação de Presidente Prudente foi classificada como vice-campeã da série Bronze – no Torneio São Paulo. Prudente está no Grupo B, tendo ao seu lado, Águias; CAD B; CADECAMP de Campinas; ADD/Magic Hands de São Paulo e Ribeirão Preto. As equipes se enfrentam em um único turno até o dia 24 de Outubro.


Esta é parte da equipe representativa de Presidente Prudente, a ADAPP/UNESP, que disputa o Campeonato Paulista de Basquete 2010.


A equipe visitante, Águias Douradas que procede da Capital do Estado, venceu Prudente por 93 a 19.

escrito por Assessor de Imprensa

set 20

Atletismo e Natação, são os principais predicados de uma Seleção de 7 Atletas Paraolímpicos de Presidente Prudente. Eles fazem um treinamento intenso, com total dedicação, estão todos classificados e esperam a grande oportunidade de mostrar sua capacidade e potencialidade esportiva. Seis desses atletas participaram recentemente da 2ª. Etapa do Circuito Loterias Caixa Brasil – Paraolímpico de Natação – e tiveram excelente classificação.

Esses atletas integram a Seleção que nos primeiros meses de 2011 deverão estar na Nova Zelândia, a fim de participar do Campeonato Mundial da categoria, em Chrischurch, como integrantes da ADAPP/UNESP. Jerusa Gerber de Souza, a única mulher que conseguiu índice classificatório, já tem vaga garantida no Mundial. Os demais (Renan de Souza, André Luiz Garcia Andrade e Thierb Siqueira têm chances de alcançar a marca desejada.


O Diretor-Presidente da equipe ADAPP/UNESP de Presidente Prudente, Prof. Paulo R. Brancatti se empenha ao máximo para promover o esporte paraolímpico.


Nas pistas de Atletismo da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNESP – Campus de Presidente Prudente – o treinamento é intenso.


Jerusa Gerber de Souza – deficiente visual – é uma atleta consagrada. Já alcançou o índice necessário, com as marcas que lhe garantem vaga no Campeonato Mundial.

escrito por Assessor de Imprensa

mai 03

Garantir a integração do idoso à sociedade através de atividades na universidade. É com este objetivo que a Prof. Maria Estelita Rojas Converso desenvolve o programa Universidade Aberta à Terceira Idade (Unati), um projeto de extensão da Faculdade de Ciências e Tecnologia da FCT/UNESP – Campus de Presidente Prudente. São oito atividades diferentes, que totalizam cerca de 340 participações de pessoas com mais de 50 anos.

O programa, que existe desde 1995 incentiva os alunos a realizarem pesquisas, principalmente nas áreas de Geriatria e Gerontologia. Além disso, para os idosos, a pesquisa prova que a iniciativa serve para melhorar a qualidade de vida. A professora Maria Estelita está à frente do projeto desde 1998. “Todas as tardes têm alguma atividade. Há dias que tem mais de uma atividade”.

Ele acrescenta que quase todas as atividades são desenvolvidas no Núcleo Morumbi. E apenas uma turma com atividade física (mulheres com osteoporose), ocorre efetivamente na Clínica de Fisioterapia. Semanalmente, os monitores e professores da Unesp realizam diversas ações com idosos. Atividade física para a terceira idade e para mulheres com osteoporose, canto coral, curso de espanhol e de computação, dança do ventre especial para a terceira idade, oficina de origami e de memória são as modalidades oferecidas no projeto.

Entre os resultados da pesquisa, a professora Estelita relata que a interação entre os idosos tem mostrado uma melhora relevante na qualidade de vida das pessoas que participam dessas ações. “Esse tipo de programa configura-se, ao mesmo tempo, em um desafio intelectual e um dever da universidade pública que, assim, torna os trabalhos de docência, pesquisa e extensão, úteis para a construção de um envelhecer saudável e integrado à sociedade. Além de melhorar a qualidade de vida de nossos idosos”, finaliza Maria Estelita.

Serviço – As atividades são desenvolvidas durante todos os dias da semana no período da tarde, no Núcleo Morumbi da Faculdade de Ciências e Tecnologia, à rua Cyro Bueno, n° 40. As inscrições para a maioria das atividades estão encerradas, mas para aquelas que ainda restam vagas, basta que o idoso procure Silvia ou Dalila (das 14h as 16h), horário em que também podem ser conseguidas mais informações pelo telefone (18) 3918-4883.

Fotos cedidas/Prof.Maria Estelita


Pessoas com idade acima dos 50 anos, têm participação garantida no Projeto da FCT/UNESP – Campus de Presidente Prudente – em diversas atividades.

escrito por Assessor de Imprensa

abr 10

A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT/Unesp) oferece atendimento a 42 crianças e jovens com idade entre 2 a 15 anos que apresentam distúrbios psicomotores. A iniciativa consiste em sessões de 45 minutos, com atividades que envolvem brincadeiras e jogos. O atendimento se dá às terças e quintas-feiras, das 08h00 às 12h00 e das l4h00 às 17h00. Às quartas-feiras, das 14h00 às 17h00.

O projeto do Laboratório de Atividades Lúdico-Recreativas (LAR) teve início em 2000, por iniciativa da Professora Edelvira de Castro Quintanilha Mastroianni, mestre na área de desenvolvimento humano. “Para a criança participar do projeto efetuamos uma triagem, na qual é realizada avaliação psicomotora na criança, entrevista com responsável e com o professor da mesma”, diz ela.

Essa avaliação se baseia na Escala de Desenvolvimento Motor (EDM), que consiste em um conjunto de provas diversificadas e de dificuldade graduada e conduz a uma avaliação da motricidade fina, motricidade global, equilíbrio, esquema corporal, organização espacial e organização temporal. “A partir daí, podemos constatar as áreas de maior defasagem psicomotora de cada criança, o que possibilita a elaboração de um planejamento adequado às necessidades específicas dela”, completa.

Esta triagem é realizada mesmo que não existam vagas para a criança no projeto. Normalmente, os participantes são encaminhados pelas escolas públicas, por especialistas nas áreas da Neurologia, Fonoaudiologia, Psicopedagogia e Psicologia.

As crianças participantes apresentam diferentes diagnósticos, como: atraso no desenvolvimento, paralisia cerebral, deficiência visual, autismo, hidrocefalia e dislexia, entre outros. Através do Projeto, elas desenvolvem atividades nas quais o brinquedo se constitui um veículo educacional. “Assim, crianças ou adolescentes se desenvolvem a partir do jogo, da brincadeira espontânea ou semi-dirigida, do faz-de-conta”, finaliza a Professora Edelvira.

Serviço – O LAR funciona na FCT/Unesp – Campus de Presidente Prudente – à Rua Roberto Simonsen, 305, sala 99. O telefone para atendimento geral dos interessados é: (18) 3229-5388, ramal 5410.

Foto cedida/Edelvira de Castro.


As crianças desenvolvem atividades cuja base é o brinquedo como veículo educacional

escrito por Assessor de Imprensa