set 15

Nesse dia, em 1957 foi criada a FAFI: marca de pioneirismo que deu origem a uma Instituição modelar.

Na história do ensino superior na região da Alta Sorocabana, o primeiro destaque foi destinado à Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras/FAFI – de Presidente Prudente – cujo ato de criação foi sancionado pelo então Governador do Estado, Jânio da Silva Quadros. Foi o marco inicial de uma nova era; porém, a instalação somente ocorreu dois anos depois. Nomeado 1º Diretor, o Prof.Dr. Joaquim Alfredo da Fonseca, oriundo da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo/PUC, tendo como Secretário, o Prof.José Vinícius Barbosa da Silveira.

O autor do Projeto de criação da Faculdade pioneira foi o Deputado Estadual, Márcio Porto. O então Prefeito Antonio Sandoval Neto deu apoio incondicional à criação e instalação da Escola Superior e colaborou para implantar as novas instalações da FAFI. Nesse trabalho pioneiro também atuaram com destaque o Prof.Dr.Luiz Gonzaga dos Santos (Lugo) e o Presidente da Câmara Municipal, Vereador Juarez Nobre. São informações do Professor Emérito, Dr. Marcos Alegre. A população local era constituída por 54 mil habitantes. Da tradicional FAFI para IPEA (como instituição isolada), decorreram 17 anos, quando foi criada a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente.

A imprensa local representada na época pelo Jornal O Imparcial, sempre esteve atenta desde 1940 e marcou presença destacada no movimento que culminou com a conquista de uma Faculdade que sempre dignificou a cidade e sua comunidade. O Corpo Docente formado em 1959 foi constituído pelos seguintes Professores: Pe.Antonio Mendes Barata, Carlos Alberto Garcia Caliolli, Fernando Carlos Fonseca Salgado, Luiz Ferraz de Sampaio, Max Henri Boudin, Waldomiro Gabriel, Waldemar Valle Martins e Wilhen Saake.

Inicialmente a FAFI contava com dois cursos – Pedagogia e Geografia – 9 professores, 40 alunos e 29 novos professores. Depois, Ciências Sociais e Matemática em 1963, com 4 cursos, 17 formandos e 20 docentes. Em 1965, 30 formandos e 129 prestadores de serviços. Em 1966, o quadro de docentes passou a contar com 29 profissionais. Em 1969, curso de Licenciatura em Ciências e em 1975, Estudos Sociais. Posteriormente em 1976 com a criação dos Institutos Isolados de Ensino Superior, pelo Governo Estadual foi implantado o Instituto de Planejamento e Estudos Ambientais/IPEA.

Em 1989, o Câmpus de Presidente Prudente recebeu a denominação oficial e atual de Faculdade de Ciências e Tecnologia/FCT, a nova unidade da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP – com 12 cursos de graduação e 640 vagas. 7 cursos de especialização e 3 de pós-graduação. No total geral: 2.687 alunos anualmente (562 vagas preenchidas), mais: 7 dos cursos de especialização/Mestrado e 3 de pós-graduação/Doutorado. Nº de Professores: 214 e Funcionários: 231. O Diretor é o Prof.Dr.Marcelo Messias e Vice, o Prof.Dr.José Carlos Silva Camargo Filho, também conhecido como “Professor Zeca”. O aniversário da Instituição ocorre no dia 03 de Maio e a Unidade é detentora do maior número de Projetos e Bolsas de Extensão Universitária, nas áreas de Exatas, Humanas e Biológicas.

O Câmpus Universitário da FCT/Unesp em Presidente Prudente é representado por uma malha urbana equivalente a 40.532 m2 (cerca de 40 hectares), dos quais 35.851,52 de área construída. Investimentos estimados em projetos de extensão: R$1.412.734,71 – segundo informações do Sr. Guilherme Ulhoa, da Seção Técnica de Graduação da FCT/UNESP.

Cursos Estrelados

O “Guia do Estudante” deu a conhecer o número e a definição dos cursos que obtiveram a melhor classificação em 2017 para figurar entre os Melhores da FCT/Unesp. Com 5 estrelas: Educação Física/Bacharelado e Licenciatura; Engenharia Cartográfica e Agrimensura/Bacharelado; Física/Licenciatura; Geografia/Bacharelado e Licenciatura e Química/Licenciatura. Com 4 estrelas: Pedagogia/Licenciatura; Matemática/Licenciatura; Fisioterapia/Bacharelado; Engenharia Ambiental e Ciência da Computação/Bacharelado. Com 3 estrelas: Estatística/Bacharelado.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” tem atuação marcante no progresso e desenvolvimento da Centenária cidade e região de Presidente Prudente.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
Diante da Galeria dos ex-Diretores da FCT/Unesp, destaque para o atual Diretor, Prof.Dr. Marcelo Messias – eleito para o quatriênio 2014/2017 – com apoio da comunidade universitária.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Câmpus de Presidente Prudente é considerado o maior do Estado: ocupa cerca de 40 hectares da malha urbana e a maioria dos cursos aqui ministrados figura entre os de melhor classificação.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

abr 29

A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp comemorará na próxima 3ª.feira – 03 de Maio – 52 anos de atividades em Presidente Prudente. A unidade conta com mais de 3.600 alunos e abriga 12 cursos de Graduação, além de um curso especial de Graduação em Geografia, através de convênio com o INCRA/PRONERA; um curso de Pedagogia à distância (convênio Unesp/Universidade Virtual do Estado de São Paulo) e um curso de licenciatura em Pedagogia do Programa Nacional de Formação de Professores de Educação Básica, do MEC, sob a responsabilidade da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). Somados a estes, a FCT-UNESP oferece sete cursos de Pós-Graduação stricto sensu nos níveis de Mestrado e Doutorado e vários cursos de Pós-Graduação lato sensu.

Criada em 17 de Setembro de 1957, a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Presidente Prudente na qualidade de Instituto Isolado de Ensino Superior, começou a funcionar efetivamente a partir de 1959, sendo a primeira aula ministrada no dia 03 de Maio de 1959. No ano de 1970 a unidade foi transformada em Autarquia de Regime Especial.

Em 1976 – através da Lei 952 – foi transformada em Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” e a partir daí, a unidade de Presidente Prudente recebeu a denominação de Instituto de Planejamento e Estudos Ambientais – IPEA – Com essa mudança, foram extintos os cursos até então existentes de Pedagogia, Ciências Sociais e Licenciatura em Ciências Sociais. Mas em 1989, a denominação IPEA (Instituto de Planejamento e Estudos Ambientais) foi alterada para: Faculdade de Ciências e Tecnologia – FCT – que conta atualmente com 8 Departamentos de Ensino; 203 docentes, 218 servidores técnico-administrativos e mais de 3.600 alunos.

São Diretores da FCT/UNESP, respectivamente os Profs. Drs. Antonio Nivaldo Hespanhol e Marcelo Messias (Vice-Diretor). No campus de Presidente Prudente são desenvolvidas atividades de Extensão Universitária e de prestação de serviços à comunidade, como forma de transferir para a sociedade os conhecimentos, e ao mesmo tempo realimentar o ensino e a pesquisa que realiza. A extensão se dá nas mais diversas formas, e em diferentes campos de atuação, que se integram em torno dos objetivos prioritários de promoção do ser humano e de desenvolvimento sustentável na cidade e em toda a região.

Nesse contexto de muitas décadas, a FCT/UNESP praticou o esforço contínuo de preservar o respeito da comunidade acadêmica nacional e internacional, abrigando as características fundamentais para a formação de profissionais qualificados para o mercado e a sociedade através do ensino público gratuito e de qualidade. Tendo surgido numa modesta sala de um Edifício no centro da cidade, a unidade de Presidente Prudente ganhou projeção e destaque mundial, tornando-se referência para inúmeros cursos aqui ministrados. São 52 anos de lutas, sacrifícios e grandes conquistas no campo social, cultural e científico do País.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
A FCT/UNESP – Campus de Presidente Prudente – comemora com uma solenidade cívica os seus 52 anos no dia 03/Maio, às 08h00.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O Prof.Dr.Antonio Nivaldo Hespanhol é o Diretor da Faculdade de Ciências e Tecnologia; e o Vice-Diretor é o Prof. Dr. Marcelo Messias.

Clique para ampliar! Clique para ampliar!
O número de estudantes em Pres. Prudente vai além de 3.600.A primeira ação comunitária do ano, desenvolvida pelos novos alunos foi o Trote Solidário.

escrito por Assessoria de Comunicação e Imprensa - FCT UNESP

out 29

No dia 29 de outubro, na Sala de Projeção da Biblioteca, foi realizada reunião com os membros do Comitê Gestor do Sistema de Extensão (CGS), Comitê Superior de Tecnologia da Informação (CSTI) e o Serviço Técnico de Informática (STI) para tratar do novo sistema de extensão que será desenvolvido no padrão UNESP e será integrado aos sistemas institucionais da Universidade. Atualmente, o sistema de extensão não é de propriedade da Unesp e já se encontra defasado. Além da extensão, o novo sistema está modelado para atender também outros projetos, como: pesquisa e graduação.

A equipe de desenvolvimento do sistema é formada por 2 Analistas de Informática do STI e 2 bolsistas do curso de Ciência da Computação. Os desenvolvedores fizeram a apresentação do protótipo do novo sistema e ouviram as sugestões dos membros. Os participantes destacaram que se surpreenderam com as propostas e avanços do novo sistema e que certamente atenderá as necessidades da instituição.

Principais mudanças do novo sistema:
- Gerenciamento por parte do órgão gestor;
- Controle dos prazos com mensagens de alertas através de e-mail;
- Tramitação online e pré-estabelecida pelo sistema sem a necessidade de utilização de materiais impressos;
- Distribuição das fontes dos recursos de acordo com o orçamento anual do órgão gestor;
- Emissão de certificado para os participantes;
- Relatórios gerenciais e estatísticos;
- Reaproveitamento das informações em caso de Projeto em Continuidade;
- Inserção dos participantes por parte do coordenador;
- Realização de consultas através de filtros de pesquisa;
- Indicação do relator de acordo com a área temática;
- Textos/questões configuráveis por parte do gestor;
- Totalização automática dos pontos para obtenção do conceito – aprovado ou reprovado;
- Hospedagem em servidor da UNESP;
- Utilização de software livre e ferramentas de desenvolvimento open source.

Resultados esperados:
- Integração com outros sistemas: Acadêmico (Graduação e Pós-Graduação), Recursos Humanos e Financeiro;
- Controle e organização dos processos de avaliação;
- Desburocratização e economia de recursos;
- Confiabilidade e consistência dos dados;
- Melhor gestão para tomada de decisão.

O projeto está previsto para ser implantado em maio de 2011. Estiveram presentes na reunião:

Membros dos comitês e gestores:
- Prof. Dr. Messias Meneguette Jr (Presidente do CSTI)
- Prof. Dr. Marcelo Messias (Vice-Diretor da FCT)
- Prof. Dr. Vanildo Luiz Del Bianchi (Vice-Diretor do IBILCE – SJRP)
- Décio Antônio Fregonesi (Coordenador do CGS e membro do CSTI)
- José Carlos Abbud Gráccio (Membro do CGS e membro do CSTI)
- Helen Regina Bozello (Diretoria Técnica Acadêmica – IBILCE – SJRP)
- Regina Aparecida Espigarolli Silva (Supervisora da STA – FCT)
- Sandra Regina Albuquerque (Assistente Administrativa da STA – FCT)
- Ana Lúcia Bincoletto (Supervisora da STA – FFC Marília)
- André Luiz Goia de Araújo (Analista de Informática – STI de S. J. dos Campos)
- Marcos Roberto Pereira de Souza (Diretor do STI – FCT)

Equipe de desenvolvimento:
- Maria Lúcia Decco Faucz (Analista de Informática – STI/FCT)
- Raphael Garcia (Analista de Informática – STI/FCT)
- Andresa dos Santos (Bolsista e Aluna do Curso de Ciência da Computação – STI/FCT)
- Maximilian Jaderson de Melo (Bolsista e Aluno do Curso de Ciência da Computação – STI/FCT)

Fotos da reunião:

escrito por Administrador